Conheça as maneiras de pagar a fatura do seu cartão de crédito

Pagar tudo, o mínimo, parcial, parcelar ou outras? Conheça no detalhe como funciona cada uma delas e defina qual é a melhor para você.

Categoria: Cartões

Categoria: Cartões

Existem várias maneiras de pagar a fatura do cartão. Esse é um meio de comprar de forma prática e segura, além de ser aceito em milhões de estabelecimentos e caixas eletrônicos em todo Brasil e no mundo. No entanto, é preciso ter responsabilidade financeira para evitar o endividamento. 

Afinal, o Brasil fechou o mês de janeiro de 2020 com 63,8 milhões de inadimplentes, segundo a Serasa Experian. Por sua vez, a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) mostrou que o total de famílias com dívidas, em atraso ou não, ficou em 66,6% em abril de 2020. A maior parte é referente ao cartão de crédito, que representa 77,6% do total.

Por isso, é fundamental conhecer mais o assunto, concorda? Para entender quais são as formas para pagar a fatura do cartão, criamos este artigo, que explica como cada uma das opções funciona. Que tal saber mais?

O que é preciso saber antes de pagar a fatura do cartão?

Antes disso, é importante saber que, sempre que você quita um valor abaixo do total, utiliza uma das opções de financiamento disponibilizadas. Com isso, há cobrança de encargos

Eles incidem sobre o valor devido e são calculados de acordo com a duração do empréstimo. Na sua fatura, você encontra quanto foi cobrado em cada opção para fazer a escolha mais adequada a sua necessidade e as suas metas financeiras

Em caso de atraso, há também a cobrança de encargos moratórios, compostos por multa e juros, conforme demonstrado no quadro de informações financeiras da sua fatura. Além disso, o cartão do titular e seus adicionais podem ser bloqueados. Os órgãos de proteção ao crédito poderão ser comunicados. 

Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), os juros cobrados nunca devem ser maiores do que 2% da dívida. Se houver necessidade de cobrança judicial, você também ficará responsável pelas despesas advocatícias. 

Quais são as maneiras de pagar a fatura do cartão?

Quando você deixa de quitar o valor mínimo ou parcial, em vez de aumentar o score, ele tende a cair. Por isso, a recomendação é nunca perder o controle das contas. Se isso acontecer, evite o atraso ao escolher uma das maneiras de quitar a fatura do cartão. Confira!

 

1. Pagamento total 

Como funciona: nesta opção, você paga o valor total da fatura dentro do vencimento. Para facilitar a sua vida e evitar esquecimentos, uma boa opção é colocar a conta em débito automático

Atenção: para pagar o seu cartão sempre em dia, mantenha as contas sob controle e anote cada gasto. Assim, você acompanha as despesas todos os dias e deixa de se surpreender ao receber a fatura mensal.

 

2. Pagamento mínimo

Como funciona: ao optar pelo pagamento mínimo indicado na sua fatura, você financia o restante do valor das suas compras, sujeito a cobrança de encargos pelos dias utilizados e o saldo devedor financiado deverá ser pago integralmente na próxima fatura. 

O valor mínimo é composto pela soma de 15% de compras e despesas lançadas na fatura vigente, anuidade e outros serviços que você tenha utilizado. Mas fique atento aos detalhes: o saldo devedor da fatura anterior com os respectivos encargos do período, prestações de financiamentos com juros, parcelas de crédito pessoal e seguros entra de forma integral na composição do mínimo.

 

Confira abaixo: 

15%

Anuidade

Compras à vista

Compras parceladas sem juros

Pagamento de Contas

Retiradas em espécie ("Saques")

Outras tarifas

 

100%

Saldo devedor da fatura anterior e respectivos encargos

Compras parceladas com juros

Prestações de financiamentos com juros

Parcelas de crédito pessoal

Seguros

Atenção: a realização do pagamento mínimo até a data de vencimento não implica cobrança de tarifas, multa e encargos moratórios. No entanto, o saldo devedor será financiado na modalidade de crédito rotativo, que é uma linha de crédito emergencial contratada quando é realizado pagamento entre o Pagamento Mínimo indicado na Fatura e o valor total da Fatura.

Os cartões BV oferecem essa alternativa apenas por 30 dias, conforme determinam as regras implementadas em 2017 pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Isso significa que ainda é possível fazer novas transações, de acordo com o limite de crédito aprovado, porém após contratar o Crédito Rotativo, somente será possível utiliza-lo novamente no mês subsequente e para novas transações, ok?

