AgroTech: a influência das startups na agronomia

Você sabe como as AgroTechs estão revolucionando o setor da agronomia no Brasil? Continue a leitura e descubra como essa mudança vem acontecendo.

Categoria: Inovação

Categoria: Inovação

Quando se fala em tecnologia e inovação, é muito comum relacionar esses termos ao mercado financeiro ou às mudanças nas grandes cidades, não é mesmo? A realidade, porém, é bastante diferente e esses dois conceitos se fazem cada vez mais presente em fazendas, lavouras e plantações. As startups agora também influenciam a agronomia por meio das AgroTechs.

Sim, a tecnologia não é restrita aos grandes centros urbanos e aos muitos dispositivos móveis. A tecnologia também está presente no campo e no interior do Brasil, impactando diretamente um dos setores mais relevantes da economia no país. Para se ter uma ideia, uma pesquisa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) mostra que a agronomia representa 25% do PIB brasileiro.

Como ignorar os avanços que a tecnologia pode oferecer para um setor vital para a economia nacional? Foi assim que surgiram as AgroTechs, levando ainda mais inovação para o trabalho em toda a cadeia produtiva agrícola. O que acha, então, de conhecer um pouco mais sobre o cenário das startups para agronomia no Brasil e o impacto delas no setor? Continue a leitura deste artigo e descubra.

O que é o AgroTech?

AgroTech é a junção dos termos tecnologia e agricultura e representa a implementação da revolução digital no segmento. Ou seja, empresas que utilizam a tecnologia e a inovação para otimizar o trabalho realizado nos mais diferentes setores e funções dentro da agricultura. Uma transformação que afeta não só quem está diretamente conectado ao setor, mas toda a cadeia ao seu redor também.

O principal objetivo é que os produtores rurais consigam otimizar ainda mais os seus níveis de produção a partir do uso da tecnologia. Seja para cuidar das plantações, seja para gerenciar melhor os seus rebanhos. Diferentes conceitos — como Inteligência Artificial, Internet das Coisas e muitos outros — são aplicados para que o fluxo de produção agrícola se torne mais eficiente e sustentável.

Assim como a Indústria 4.0 utiliza a tecnologia para otimizar o seu maquinário, identificar falhas no sistema de trabalho e oferecer uma série de benefícios, a ideia é levar esses mesmos pontos positivos para a agricultura. Com máquinas mais inteligentes — e eficientes —, processos mais simples e melhor gestão, toda a economia em um país pode ser beneficiada.

Como o AgroTech é no Brasil?

Assim como a inovação no setor financeiro cresce no Brasil, o mesmo acontece na agricultura brasileira. O número de startups inovadoras com ideias voltadas para produtores agrícolas é cada vez maior. De acordo com o 2º Censo AgTech de Startups Brasil, já são mais de 300 negócios voltados para a união entre tecnologia e a agricultura no país.

E não se tratam de negócios pouco inovadores. O mesmo levantamento mostra que 70% das AgroTechs no país avaliam as suas ferramentas e soluções como de alto nível de disrupção. Ou seja, estão realmente repetindo o impacto das fintechs no setor financeiro, revolucionando um segmento em que a tecnologia nem sempre foi aplicada de forma tão abundante.

Quais são os impactos das startups na agropecuária?

Mas como as AgroTechs impactam na agropecuária brasileira? Listamos alguns motivos que justificam os muitos investimentos no setor.

Maior produtividade

A tecnologia permite que os produtores alcancem um maior nível de produtividade em suas funções, independentemente do setor ou ciclo da jornada em que estejam atuando. Um exemplo disso está na análise do solo para entender quais são os melhores métodos e estratégias que podem resultar em um plantio ainda mais eficiente, aplicando as correções necessárias para uma safra de alta qualidade e aproveitamento.

Redução de custos

A redução de custos na agricultura também é outro ponto positivo da tecnologia das AgroTechs. Com ferramentas que permitem todo o monitoramento de uma lavoura, por exemplo, é possível acompanhar doenças e pragas de perto, identificando quais são os melhores meios defensivos para evitar que elas impactem o plantio e, consequentemente, a perda de recursos.

Decisões mais estratégicas

A agropecuária é um setor que gera muitas informações, mas nem sempre o produtor consegue acompanhar elas de perto. Com as AgroTechs, existem cada vez mais soluções que tornam a tomada de decisão um trabalho muito mais estratégico e eficiente. Relatórios prontos de desempenho, perdas e produtividade são guias importantes para que os produtores otimizem os seus negócios.

Estimula a economia compartilhada

A economia compartilhada é um conceito que busca dividir o uso de recursos entre diferentes usuários para reduzir os custos e adotar um consumo mais sustentável. As AgroTechs conseguem conectar diferentes produtores agrícolas para que eles potencializem os seus negócios em conjunto.

Por que vale a pena investir em AgroTech?

O 2º Censo AgTech de Startups Brasil também mostra que metade das AgroTechs no país consideram difícil receber investimentos. Além disso, 30% delas não receberam nenhum recurso financeiro para tirar as suas ideias do papel. Ao mesmo tempo, a agropecuária representa um dos setores mais relevantes da economia no país, o que cria uma série de oportunidades para quem se pergunta onde investir.

Como a transformação digital está se espalhando, o segmento é extremamente importante para a economia e os donos das startups ainda não têm tantas ofertas, investir em AgroTechs pode ser uma ótima alternativa. Afinal, injetar recursos em um setor que demanda por novas ideias e que não tem tantos interessados pode gerar oportunidades únicas de negócio.

As AgroTechs mostram como a transformação digital é uma realidade em toda a sociedade. Utilizar a tecnologia nas fazendas, campos e lavouras é um começo importante para o desenvolvimento da economia do país. Ainda melhor: é o início de uma mudança para tornar o setor cada vez mais sustentável, usando recursos de maneira mais inteligente para os agricultores, consumidores e meio ambiente.

Entendeu o que são as AgroTechs e como elas estão contribuindo para o desenvolvimento de um dos setores mais importantes da economia no país? O que acha de conhecer mais sobre outros temas relevantes como este? Siga as nossas páginas nas redes sociais e acompanhe as nossas publicações de perto. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e YouTube!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.