5 dúvidas sobre financiamento de veículos

Tem dúvidas sobre o financiamento de veículos? Este artigo pode ajudá-lo a solucionar as principais delas. Confira!

Categoria: Financiamento de Veículos

Embora esta seja uma das modalidades de aquisição de bens mais comuns que se tem à disposição no mercado, algumas dúvidas sobre financiamento de veículos ainda são bastante corriqueiras.

Pensando nisso, preparamos um artigo bastante informativo para solucionar os principais questionamentos acerca do financiamento de veículos e para falar um pouco mais sobre o seu funcionamento, custos e vantagens.

Continue a leitura e confira!

O que é e como funciona um financiamento de veículos, afinal?

Hoje, o financiamento é uma das formas mais simples de se conquistar patrimônio e realizar sonhos. Prova disso é que essa modalidade tem sido bastante utilizada, seja para a aquisição de bens móveis, por exemplo carros e motos, seja para a compra de imóveis, como apartamentos, terrenos e afins.

De maneira simplificada, podemos entender o financiamento como uma espécie de empréstimo, em que o interessado em um veículo, por exemplo, realiza a compra do automóvel, com o auxílio de uma instituição financeira. Algumas delas oferecem até diferentes tipos de financiamento de carro. Para entender melhor, confira 5 dúvidas respondidas a seguir.

Quais são as principais dúvidas sobre financiamento de veículos?

Como dito, embora o financiamento de veículos seja uma modalidade de compra bastante comum no mercado, é normal haver algumas questões sobre ela. Pesando nisso, preparamos este artigo para solucionar as principais delas. Confira!

1. O que interfere nos juros?

Quando o assunto envolve financiamento de veículos, uma dúvida frequente é a questão do cálculo dos juros presentes na contratação. Como dito, o financiamento é uma espécie de empréstimo, em que a instituição financeira repassa o valor do bem diretamente ao vendedor e recebe de volta essa quantia, somada de juros e outras taxas, a partir das parcelas pagas pelo comprador.

No entanto, existem diferentes variáveis e riscos que são avaliados na hora do cálculo dos juros, os quais podem tornar as taxas mais altas ou mais baixas. Entre os fatores que mais interferem nos juros do financiamento de um veículo, podemos citar:

  • valor dado como entrada — em geral, quanto maior for a entrada, menor será a quantia financiada e os riscos suportados pela instituição financeira. Logo, as taxas de juros serão reduzidas. Se o interessado descobrir um modo de como financiar 100% um carro, os riscos aumentam muito, por consequência, também os juros;
  • quantidade de parcelas — quanto maior o prazo do financiamento, mais alta será a taxa de juros.

2. É possível adiantar as parcelas?

Outro questionamento comum em relação ao financiamento de veículos é sobre o adiantamento de parcelas. Nesse ponto, já adiantamos a você: é plenamente possível antecipar o pagamento das parcelas e, não bastasse, ainda há o abatimento dos juros quando os pagamentos são feitos antes da data de vencimento.

Em outras palavras, se você tem um dinheiro guardado e deseja acelerar a quitação do seu financiamento, poderá antecipar as parcelas sem nenhum custo adicional cobrado pelo banco.

Além disso, ao realizar o pagamento antecipado, você tem direito ao abatimento proporcional dos juros — o que é uma grande vantagem, já que pode reduzir o custo total do financiamento.

3. Quais os documentos necessários?

O financiamento de veículos exige a formulação de um contrato com o banco. Por isso, há alguns procedimentos mais técnicos que precisam ser cumpridos para que esse contrato possa ser firmado e o valor seja liberado para a aquisição do bem. A entrega correta dos documentos é uma maneira de como ser aprovado no financiamento.

Por isso, a apresentação da documentação pelo comprador é um dos mais importantes procedimentos. Essa documentação é fundamental para que o banco faça a chamada análise de crédito, verificando se o interessado no financiamento está apto a realizá-lo.

Nesse sentido, é muito comum haver dúvidas em relação a quais os documentos necessários para a contratação de um financiamento de veículo. Em geral, para a análise de crédito, são exigidos:

  • RG, CPF ou a CNH;
  • comprovante de renda;
  • comprovante de residência.

Para a liberação do crédito, a documentação necessária costuma ser outra. É preciso entregar os documentos do veículo, que no caso de um seminovo é o DUT e no caso de veículo 0 km é a nota fiscal ou declaração de faturamento.

4. Qual a melhor opção: comprar com CNPJ ou CPF?

A compra de um veículo por meio de um financiamento pode sofrer algumas variações caso seja feita como pessoa física (CPF) ou pessoa jurídica (CNPJ). Nesse sentido, uma das mudanças mais importantes é em relação aos custos e taxas aplicadas ao contrato.

Por exemplo, há montadoras que oferecem descontos para a compra de veículos por meio de CNPJ. Da mesma forma, em determinadas situações, o governo também oferece incentivos à compra por meio de CNPJ, reduzindo o valor dos impostos cobrados.

Apesar das vantagens da compra com CNPJ, existem algumas condições que costumam estar presentes nessa modalidade. Entre elas, podemos citar:

  • só se aplicam para a aquisição de veículos novos;
  • pode haver restrição quanto aos modelos e a quantidade;
  • aprovação da análise de crédito da empresa;
  • permanência mínima de um ano com o carro.

Esses requisitos podem mudar bastante de montadora para montadora. Além disso, podem variar conforme a época do ano.

5. Quais tarifas podem ser cobradas?

Por fim, é muito comum o surgimento de dúvidas sobre as tarifas e taxas que podem ser cobradas no financiamento de veículo. Nesse ponto, destacamos a importância de sempre fazer o financiamento junto a um banco de renome, que preze pela transparência — assim você fica sabendo de todos os custos envolvidos no financiamento antes, durante e depois.

Entre as tarifas presentes no financiamento de veículo, podemos citar:

  • imposto sobre operações financeiras (IOF), que custa de 0,38% até 3,38%;
  • taxa anual de 3%;
  • Tarifa de Avaliação do Bem, cobrança feita pela instituição financeira para avaliar o veículo e verificar se o valor cobrado é equivalente ao estado — não é obrigatória, mas é permitida;
  • Taxa de Abertura de Crédito (TAC), a qual é cobrada quando o comprador não tem nenhum tipo de relacionamento ativo com a instituição.

Por fim, o financiamento de veículos é uma modalidade de aquisição que pode tornar muito mais fácil a realização do sonho do carro novo. Se você acredita que pode ir muito mais longe na concretização dos seus objetivos, o Banco BV está ao seu lado, oferecendo soluções de crédito eficientes e altamente vantajosas, seja qual for a sua necessidade.

No financiamento de veículos BV, por exemplo, você terá mais liberdade para escolher o veículo e para dar um valor de entrada, em parcelas fixas de até 60 meses. Além disso, o veículo fica alienado ao BV como garantia até o fim do contrato, o que garante taxas de juros mais atrativas.

Agora que você já esclareceu as principais dúvidas sobre financiamento de veículos, dê mais um passo na concretização do seu sonho. Entre em contato com a gente hoje mesmo e descubra como o financiamento BV pode ajudar!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.