Conforme regra do Banco Central, caso você ultrapasse o prazo de vencimento sem quitar a fatura, ficará inadimplente ou sujeito ao parcelamento compulsório/ automático. Essa é a regra do Banco Central.

 

3. Pagamento parcial 

Como funciona: quando você não tem o valor suficiente para pagar o total da fatura, pode quitá-la de forma parcial. Nesse caso, existem duas opções:

 

pagar um valor entre o pagamento mínimo e o total. Assim, você optará pelo crédito rotativo. Ao quitar a fatura de forma parcial, o resto do valor é financiado e serão cobrados os encargos do crédito rotativo devido aos dias utilizados;

pagar um valor entre o pagamento mínimo e o menor valor de prestação ofertado na sua fatura. Assim, você escolherá o parcelamento compulsório/automático, no qual a quantia paga será considerada uma entrada e o saldo que sobra será financiado pelo maior prazo disponível na sua fatura. Para que não haja adesão ao Parcelamento Compulsório efetue, pelo menos, o Pagamento Mínimo até 5 dias úteis após a data de vencimento

 

As opções de pagamento acima nunca devem coincidir com um dos planos de parcelamento oferecidos.

Atenção: ao fazer o pagamento parcial até a data de vencimento não há cobrança de tarifas, multa ou encargos moratórios. O cartão do titular e de seus adicionais permanecem liberados para novas transações, de acordo com o limite de crédito aprovado.

A recomendação é controlar os gastos e quitar o valor financiado o mais rápido possível. Assim, é possível evitar o acúmulo de dívidas.

 

4. Pagamento antecipado 

Como funciona: é possível amortizar valores a qualquer momento, mesmo antes do fechamento da fatura. Esta é uma forma de:

 

liberar o seu limite de crédito para novas compras. Por exemplo: o máximo disponível é de R$2.000,00, mas R$1.000,00 estão comprometidos em compras da próxima fatura. Você pode antecipar o pagamento desse valor, ligando na Central do Cartão BV para liberar a mesma quantia e fazer novas compras, a partir da próxima data do fechamento;

quitar retiradas em espécie (“saques”) e financiamentos de forma antecipada. Basta entrar em contato e informar que deseja adiantar os valores. Assim, você pagará apenas os encargos proporcionais aos dias decorridos.

 

Atenção: o prazo para que o pagamento conste no sistema é de aproximadamente dois dias úteis. No caso de quitação antecipada de financiamentos já contratados, haverá o desconto proporcional dos juros.

5. Parcelamento de fatura 

Como funciona: se você precisa se organizar para pagar a fatura do mês, pode optar por um dos planos de parcelamento disponíveis. Eles já consideram os encargos de financiamento. Para contratar, basta quitar o valor exato de uma das alternativas sugeridas.

Se preferir, simule outras opções no Central de Atendimento do Cartão BV. O IOF e as demais parcelas serão cobrados de forma automática nas faturas seguintes.

Atenção: nesta modalidade, os juros são menores que os do crédito rotativo e não há cobrança de tarifas, multa ou encargos moratórios, se a contratação ocorrer até a data de vencimento. O cartão do titular e de seus adicionais permanecem liberados para novas transações, de acordo com o limite de crédito aprovado. 

 

 

6. Pagamentos fracionados:

Caso você não pague o Valor Total da Fatura até a data de vencimento e efetue pagamentos avulsos após essa data, tais pagamentos só serão computados para a Fatura vencida desde que ocorram até no máximo 5 (cinco) dias úteis após a data de vencimento, sujeito a Encargos. Desta forma, todos os valores pagos até o prazo aqui mencionado (5 dias úteis) serão somados e considerados como valores pagos da Fatura vencida, sendo aplicáveis todas as regras descritas em Contrato caso a soma dos valores pagos não atinja o Valor Total da Fatura.

 

Agora você conheceu todas as maneiras de pagar a fatura do cartão de crédito e sabe o que fazer em caso de imprevisto ou descontrole financeiro. Também é possível pedir um empréstimo, porque as taxas de juros tendem a ser mais baixas. De toda forma, o importante é organizar a sua vida.

Achou interessante e quer saber mais sobre os cartões de crédito? Conheça a modalidade virtual e entenda o que precisa saber.

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.