Inversores solares: entenda o que são e quais são seus tipos!

Os inversores solares são indispensáveis para que a energia fotovoltaica seja usada. Para acertar na escolha, é necessário conhecer os detalhes sobre o assunto.

Categoria: Parceiro Solar

Categoria: Parceiro Solar

Se você pensa em instalar um sistema fotovoltaico, conhecer os inversores solares é uma tarefa essencial. De fato, sem esse tipo de equipamento, não seria possível usar a energia produzida pelas placas solares com o intuito de reduzir as contas de luz.

O mercado especializado no assunto apresenta uma série de variedades com recursos tecnológicos e abrangentes. Por conta disso, você precisa identificar as necessidades do sistema de geração de energia para encontrar o equipamento adequado. Quer saber mais? Vamos mostrar o que são os inversores solares e os seus principais tipos. Acompanhe!

O que é um inversor solar?

Trata-se de um equipamento usado para converter a energia solar. Isso acontece a partir da energia gerada pelos painéis solares de corrente contínua (CC), que é transformada em corrente alternada (CA) pelo dispositivo.

Dessa forma, é possível usar a energia elétrica produzida pelo sistema fotovoltaico. Além disso, o equipamento se torna responsável por garantir a segurança do processo e otimizar de maneira geral a energia gerada.

Alguns inversores apresentam um transformador na parte interior justamente com o objetivo de facilitar as etapas, pois eles geram bastante calor. Na prática, quanto menor for a energia térmica gerada, menor é a quantidade de perda de energia elétrica por conta da eficiência do equipamento.

Como ele funciona?

Os inversores solares contam com uma série de componentes em seu interior, mas a aparência por fora é mais sucinta e consiste em uma caixa metálica com alguns botões. Todo o processo de inversão energética provém da saída do inversor em uma corrente alternada ou por tensão.

Para fazer com que funcione conforme o esperado, é usada uma corrente ou tensão de atuação frequente, as quais são posicionadas para alimentar essa saída. Em residências, por exemplo, o inversor solar geralmente é instalado perto do quadro de luz em um espaço que seja protegido do calor e da água.

Já as opções de equipamentos industriais e comerciais pedem a construção de uma sala pensada especialmente para os inversores. Afinal de contas, por serem bem maiores do que os dispositivos comuns, ocupam bastante espaço físico no local de instalação.

Para que serve?

Os inversores têm a função de adaptar a energia fotovoltaica aos padrões da rede elétrica comum, sem contar que esse tipo de equipamento direciona o fluxo de energia dentro do sistema e faz o registro da geração dos painéis.

Uma questão muito interessante aqui é que, ao contrário das placas solares, um inversor não precisa ficar completamente exposto ao sol para que funcione perfeitamente. Outra facilidade é usar o sinal disponível de Wi-Fi para que o dispositivo envie os dados de geração do sistema e o responsável por seu gerenciamento acompanhe pelo smartphone ou computador.

Com isso, fica muito mais simples aumentar a durabilidade do painel solar. Alguns equipamentos mais modernos têm um visor externo em que é possível acompanhar seu funcionamento diretamente no inversor solar. Embora todos atuem da mesma maneira na hora de transformar a energia das placas, a forma de instalação varia conforme o modelo.

Quais são os tipos de inversores solares?

Para que o inversor solar atender às necessidades de geração de energia do imóvel, cada tipo de instalação precisa de um inversor solar compatível. Eles são separados em três tipos normalmente. Acompanhe abaixo!

Inversor off-grid

Esse sistema (fora da rede) coloca os inversores em locais afastados da rede elétrica em que toda a energia do imóvel deve ser atendida. O que acontece aqui é o uso de um banco de bateria que armazena a energia gerada durante o período do dia como forma de compensar a utilização noturna em situações em que não existe geração ou os dias estão nublados.

A partir disso, o sistema precisa interagir com o painel solar e com o banco de baterias. O processo de adaptar a energia vinda das placas acontece de maneira imediata em relação ao direcionamento para alimentar as baterias. Em situações em que é preciso compreender o consumo, ele utiliza a quantidade adequada de energia das baterias.

Além de usar o inversor, o off-grid precisa ainda de um controlador de carga que é responsável pelo gerenciamento das baterias e tem o objetivo de fugir de sobrecargas.

Inversor on-grid

Também chamado de inversor interativo, no on-grid, a própria rede responsável pela distribuição funciona como uma bateria e recebe energia durante o dia para que seja suprido o necessário durante a noite ou em momentos de baixa luminosidade.

Isso acontece depois da adaptação da energia vinda de um painel. Com isso, o inversor faz o envio até o quadro geral para distribuí-la e atender ao imóvel de forma geral. Quando o sistema gera mais que o consumo, o equipamento transfere o que for excedente à rede elétrica e acontece uma espécie de empréstimo para a distribuidora.

Híbrido

O inversor solar híbrido converte a corrente contínua em corrente alternada dentro do funcionamento do sistema fotovoltaico. A diferença em relação aos outros tipos de inversores está na capacidade de fazer trabalhos simultâneos entre os sistemas que são on e off-grid. Assim, faz a função de um adaptador de energia de modo geral e garante a segurança do sistema por meio do painel solar.

O que é a venda de operação de inversores solares?

Para o consumidor final, a venda representa produtos cada vez mais tecnológicos e atualizados. Isso porque a FIMER preservou seu centro de pesquisas na Finlândia e pretende investir de maneira pesada nas questões de desenvolvimento.

Pronto! Agora ficou claro como os inversores solares funcionam e quais são os modelos disponíveis. O mais importante é definir o que se encaixa às necessidades do seu sistema fotovoltaico para escolher o equipamento correto. Dessa forma, se torna mais fácil gerar a potência adequada de energia e adotar medidas econômicas.

Gostou das informações do artigo? Então siga-nos no Facebook, no Instagram, no Twitter, no YouTube e no LinkedIn para ficar por dentro de outros conteúdos relacionados.

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.