Disrupções do mercado financeiro: veja o que são e como acontecem

As disrupções do mercado financeiro são cada dia mais comuns, porém, você sabe como elas acontecem e a importância para o setor? Descubra!

Categoria: Inovação

Categoria: Inovação

A transformação digital está modificando por completo a sociedade. Afinal, quem imaginaria, vinte anos atrás, que seria melhor sair de casa e esquecer a carteira do que o celular? As mudanças, portanto, acontecem de forma contínua e alteram setores, exatamente o que está acontecendo com as disrupções do mercado financeiro.

Seja com uma simples mudança de mentalidade nas instituições financeiras, passando a oferecer financiamento de energia solar, seja com o uso da tecnologia para criar um banco digital e garantir maior praticidade ao cliente final. A realidade é que as disrupções são cada vez mais comuns e afetam diretamente a experiência do consumidor dentro do mercado financeiro.

Mas, na prática, você sabe o que são essas disrupções no mercado financeiro, como elas acontecem e qual é a importância desses processos, especialmente para o consumidor final? Se a resposta não for positiva para essas perguntas, continue a leitura deste artigo para tirar todas as suas dúvidas e entender como esse é um cenário em expansão.

O que é disrupção?

Alguns sinônimos de disrupção sintetizam com precisão o seu conceito: quebra, rompimento e descontinuação são os mais importantes. Disrupção é, portanto, uma mudança significativa em um processo, empresa ou mesmo mercado.

O termo começou a ser utilizado por Clayton Christensen, professor de administração em Harvard, que concentrava seus estudos em inovações nos mercados. O conceito surgiu em 1997, quando lançou o livro “O Dilema da Inovação”, em que fala sobre como empresas podem fazer tudo certo e, de repente, perderem o seu domínio no mercado com o surgimento de novos — e inesperados — concorrentes.

A disrupção se trata do processo de rompimento de padrões de um mercado. Imagine que uma empresa dominava uma área por décadas, mas o uso de uma nova tecnologia ofereceu mais facilidade para os clientes, que passaram a utilizar esse serviço em maior quantidade. Dessa forma, um domínio foi desfeito com o surgimento de concorrentes inesperados.

Um exemplo clássico de disrupção no Brasil foi a chegada do Uber no setor de transportes particulares. Por décadas, o serviço de táxis dominava o transporte privado de passageiros. O serviço, porém, já não era tão eficiente, especialmente com o comodismo decorrente do domínio no setor. Um concorrente inesperado, que nem mesmo existia, chegou e rompeu com o padrão daquele mercado.

Quais são os principais elementos das disrupções?

Alguns elementos se destacam quando o assunto é disrupção. O primeiro deles envolve a necessidade e a demanda do mercado, que geralmente não são atendidas por quem já está atuando naquele mercado, como o exemplo do táxi e Uber. Em seguida, uma ideia, que pode ser potencializada pela tecnologia, a qual altera todo o funcionamento daquele segmento, surgindo de forma inesperada.

Mas vamos levar esse exemplo ao mercado financeiro. Com o crescente uso de smartphones e dispositivos móveis, os consumidores demandam por uma experiência mais rápida e simples para cuidarem dos seus recursos, certo? Por que esperar um final de semana inteiro para que o dinheiro saia de uma conta para outra? Esse era o fluxo com o uso de métodos de pagamento como TED e DOC.

Quantas vezes uma transferência não foi feita na hora e o pagamento precisou ser agendado para o próximo dia útil porque a transação foi feita após o horário comercial? A partir desse cenário de insatisfação do consumidor, uma inovação disruptiva: o Pix. Agora é possível transferir e receber dinheiro em questão de segundos, sem taxas e sem limitações de funcionamento.

Outro exemplo de disrupção no mercado financeiro é o conceito de open banking. A ideia é padronizar todo o sistema financeiro do país, tornando o contato e a comunicação entre as instituições financeiras mais eficientes. Isso permite, por exemplo, que a portabilidade de um banco para o outro seja feita de maneira rápida e prática.

Além disso, o open banking abre caminho para uma série de novas disrupções do mercado financeiro. Com ele, possível abrir o mercado para que novos players passem a integrar o setor. Ao final, quem ganha é o consumidor final, que vai ter acesso a uma variedade de produtos e soluções por preços mais competitivos. Ou seja, a base do sistema financeiro brasileiro é totalmente impactada, criando um mercado mais atrativo para todos.

Qual é a importância das disrupções do mercado financeiro?

Mas por que as disrupções financeiras são tão importantes para o mercado como um todo? O primeiro deles é o aumento da concorrência no setor. As opções de prestadores de serviços financeiros aumentam. Veja o exemplo das fintechs, que conseguiram revolucionar o mercado e fazer com que grandes players do setor adaptem o seu modelo de negócio para seguir competindo em alto nível.

A concorrência, consequentemente, vai proporcionar uma oferta ampla e melhor aos consumidores. Afinal, o domínio não é mais tão significativo e, de uma hora para outra, pode deixar de existir. Mesmo os líderes do setor precisam se reinventar para continuar oferecendo uma experiência positiva e qualificada aos clientes.

As vantagens aos usuários são os principais ganhos, que passam a ter voz, produtos e serviços de maior qualidade e condições de contrato atrativas. E, ao achar que outra instituição oferece um serviço melhor, também existe a liberdade para fazer a migração. Além disso, a disrupção contribui para a criação de um segmento ainda mais seguro e confiável para todos os participantes.

As disrupções do mercado financeiro são cada vez mais frequentes e impactantes no setor. Novos conceitos, novas experiências, diferentes recursos e melhores condições e ofertas aos clientes são alguns exemplos disso. As mudanças são, portanto, muito importantes para estimular a evolução no segmento e garantir que os consumidores ganhem com serviços e produtos mais completos e personalizados.

Agora que você já sabe quais são as disrupções do mercado financeiro e como elas impactam o dia a dia dos consumidores, mantenha-se atualizado sobre as novidades do setor em nossas redes — Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter, YouTube e Spotify!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.