A sua segurança é da nossa conta

Preparamos dicas importantes para sua segurança na internet
Acesse nossa cartilha de Proteção e Segurança para conhecer os tipos de fraudes mais comuns e saiba como se proteger de golpes financeiros!

A sua segurança é da nossa conta

Preparamos dicas importantes para sua segurança na internet
Acesse nossa cartilha de Proteção e Segurança para conhecer os tipos de fraudes mais comuns e saiba como se proteger de golpes financeiros!

Saiba como se proteger

Saiba como se proteger

Conheça os principais tipos de golpes

Clique em um deles para saber como acontece e como você pode se proteger.

Como acontece: 
Você recebe mensagens por e-mail, WhatsApp ou SMS com ofertas tentadoras ou assuntos urgentes, contendo links e/ou anexos. Dizem que você precisa preencher seus dados, geralmente de uma forma alarmante ou com ameaças (como um bloqueio de conta, por exemplo). Ao preencher as informações, os golpistas passam a ter acesso a sua conta ou seus cartões.

Como se proteger:

  • Leia e-mails, mensagens e SMS com atenção e desconfie de pedidos estranhos ou ofertas boas demais para serem verdade;
  • Não informe dados pessoais e bancários, nem senhas por telefone, e-mail ou SMS;
  • Cuidado com mensagens com erros de digitação e que têm um tom de urgência;
  • Não abra anexos de desconhecidos e bloqueie números suspeitos;
  • Sempre que identificar um golpe de roubo de informações, utilize o recurso do seu e-mail para Relatar a Mensagem como Spam ou Tentativa de Golpe;
  • Em caso de dúvidas, contate os canais de atendimento do BV para confirmar a mensagem recebida.

Como acontece:

A tentativa de golpe tem ocorrido via SMS ou Whatsapp, mas, principalmente, pelo whatsapp. O golpista se identifica como consultor ou consultora do BV, envia uma proposta comercial e, após aceite da proposta pelo cliente, são solicitados os dados pessoais e da empresa. A partir daí, o golpista pede ao cliente um pagamento para a liberação do financiamento.

Atenção!! O BV não solicita pagamentos antecipados para concessão de empréstimos e financiamentos por meio de terceiros. Não realize pagamentos sem antes confirmar com o BV. Não efetue negociações ou pagamentos fora de nossas ferramentas oficiais.

Como se proteger:

  • Leia e-mails, mensagens e SMS com atenção e desconfie de pedidos estranhos.

  • Verifique os números de envio e remetentes de e-mail

  • Questione mensagens com erros de digitação e que têm um tom de urgência..

  • Em caso de dúvidas, contate o serviço de atendimento do BV para confirmar a mensagem recebida ou entre em contato com o seu relacionamento dentro do banco.

  • Não informe dados pessoais importantes por telefone, e-mail , SMS ou whatsapp.

  • Não abra anexos de desconhecidos e bloqueie números suspeitos.

  • Não clique em links de números suspeitos

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossos canais oficiais de atendimento, clicando AQUI.

Como acontece:

Você recebe uma mensagem com um link de uma página ou site falsos. Dizem que você precisa preencher seus dados, para sua conta não ser bloqueada. Com as informações enviadas, o golpista acessa sua conta bancária ou faz compras na internet.

Como se proteger:

  • Leia e-mails, mensagens e SMS com atenção e desconfie de pedidos estranhos.

  • Questione mensagens com erros de digitação e que têm um tom de urgência.

  • Em caso de dúvidas, contate o SAC BV para confirmar a mensagem recebida.

  • Não informe dados pessoais importantes por telefone, e-mail ou SMS.

  • Não abra anexos de desconhecidos e bloqueie números suspeitos.

 

Como acontece:

  • a. Invasão da conta

    O golpista entra em contato como se fosse um funcionário do banco e te convence a informar o código de segurança do seu WhatsApp. Com o código em mãos, é possível acessar sua conta. Assim, ele finge ser você e pede dinheiro para os seus contatos.

  • b. Criação de conta falsa

    É criada uma nova conta de WhatsApp, utilizando seu nome e sua foto de perfil. Com a conta falsa, o golpista diz aos seus contatos que aquele é seu novo número e pede dinheiro emprestado se passando por você.

Como se proteger:

  • Nunca passe os códigos de confirmação do WhatsApp, recebidos por SMS.

  • Não compartilhe seu número em redes sociais.

  • Se um amigo ou familiar pedir dinheiro emprestado, sempre confirme se realmente é a pessoa que está pedindo (por chamada de voz ou até de vídeo).
Dicas: o WhatsApp oferece ferramentas para você ter ainda mais segurança no app, como a confirmação em duas etapas e o acesso à foto de perfil apenas para seus contatos.

