Descubra agora como o Business Intelligence interage com o RH

Entenda como o conceito de Business Intelligence está conectado ao RH e descubra como os dados tornam o setor ainda mais eficiente.

Categoria: Parceiro Consignado

Categoria: Parceiro Consignado

Você conhece a ligação entre Business Intelligence e RH? O BI nada mais é do que um conjunto de técnicas, metodologias, processos e ferramentas que ajudam a trabalhar os dados do negócio para transformá-los em inteligência e usá-la para melhorar a organização. Trata-se de um conceito que vem mudando as empresas e afetando diversos setores, incluindo os recursos humanos.

Neste post, você conhecerá melhor como o Business Intelligence interage com o RH. Leia até o fim e descubra como um setor tão ligado às pessoas tira aproveito dos dados para tomar as melhores decisões.

O que é o Business Intelligence?

Esse é um conceito que envolve o processamento de dados pela empresa. Na prática, ele cobre todo o caminho dos dados pelo negócio, que começa pela coleta e termina transformando-os em inteligência. Em um primeiro momento, os dados são muito brutos e sem tanta utilidade. São diversas origens e formatos diferentes, o que significa que é preciso trabalhá-los.

Para isso, é feita a organização e a análise deles. São reunidos bancos de dados, usadas ferramentas de automação e diversas outras técnicas que permitem visualizar e processar os dados até que eles se transformem em informação concreta.

Por fim, esses resultados se transformam em inteligência quando contribuem para definir os rumos do negócio. A vantagem é que, quando esse processo é bem feito, as decisões são baseadas em dados concretos e significativos.

Como aplicar o Business Intelligence no RH?

Parece contraditório que um conceito tão analítico seria importante no RH, um setor que tem como foco o comportamento humano. Porém, o BI é perfeito para complementar esse aspecto pessoal. Como em qualquer setor, ele permite uma análise completa de todos os indicadores de gestão do negócio, dando origem ao People Analytics.

A ideia é usar a coleta e a análise de dados para gerar valor do ponto de vista do capital humano. Isso traz muitos benefícios e aplicações práticas para o setor.

Quais são as vantagens desse investimento no setor do RH?

A maior vantagem do BI para o RH é ser um complemento para o "feeling" dos profissionais. Por exemplo, se o setor abriu processo seletivo para a contratação de um profissional, olhar apenas as habilidades técnicas não é o suficiente: é preciso conhecer bem a pessoa por trás do currículo para garantir que o encaixe é perfeito do ponto de vista cultural. Assim, cria-se uma employee experience positiva desde o início.

Recrutamento

Um bom recrutamento começa com a própria empresa. Ou seja, é criado um perfil da própria organização, de modo que seja comparado com o dos candidatos à vaga. Assim, fica mais fácil "dar um match" sem depender apenas da intuição e da experiência dos recrutadores. O resultado é uma limitação do turnover e uma saúde mental no trabalho mais forte.

Retenção de talentos

Outro grande desafio é a retenção de talentos. Muitos negócios têm uma alta rotatividade, o que é extremamente prejudicial, e frequentemente não conhecem o motivo. A empresa pode aplicar testes de métricas e-NPS, além de diversos outros relatórios sobre os colaboradores.

Com essas informações, vai comparar os relatórios de quem sai da empresa para entender os motivos que levaram a isso. Em certo momento, será possível até mesmo fazer uma análise preditiva, encontrando os colaboradores que pretendem deixar a organização. Após avaliar um grande volume de dados, você vai perceber os sinais de quem pretende se desligar e atuar de forma proativa para evitar que isso se concretize.

Avaliação da performance

Avaliar a performance é bem difícil. Afinal, os processos são complexos e medir o impacto de cada um dos colaboradores nos resultados é uma tarefa nada simples. Porém, com as ferramentas de BI, é possível identificar as melhores e piores performances.

Isso é fundamental para comparar com o quanto de lucro um profissional gera ou o quanto ele custa para o negócio. A partir daí, é possível recompensar quem desenvolve uma boa performance e corrigir quem estiver abaixo do esperado.

Uma vantagem do BI é que ele continua dando mais respostas. Imagine que você quer mergulhar mais fundo para entender por que a performance de uma pessoa ou de um grupo é baixa. Pode ser que algo em comum esteja atrapalhando cada uma delas. Outra possibilidade é trabalhar em sentido oposto e entender o que os melhores colaboradores têm em comum.

Relatórios de qualidade

Todas essas informações são mais fáceis de assimilar com o BI. Lembre-se de que uma das principais atribuições dessa ferramenta é transformar os dados em inteligência, o que significa que os relatórios não somente são mais precisos, mas também mais fáceis de serem compreendido, sobretudo devido ao aspecto visual.

O processo é capaz de transformar dados complexos em simples com muita agilidade. Imagine o tempo que leva para compilar todos os dados referentes ao RH da sua empresa, como em uma pesquisa de clima organizacional. Por um longo período, as empresas precisavam escolher se queriam os dados rápidos ou bons. Agora, é possível ter ambos.

Oportunidades dentro da empresa

Mais uma vantagem do BI no RH é que você tem mais uma fonte de dados. Especialmente se o perfil dos colaboradores for semelhante ao dos clientes, você tem uma ótima fonte em casa para testar produtos, saber suas opiniões e muito mais.

Benefícios e ações para aumentar a motivação

Benefícios são essenciais para atrair e reter talentos. Ao usar o BI, você conhece exatamente os benefícios que são mais importantes para os colaboradores e aqueles que não têm o máximo proveito. Além disso, pode usar os dados para criar pacotes de benefícios totalmente flexíveis, voltados para as necessidades específicas de cada um. Nesse sentido, a liderança tem um papel essencial.

Os dados também apresentam uma forma de encontrar oportunidades para aumentar a motivação que não são tão óbvias. Por exemplo, se os colaboradores mostrarem um grande apreço por pets, uma opção é fazer campanhas com ONGs de auxílios aos animais ou permitir trazer os pets um dia por mês. É nesse tipo de ação que o RH moderno precisa pensar, e os dados permitem alcançá-las.

Uma gestão que usa o Business Intelligence no RH está muito mais preparada para o futuro. As tendências são organizações cada vez mais data driven, que usam o poder dos dados para tomar decisões mais inteligentes e bem embasadas.

Gostou do post? Então, curta nossa página no Facebook para não perder nenhum conteúdo e ficar por dentro de todas as novidades do RH!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.