Entenda como funciona a quitação antecipada no BV

Clientes BV podem fazer a quitação antecipada do financiamento, eliminando a dívida. Entenda como é feito o cálculo e quem pode solicitar!

Categoria: Orientação Financeira

As linhas de crédito e financiamento do BV são extremamente valiosas para quem quer realizar o sonho de comprar um carro ou a casa própria. Quando isso acontece, o cliente sempre tem a oportunidade de optar pela quitação antecipada e, dessa forma, eliminar as parcelas restantes. Porém, essa alternativa costuma trazer algumas dúvidas.

A possibilidade de negociar um desconto é um bom exemplo. Além disso, nem todo mundo sabe exatamente como é feito o cálculo e o que está sendo levado em consideração. Pensando nisso, criamos este conteúdo especial para sanar as dúvidas sobre o assunto. Confira!

Como funciona a quitação antecipada?

Quando um crédito é liberado para um cliente, a instituição financeira faz um cálculo para estabelecer os juros e a taxa de amortização relacionados àquelas condições. Em geral, estamos todos acostumados à ideia: se eu quero um financiamento no valor X a ser pago em N parcelas mensais, a soma final será equivalente ao valor total do crédito mais um acréscimo, que corresponde a essas taxas.

Solicitar a quitação antecipada, como o próprio nome sugere, significa pagar todas as parcelas restantes. Mas há um mito muito comum de que essa opção abre margem para a negociação de um desconto com a instituição financeira. O cálculo é, na verdade, bem mais simples.

Ao entrar em contato com o atendimento e solicitar a liquidação antecipada, o sistema calculará o valor restante da dívida. Em outras palavras, suponhamos que você tenha feito um empréstimo de R$1.000,00 a ser pago em 12 meses e, após o cálculo dos juros, o valor total a ser pago fique em R$1.200,00.

Imagine que, após 6 meses, você já tenha quitado R$600,00 e, por ter recebido um dinheiro inesperado, resolva solicitar a quitação. O sistema do banco, então, fará um cálculo para apontar quanto ainda precisa ser pago. O ponto crucial é que os juros não são divididos de maneira equivalente entre as parcelas.

A regressão dos juros

No exemplo acima, as taxas não foram distribuídas de modo que os juros sejam o mesmo em cada parcela. Em geral, a maior parte dos R$200,00 de juros é paga já nas primeiras parcelas. Progressivamente, esse número vai caindo e o valor de R$1.000,00 vai sendo pago. Por que isso é feito?

Toda instituição financeira adota esse método — que faz parte das normas do Banco Central — para poder recuperar com mais rapidez o custo operacional e, assim, oferecer novos serviços. Do contrário, o risco para o banco seria ainda maior, encarecendo e limitando as alternativas de crédito e financiamento.

Vamos ver, agora, como exatamente é feito o cálculo.

Quais os métodos adotados pelo BV?

A quitação antecipada pode ser calculada de dois modos: pela Tabela Price e pela tabela SAC. Em ambos os casos, estamos falando de um algoritmo que segue as normas estabelecidas pelo Banco Central para analisar o andamento do crédito e calcular o valor restante para liquidação.

 Tabela SAC

Resumidamente, a tabela SAC é bastante utilizada para o cálculo de financiamento imobiliário e funciona de maneira bem particular. O valor da parcela, nesses casos, vai diminuindo. É por isso que um cliente que deseja adiantar parcelas de um financiamento imobiliário acaba percebendo que as últimas prestações têm um valor reduzido, se comparadas às primeiras.

Tabela Price

A tabela Price, por sua vez, considera um valor fixo para todas as mensalidades. Contudo, esse valor é composto por uma combinação de valores: o da amortização e os juros. De fato, é exatamente aquilo que apontamos no exemplo inicial.

No começo, as parcelas são compostas por um montante maior de juros, a fim de garantir que o contrato seja mais sustentável para as instituições financeiras. A amortização, que é o valor referente ao crédito liberado, vai aumentando com o passar dos meses. Vejamos como isso fica no exemplo dado.

Se as parcelas são de R$100,00 por mês, podemos supor que a combinação de valores no primeiro mês seja algo em torno de R$50,00 de amortização e R$50,00 de juros. Lembre que, no total, serão R$200,00 de juros até o fim do contrato.

No mês seguinte, então, a parcela pode ser composta, por exemplo, por R$55,00 de amortização e R$45,00 de juros. A progressão aqui foi de R$5,00 apenas para facilitar o entendimento. Na prática, o sistema do banco faz um cálculo de progressão mais preciso para que os juros sejam reduzidos gradativamente.

O fato é que, nesses dois meses, a amortização paga foi de 50 + 55 = R$105,00. Se o cliente quiser quitar antecipadamente o crédito, o cálculo feito levará como base esse valor para mostrar o que já foi pago dos R$1.000,00.

O que devo ter em mente ao considerar a quitação antecipada?

O primeiro ponto é deixar de lado o mito de que o atendente do banco ou o gerente tem poder de diminuir o valor calculado pelo sistema. Como mostramos, trata-se de um algoritmo que se baseia nas normas do Banco Central e segue uma tabela de valores fixa e inalterável.

O cálculo da distribuição de juros em relação à amortização considera valores complexos como taxa Selic, taxa pactuada, quantidade de parcelas etc. O objetivo é oferecer um crédito que seja, ao mesmo tempo, acessível para o cliente e viável para a instituição financeira.

Quanto mais cedo você decidir pela quitação antecipada, maior será o valor da descapitalização; quanto mais próximo do fim do contrato você estiver, menor será esse valor. Por isso, é fundamental saber quanto dinheiro você tem em mãos para que a conversa com o banco seja mais frutífera.

Conhecendo tal valor, o BV pode ajudá-lo a identificar a alternativa mais vantajosa. Em alguns casos, por exemplo, é possível antecipar algumas parcelas, em vez de quitar o valor total.

Como você pôde ver, é importante ter a quitação antecipada à sua disposição, mas essa escolha não significa que o cliente está negociando descontos com a instituição financeira. Por isso, planeje suas finanças para que o parcelamento seja finalizado com a tranquilidade que você merece!

Se quer conhecer mais detalhes sobre as linhas de crédito do BV, entre em contato!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.