O que é revisão veicular? Veja o que é checado no procedimento

Quer saber quais sistemas são checados na revisão veicular? Então este conteúdo é pra você. Confira as informações a seguir!

Categoria: Parceiro Veiculos

Categoria: Parceiro Veiculos

Todo motorista precisa saber que o seu carro necessita de cuidados. Afinal, é uma máquina que contém uma série de componentes e sistemas para funcionar. Por isso, as fabricantes e os mecânicos recomendam a revisão veicular periódica.

É importante seguir as datas de cada inspeção para evitar problemas futuros e garantir a segurança do automóvel quando está em movimento. Além disso, é válido dizer que procedimentos preventivos esticam a vida útil do carro, tornando-o mais eficiente a longo prazo.

Neste artigo, reunimos tudo o que você precisa saber sobre revisão veicular. Nele, mostraremos os itens que são verificados e sua importância. Veja!

O que é revisão veicular?

É um processo de inspeção e reparo geral que verifica todos os dispositivos, peças e sistemas de um automóvel. Seu objetivo é garantir o desempenho esperado ao circular pelas ruas e estradas. Esse tipo de revisão faz um diagnóstico preciso de componentes que não funcionam bem ou já estão desgastados.

Logo, independentemente do modelo e do tempo de vida do carro (novo, seminovo ou usado), é preciso ir a uma concessionária ou oficina para fazer um checkup completo e evitar problemas.

O que é verificado na revisão?

Para compreender melhor quais peças serão inspecionadas na revisão, é necessário analisá-las considerando seus respectivos sistemas. Observe a seguir a função de cada um deles e os componentes que são verificados.

Sistema elétrico

Como os veículos modernos apresentam diversos itens elétricos, a atenção deve ser redobrada. Nesse sentido, os principais elementos desse sistema são:

-bateria: armazena toda a energia necessária para acionar dispositivos e sensores;

-alternador: recarrega a bateria durante o funcionamento do motor.

Durante a revisão do carro, é verificado o desempenho do alternador, o nível de descarga da bateria, os fusíveis, as lâmpadas e os fios de aterramento.

Sistema de motorização

Inclui todas as peças que fazem o motor funcionar, incluindo sistemas auxiliares, como:

-lubrificação: garante que os componentes internos tenham menos atritos enquanto se movimentam, evitando desgastes, rompimentos e superaquecimentos;

-arrefecimento: controla a temperatura ideal de funcionamento da motorização, impossibilitando que ela fique muito quente ou fria demais.

Na inspeção de rotina deve-se verificar a nível do óleo do motor, da água do radiador, os filtros em geral (de ar, de combustível e de óleo lubrificante), a correia dentada e os tensionadores.

Sistema de exaustão

Por filtrar os gases que saem do escapamento, o sistema de exaustão diminui os efeitos negativos que prejudicam a qualidade do ar e o meio ambiente. Além disso, também reduz os ruídos emitidos pelo motor. Na revisão, é avaliada a emissão de poluentes e barulhos do escape. Para isso, são inspecionados o abafador de ruídos, o catalisador e o coletor de gases da motorização.

Sistema de transmissão

O câmbio e a embreagem permitem o engate correto das marchas para não forçar o automóvel além do necessário, garantindo corridas, subidas ou descidas mais seguras. Quando a transmissão apresenta defeitos de funcionamento, o motor sofre desgastes mais profundos e acelerados.

Na inspeção periódica são verificadas a altura da embreagem, o corrimento dos engates, o nível e a validade do óleo de câmbio e a regularidade das peças.

Sistema de suspensão e direção

A suspensão, com o auxílio das rodas, mantém toda a estrutura do veículo estável e aderente ao piso. Já a direção é responsável por questões relacionadas ao tempo de resposta do volante. São conferidos os amortecedores e as molas, o alinhamento do carro (que regula os ângulos de direção), o balanceamento (para restabelecer o equilíbrio de peso) e o estado dos pneus e do estepe.

Sistema de freios

O sistema de frenagem inclui os componentes responsáveis por controlar e diminuir a velocidade do automóvel, bem como fazê-lo parar. O seu funcionamento é essencial para o desempenho do carro e para a segurança dos ocupantes e terceiros (outros veículos e pedestres). São verificados os discos, as pastilhas, os fluidos, os cilindros mestres e as pinças.

Sistema de injeção eletrônica e ignição

Problemas na injeção eletrônica dificultam o consumo adequado de combustível, afetando o funcionamento do automóvel. Já a ignição faz o carro ligar e, caso haja defeito, o motor não funcionará de modo algum.

Os itens que devem ser inspecionados são cabos e velas, seguido de verificação e limpeza do sistema de injeção.

Sistema de segurança

O papel do sistema de segurança é reduzir a probabilidade de acidentes, assim como amenizar possíveis danos. Nele, incluem duas categorias distintas durante as revisões:

-itens de segurança ativa: faróis de iluminação, espelhos, extintor de incêndio, pneus, suspensão, ergonomia do banco do motorista, câmera e sensores de aproximação e estacionamento;

-itens de segurança passiva: airbags, barras protetoras, cintos de segurança, implementos de carroceria feitos para absorver impactos.

Qual a importância da revisão veicular?

Existem diversas vantagens que comprovam a importância da revisão veicular. Conheça as principais.

Mais segurança

Um carro que segue todo o cronograma periódico de revisões é muito mais seguro para os seus ocupantes e a todos no trânsito. Essa condição favorável evita acidentes e multas, como é o caso de quem negligencia os cuidados com os pneus, deixando-os carecas.

Redução de custos

Você gastará muito menos se investir nos cuidados preventivos em relação à manutenção do seu automóvel. Como as inspeções e as trocas de peças ocorrem dentro do prazo estipulado, os gastos são menores e fáceis de planejar.

Melhoria no desempenho do veículo

Além de diminuir a probabilidade de falhas, a revisão garante um melhor desempenho, pois o carro estará sempre bem ajustado e equipado com componentes de qualidade.

Existe uma grande variedade de itens automotivos que têm sua performance comprometida de acordo com os desgastes que sofrem. Logo, eles não funcionam com total eficiência, gerando falhas em cadeia e desgastando outras peças.

O processo preventivo aumenta a durabilidade dos sistemas de modo geral, garantindo que tudo funcione corretamente. Dessa forma, você, motorista, obtém retornos positivos que vão desde uma direção mais confortável e segura até a otimização no consumo de combustível (álcool, gasolina e/ou diesel).

De quanto em quanto tempo a revisão veicular deve ser feita?

Será que existe um período exato para isso? Fabricantes e profissionais indicam que as revisões sejam feitas a cada 6 meses ou a cada 10 mil quilômetros. Para tirar a dúvida, consulte o manual do proprietário, pois ele contém informações e recomendações sobre o veículo.

É importante ficar alerta sobre o que diz o manual e as inspeções consideradas indispensáveis para não perder a garantia de fábrica. A frequência de visitas à concessionária ou oficina varia conforme o que diz a montadora. O segredo está em cumprir corretamente o cronograma de revisão veicular para ter um automóvel sempre em bom funcionamento, seguro e valorizado.

Aproveite o gancho da leitura para conhecer 6 sinais de que está na hora de trocar de carro.

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.