 

Como acontece:

O golpista entra em contato como se fosse um funcionário do banco e diz que houve uma compra duvidosa. Depois, solicita seus dados pessoais, senhas e endereço. Em seguida, informa que um funcionário visitará sua residência para trocar seu cartão. Com os dados e o cartão em mãos, o golpista faz saques, compras e transações.

Como se proteger:

  • Não passe seus dados pessoais e informações importantes por telefone.

  • Não entregue seus cartões, mesmo a pessoa alegando ser funcionária do banco.

  • Corte o chip de cartões cancelados, danificados ou que você não vai mais utilizar.

  • Após uma ligação suspeita, espere alguns minutos antes de ligar nos canais de atendimento. Assim, não há risco de golpistas interceptarem a ligação.
  • Verifique se as ligações recebidas são verdadeiras. Na dúvida, consulte nossos canais de atendimento oficiais.

 

Como acontece:

Os golpistas utilizam algumas estratégias para adulterar a maquininhas de cartões. As mais comuns são: o entregador diz que o visor da máquina está quebrado e cobra um valor maior sem você perceber; ele pode dizer que o estabelecimento cobrou um valor errado e exige um pagamento extra na hora da entrega; ou fala que que o pagamento teve problemas e não foi concluído, pedindo então que pague novamente.

Como se proteger:

  • Sempre que possível, pague direto pelo aplicativo;
  • Caso tenha que pagar no ato da entrega, procure pagar em dinheiro;
  • Sempre confira o valor digitado na maquininha de cartões e no comprovante;
  • Se possível, solicite o comprovante impresso do pagamento;
  • Não entregue seu cartão a outras pessoas. Procure pagar no crédito, cobrindo as informações como número e CVV;
  • Desconfie se a tela da maquininha estivar coberta ou quebrada.

 

Como acontece:

  •  a. Capturador de sessões: 

Os golpistas encaminham um e-mail ou PDF com um arquivo. Se aberto, ele infecta seu dispositivo com um vírus, alertando os golpistas quando um aplicativo ou site de banco é acessado. Feito isso, eles "capturam" os seus dados e acessos do banco. 

  •  b. Falso funcionário 

Os golpistas fingem que são funcionários do banco. Eles pedem seus dados pessoais e financeiros, com o discurso de regularizar o cadastro do Pix ou criar uma nova chave. Por fim, dizem que vão testar o funcionamento, forçando transferências. 

Como se proteger:

  • Fale com nossos canais oficiais para tirar dúvidas e verificar se a mensagem é verdadeira. 
  • Não acredite em benefícios, brindes, cupons ou prêmios por meio da chave Pix. 
  • Não passe suas informações por telefone, nem realize transferências de "teste". 

Como acontece:

O golpista diz ser um funcionário do banco, geralmente pelo telefone ou WhatsApp. Ele até pode simular barulhos de escritório e falas padrões dos bancos! Durante a conversa, ele apresenta alguma solução para tentar obter seus dados, como senhas e códigos de segurança. Com essas informações, realiza transferências, compras e acessa seu WhatsApp para extorquir seus contatos.

Como se proteger:

  • Nunca informe sua senha para outras pessoas. 
  • Ative a verificação em duas etapas para aplicativos de mensagens e do banco. 
  • Explique sobre o golpe do falso funcionário para quem mora com você. 
  • Desconfie de contato surpresa feito por empresas conhecidas e desconhecidas. 

Como acontece:

O golpista envia mensagem ao seu celular ou por e-mail, com o objetivo de coletar senhas bancárias, dados do cartão de crédito e outras informações confidenciais. 

Como se proteger:

  • Desconfie de mensagens com erros gramaticais e links suspeitos.

  • Sempre que receber uma mensagem no nome do BV, confira o remetente.

  • Nunca solicitamos CPF ou dados pessoais por e-mails e mensagens.

Como acontece:

Os golpistas dizem que há dinheiro do seu FGTS disponível para saque. Com a mensagem, enviam um link de sites falsos. Em seguida, solicitam dados pessoais, que são utilizados para sacar seu FGTS, fazer empréstimos ou abrir contas em bancos.

Como se proteger:

  • Não clique em links de mensagens enviadas por canais não oficiais.

  • Verifique se o site que pede suas informações é oficial e confiável.

  • A imprensa normalmente informa quando saques do FGTS são liberados. Verifique se existem notícias sobre o assunto para se proteger.

  • Entre em contato com o FGTS pelos canais oficiais, para verificar se existem valores disponíveis e se a mensagem recebida é verdadeira.

  • Baixe o aplicativo do FGTS. Com ele, você pode acompanhar seu saldo mensal.

  • Verifique seu CPF em sites especializados, como o Serasa, para garantir que não estão utilizando seus dados indevidamente.

