Qual é o papel da liderança e como os líderes devem agir em tempos de crise?

Cenários de crise colocam o papel da liderança à prova. Veja como líderes precisam atuar em situações desse tipo para que empresa e funcionários tenham bom desempenho.

Categoria: Parceiro Consignado

Categoria: Parceiro Consignado

As incertezas do cotidiano fazem parte de um desafio que abrange toda a sociedade e, em um cenário de crise global como o da atual pandemia, existe a necessidade de lidar com o acúmulo de protocolos que surgem a todo momento. No ambiente corporativo, espera-se do papel da liderança o oferecimento de orientações claras, que conduzam os colaboradores diante de tantas novidades e questionamentos.

Em um contexto de tanta imprevisibilidade, os líderes precisam ajudar suas equipes em um mundo que está mudando de forma drástica, no qual vida pessoal, profissional e virtual se fundem cada vez mais. Nessa missão, o objetivo é ajudar o time a ter uma percepção sólida e realista sobre o que está acontecendo.

Por isso, elaboramos este conteúdo. Nele, reunimos tudo que você, líder/gestor, precisa saber para guiar seu time a fim de garantir motivação, empenho e otimismo diante das instabilidades mercadológicas e financeiras. Confira!

Qual é o papel da liderança em tempos de crise?

Em um cenário inconstante, o primeiro fator a ser considerado é o apontamento de caminhos claros e certeiros por parte da liderança, já que é quase impossível ter resposta para tudo neste momento. Portanto, o papel de um bom líder é redefinir alguns detalhes, como:

  • ajudar os liderados a descobrir um novo sentido sobre o que está havendo;
  • estimular o surgimento de novas ideias e atividades;
  • estabelecer um senso de cooperação mútua, esclarecendo que para evoluir todos têm de mobilizar e experimentar procedimentos novos.

No enfrentamento da crise, o líder passa a ser um facilitador. Nesse sentido, é importante observar tudo ao redor com o intuito de atuar em prol do sucesso profissional dos subordinados e da boa performance das empresas.

Qual a importância de lidar com as demandas da equipe?

O home office foi adotado de forma facultativa pelas organizações, mas já apresenta grande potencial competitivo. Está cada vez mais conquistando espaço e importância, bem como apresenta flexibilizações que facilitam a vida de colaboradores e melhoram o desempenho das empresas.

Os pensamentos e demandas da geração atual (aqueles que nasceram no final dos anos 1980 e início dos anos 2000), sobre a natureza do trabalho e onde ele é executado, é quase que unânime. Eles acham a interação virtual essencial e gostam dessa adaptação. Logo, a tendência é de que essa adesão pela jornada remota cresça.

Felizmente, o que se constatou no papel da liderança durante o isolamento foi o cuidado no tocante a aspectos como saúde, segurança e bem-estar dos funcionários, evitando a exposição ao vírus.

Com essa necessidade suprida, as demandas da equipe foram adaptadas ao “novo normal”. Isso continua sendo essencial para compreender os novos carecimentos do time para que atue de forma saudável e satisfatória.

Alguns pontos que precisam ser trabalhados ou aprimorados são:

  • desenvolver boa comunicação com todos os subordinados;
  • manter o clima organizacional positivo;
  • avaliar o desempenho da equipe;
  • usar ferramentas de gestão remota.

Como a liderança deve atuar em relação a cada funcionário que faz parte do time?

Confira algumas dicas para gerir seu time de profissionais em home office de forma humanizada e personalizada.

Descubra como lidar com cada um

A empatia é uma virtude indispensável para um líder, especialmente no momento atual. Muitas corporações implantaram políticas de monitoramento dos colaboradores a fim de gerar motivação e bem-estar em cada membro da equipe.

Procure saber se seu funcionário está trabalhando em um local conveniente, com estrutura ergonômica favorável para entregar bom desempenho. Pode ocorrer de um talento em ascensão não ter estrutura emocional para lidar com as obrigações do trabalho remoto.

Isso significa que nem sempre as condições de casa dão o suporte adequado para que o funcionário execute bem as suas funções. Cabe a você, líder, identificar nos diferentes perfis de profissionais, junto ao departamento de RH, se existem carências ou limitações para alguns que trabalham a distância.

Trace objetivos concretos

Para que o home office renda é necessário que os profissionais compreendam exatamente o que a companhia deseja. Ao definir objetivos para compartilhar com todos os envolvidos, pontue quais são as perspectivas ideais para uma performance individual e coletiva.

Tenha clareza, objetividade e transparência no momento de delegar as tarefas, abrindo espaço para críticas, dúvidas, feedbacks, negociações e sugestões sobre as condições de trabalho — essa é a hora de esclarecer tudo e não deixar nada pendente.

Determine a rotina de trabalho

Embora os colaboradores façam home office, a companhia precisa criar uma rotina regrada e com diretrizes que sejam acatadas por todos, mesmo que cada uma tenha padrões próprios de execução.

Depositar confiança no trabalho dos talentos ajuda a liderança mapear os resultados sem preocupação excessiva com a forma que estão sendo gerados. Afinal, é importante reforçar que se você identificou um time de colaboradores capaz de atuar de forma remota é porque uma avaliação já foi feita.

Se for necessário, adapte as ferramentas e processos implementados na empresa para a modalidade virtual, para contribuir com a realização e conclusão das tarefas. Quanto maior o suporte dado pela companhia na jornada remota, maior a confiança do time em seus líderes.

Crie um cronograma

Montar uma rotina com diretrizes bem definidas pode não ser o bastante para que os funcionários compreendam as prioridades diárias. Um cronograma facilita a delegação de tarefas e determina os prazos de entrega.

Por exemplo, os que tiverem vínculo com um determinado projeto saberão o que deve ser feito a tempo, o que deixa o home office mais produtivo e prazeroso. Como líder, evite cobrar por conclusões que estão dentro do prazo.

Estabeleça uma comunicação transparente

Providencie um canal direto para comunicar com todos os colaboradores. Utilize ferramentas simples, que tenham conexões ágeis e sem ruídos para sua equipe falar com a empresa, além de contar com a liderança quando surgir dúvidas ou necessidades. Ainda que cada um saiba de suas obrigações, ter um direcionamento favorece a produtividade.

Quanto à necessidade de orientar um determinado grupo de trabalho, faça reuniões online por videoconferência para garantir que todos tenham o mesmo alinhamento. Essa prática evita erros e retrabalhos, e os talentos envolvidos sentirão segurança no decorrer das tarefas.

Potencialize as comunicações com chats corporativos, e-mails, nuvem para compartilhar arquivos (Google Drive) e resultados. Manter todos a par da situação é fundamental. Por fim, tenha a certeza de que todos estão capacitados no que diz respeito às funcionalidades para que o diálogo processual flua sem gargalos.

Se você agir conforme as instruções mencionadas, seus colaboradores ficarão mais motivados e engajados com as demandas de trabalho que surgem no home office em tempos de crise. Afinal de contas, o papel da liderança é fazer tudo (e mais um pouco) em prol do sucesso operacional da empresa e do bem-estar de todos os profissionais.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de novidades, siga nossa página no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.