Como usar a antecipação do 13º de forma consciente em tempos de COVID-19?

Os casos de coronavírus fizeram com que o governo realizasse a antecipação do 13º. Saiba como usar esse valor de forma inteligente!

Categoria: Orientação Financeira

Está ansioso para receber antecipação do 13º salário para realizar os seus objetivos? Calma, não adianta sair "jogando o dinheiro para o ar" como se não houvesse amanhã, porque um dia as contas vão aparecer. Como já diz a música de Paulinho da Viola, "dinheiro na mão é vendaval". Por isso, é muito importante dar atenção à maneira como você utiliza esse recurso para não ficar sem dinheiro no bolso no futuro.

Para ajudá-lo nesse processo, nós preparamos algumas dicas de como utilizar o recurso da melhor maneira para você passar por este momento com mais tranquilidade. Vamos lá?

O que é o 13º salário?

O décimo terceiro salário é pago aos trabalhadores de carteira assinada (CLT), aos aposentados e pensionistas do INSS. Ele corresponde a um valor igual à remuneração mensal (ou o proporcional para quem não atuou por 12 meses na empresa). Ele é considerado uma remuneração extra e de direito aos funcionários que tiveram, pelo menos, 15 dias de vínculo com a organização.

De onde surgiu

O décimo terceiro salário surgiu pela Lei 4.090 de 1962 para garantir 1/12 salário a mais para os colaboradores. Na época, muitas empresas já adotavam essa prática e Getúlio Vargas incorporou isso na legislação, tornando-a obrigatória.

Como é feito o pagamento

A gratificação deve ser paga em duas parcelas: a primeira metade entre fevereiro e final de novembro e a segunda parte até 20 de dezembro. A regra foi estabelecida pelo Decreto 57.155, de 3 de novembro de 1965.

O que é antecipação do 13º salário?

A pandemia do coronavírus ocasionou uma paralisação das atividades em muitos estados brasileiros e isso trouxe alguns reflexos para a economia do país. Para amenizar um pouco esses efeitos, o governo federal lançou uma medida provisória de antecipação do décimo terceiro salário para os aposentados do INSS.

A primeira parcela deve ser paga entre os dias 24 de abril e 8 de maio, enquanto a segunda será paga entre os dias 25 de maio e 5 de junho.

Também tem direito ao benefício os demais assegurados pelo INSS, como aqueles que recebem pensão, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Ainda é importante considerar de que a primeira parcela corresponde a 50% do valor, e a segunda já vem com o desconto do imposto de renda.

Como usar o 13º?

Essa é a dica mais importante, pois é essencial saber usar o 13º de forma correta para não passar o ano com dívidas. Veja!

Pagar dívidas

Quem tem muitas dívidas no cartão de crédito ou no crediário precisa aproveitar esse valor a mais para quitar as suas contas e organizar a sua vida financeira. Essa é uma maneira de garantir o nome limpo no mercado e ter mais oportunidades de negociação em compras futuras. É claro, se a quantia não for suficiente, o ideal é tentar negociar com as operadoras para diminuir ao máximo a sua dívida.

Pagar as contas

Se você não tem dívidas pendentes, ótimo! Será possível usar o usar a antecipação do 13º para pagar as contas gerais do ano como: IPTU, seguro do carro, seguro da casa, aluguel, entre outros. Essa é uma maneira de dar um alívio para as contas mensais e deixar a sua cabeça livre para pensar em trabalho e investimentos.

Economizar

Saber economizar é primordial para quem deseja realizar sonhos como ter uma casa própria ou trocar de carro. Afinal, quanto mais você conseguir guardar ao longo do ano, mais fácil será ter um dinheiro a mais disponível para dar entrada em um bem e diminuir o valor das parcelas.

Ter uma economia financeira também é excelente se algum imprevisto acontecer ao longo do ano, como um tratamento médico inesperado ou algum equipamento pessoal que estraga e você não pode ficar sem ele.

Alcançar uma meta

Se você estabeleceu como meta comprar um veículo no final do ano e complementar o valor com o décimo terceiro salário, essa também é uma opção para usar o recurso. É claro, se a sua situação financeira permitir.

Talvez o seu desejo é até menor, como comprar uma televisão. Se esse é o caso, aproveite o dinheiro para adquirir o produto à vista e evitar parcelas ao longo do ano. Lembre-se de que o mais importante é não comprometer suas finanças e manter sempre uma reserva para emergências.

Fazer um bom investimento

Nem sempre a poupança é a melhor opção de investimento, pois o seu rendimento é de aproximadamente 0,3% ao ano. Sendo assim, muitas vezes é indicado buscar outras opções para aplicar o dinheiro que também são seguras como o CDB (Certificado de Depósito Bancário), o LCI (Letra de Crédito Imobiliário), o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) ou o Tesouro Direto. São formas diferentes de aplicar o dinheiro e fazer um investimento para o futuro.

É claro que, antes de investir em uma modalidade, é muito importante pesquisar bem as diferenças entre elas, o valor mínimo necessário para aplicar o recurso e o potencial de valorização. Além disso, você deve avaliar se precisará do dinheiro em um curto espaço de tempo ou se pode deixá-lo investido por mais tempo. Todos esses fatores farão a diferença na hora de escolher a melhor opção de investimento.

Começar um negócio

Muitas pessoas não se lembram disso, mas também é possível guardar dinheiro para ter condições financeiras estáveis para planejar o início de um negócio. Então, se você tem esse desejo, o que acha de aproveitar a antecipação do 13º para estruturar a sua empresa, calcular tudo que precisa ser comprado para iniciar o trabalho e colocar o seu projeto em prática? É claro, faça isso com cautela e deixe sempre algum dinheiro guardado para se um imprevisto acontecer.

Enfim, agora você já sabe como aproveitar a antecipação do 13º da melhor forma para ter um ano mais tranquilo financeiramente. Gostou dessas dicas e quer aprender mais? Entenda a importância de ter conhecimento sobre as suas finanças pessoais!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.