Como acontece:

Os argumentos usados podem ser antecipação de parcelas, taxa de cadastro, taxa administrativa e contratação de avalista. Após o pagamento solicitado, os golpistas desaparecem sem entregar o prometido.

Como se proteger:

  • Evite passar dados pessoais e bancários.

  • Recuse ofertas de empréstimos e financiamentos por mensagens, telefone e sites desconhecidos.

  • Nunca deposite valores adiantados, nem para pagamento de taxas.

  • Desconfie de ofertas muito atrativas de empréstimo

Como acontece:

Os golpistas emitem boletos de contas comuns, como cobranças de imposto, água, energia e faturas de cartão de crédito. Eles são personalizados e podem chegar por e-mail, SMS ou até pelos correios. Em alguns casos, eles podem até criar sites falsos onde as vítimas podem gerar seus próprios boletos. Eles utilizam o nome do banco, mas possuem o código de barras alterado para que os golpistas recebam o dinheiro.

Como se proteger:

  • Não conseguir ler o código de barras pode ser um sinal de boleto falso. Sempre confira os 3 primeiros dígitos, que devem ser iguais ao número do banco BV, e se os últimos dígitos correspondem ao valor a ser pago;

  • Antes de fazer o pagamento do seu boleto BV, confirme se o beneficiário final está correto. Ele sempre deve ser um dos beneficiários abaixo:

    BV Financeira S/A CFI - CNPJ 01.149.953/0001-89

    Banco Votorantim S/A - CNPJ 59.588.111/0001-03

    Banco BV SA - CNPJ 01.858.774/0001-10

  • Evite pagar boletos recebidos por e-mail. Se você é cliente de financiamento de veículos, cartões e conta digital, a forma mais segura de acessar seus boletos é pelo nosso app. Para todos os clientes, temos a opção de acessar pela Minha BV.
  • Opte por débitos diretos autorizados (DDA): O DDA envia o boleto diretamente para sua conta. Ele é mais prático e seguro.

Dicas rápidas para sua proteção!

O BV nunca pedirá seus dados pessoais e financeiros por telefone, e-mail, redes sociais ou SMS.
O BV nunca pedirá seus dados pessoais e financeiros por telefone, e-mail, redes sociais ou SMS.
Ao receber uma ligação suspeita, desligue, espere 5 minutos e ligue para o BV. Espere esses minutos para os golpistas não acessarem sua ligação.
Não baixe aplicativos, programas e documentos que não sejam confiáveis e evite clicar em links ou acessar sites desconhecidos.
O site do BV sempre aparece com um cadeado na URL. Endereços eletrônicos diferentes de "bv.com.br" e “bv.com.br/” podem ser suspeitos.
Não responda mensagens de empresas desconhecidas e fique atento a e-mails ou mensagens falsas que se passam por grandes empresas.
Desconfie de propostas urgentes, ganhos rápidos e que prometem vantagens em troca de pagamentos ou informações pessoais.
Fique de olho na fatura do cartão e no extrato. Se desconfiar de algo, entre em contato pelos canais oficiais de atendimento.

Canais Oficiais

Site oficial:

Sempre confirme se você está na nossa página oficial: https://www.bv.com.br

Aplicativo:

Baixe nosso aplicativo para acessar seu cartão, conta, pagar seu boleto ou fatura com segurança e praticidade no QR Code ao lado.
Baixe nosso aplicativo para acessar seu cartão, conta, pagar seu boleto ou fatura com segurança e praticidade.

BV Inspira:

Encontre mais dicas de segurança no nosso blog.

Redes sociais:

Todas as nossas contas tem o selo de verificação azul.
Confira nossas páginas oficiais:
Imagem de um homem branco idoso, com cabelo curto e barba branca, que usa óculos e uma blusa de frio azul clara. Ele olha para a câmera enquanto segura o celular, e posiciona seu dedo indicador em cima do queixo. Logo acima do homem, na borda da imagem, temos a frase ”sua segurança é da nossa conta". Em volta dele, há o desenho de uma lupa de busca, um cadeado fechado e uma barra de busca para websites, todos ilustrados da cor verde clara. Em segundo plano, temos alguns cadeados fechados ilustrados com um contorno branco e suave, em cima do fundo azul escuro.

O que o BV não faz

Para ajudar você a identificar os golpes e fraudes, listamos o que nós não fazemos ou pedimos, confira:

Como o banco BV se protege

Entenda como o banco BV se protege e cuida de seus dados através de nossa política de cibersegurança

Fale com a gente pelo Whatsapp BV

imagem de QR code para acessar o Whatsapp BV
Aponte a câmera do seu celular pro QR Code aqui em cima e tire suas dúvidas com a gente.
Aproveita e já salva o nosso número: (11) 3003-1616
Fechar