Como se planejar para comprar um carro na crise?

Será que comprar carro na crise é uma boa ideia? Se você souber como se planejar, sim. Veja como em nosso artigo!

Categoria: Financiamento de Veículos

Ter um automóvel é um dos sonhos de consumo mais comuns do brasileiro, ao lado da casa própria. No entanto, será que é uma boa ideia comprar carro na crise atual? Se sim, como fazer para realizar esse objetivo?

Comprar um automóvel não é algo simples. Afinal, mesmo um modelo popular custa algumas dezenas de milhares de reais. Ou seja: é essencial ter um bom planejamento para realizar esse sonho sem causar problemas no futuro.

Para isso, o recomendado é ter uma boa reserva financeira antes de se comprometer com um financiamento para adquirir um bem desse porte em meio à crise atual. Afinal, a gente nunca sabe o dia de amanhã, não é mesmo?

Quer saber como se organizar para poder realizar o seu sonho de ter um carro na garagem, mesmo nesta crise? Então, siga a leitura do artigo!

Quais são os desafios da redução de crédito no cenário atual?

A crise atual é gerada por causa de um cenário complexo, tanto no Brasil quanto no resto do mundo. Um dos elementos que estão envolvidos nessa situação é a quantidade de crédito no mercado.

Atualmente, devido à pandemia do novo coronavírus, a quantidade de pessoas fazendo compras de grandes valores e de longa duração diminuiu. Afinal, é normal estar preocupado com o futuro na situação atual. Isso sem falar no aumento do desemprego em função da crise.

Assim, como as pessoas estão menos dispostas a consumir, as empresas vendem menos. Então, elas demitem funcionários, menos gente compra e o ciclo se agrava. Para reverter a situação, é necessário estimular o consumo, criando as condições para isso.

Por isso, o Banco Central tem reduzido consistentemente a Taxa Selic, que é a taxa de juros básica da economia. O que isso tem a ver com comprar carro na crise?

Bom, vamos tentar explicar de maneira simples: a taxa Selic é a taxa básica de juros. Isso significa que todos os juros da economia derivam dela; portanto, quando a Selic cai, todos os outros juros caem um pouquinho também. Assim, fica mais barato pegar um financiamento para poder comprar um carro ou realizar outro sonho.

No entanto, o grande desafio para manter o crédito acessível e os juros baixos é a confiança no mercado e nos consumidores. Afinal, em uma época de crise, é natural ter a confiança lá em baixo e os bancos ficam receosos em liberar crédito para financiamento.

Portanto, é essencial que as pessoas comprovem uma certa segurança para ter as melhores condições de financiamento. Isso ajuda a tornar mais próximo aquele sonho de comprar um carro.

Quais são os benefícios do financiamento para comprar carro na crise? 

Quando se fala em realizar um sonho como comprar um carro, uma das melhores opções para isso é o financiamento, já que esse modelo de compra permite que mesmo um objeto de valor tão alto seja acessível para muita gente.

Em um momento de crise, o financiamento se torna ainda mais vantajoso para realizar sonhos. Quer ver como? Então, veja os benefícios de um financiamento para comprar carro na crise!

Tornar o carro mais acessível

A compra de um carro costuma ser um projeto de longo prazo para as pessoas. É fácil entender o porquê quando olhamos para as condições do mercado. O automóvel mais vendido do Brasil em 2019, por exemplo, custa ao redor de R$56.290,00 na sua versão mais acessível.

Considerando o salário mínimo de R$1.045,00, isso significa que são necessários 54 meses de trabalho para realizar esse sonho. Ou seja: 4 anos e meio de trabalho, sem gastar com absolutamente nada, para poder alcançar essa meta.

No entanto, optar por um financiamento faz com que essa compra fique mais atingível. É possível ter menos dinheiro para comprar (já que você paga a entrada e as parcelas mensais), o automóvel fica disponível mais rapidamente e as condições costumam ser melhores. Por isso, o financiamento é a opção mais vantajosa para realizar o sonho de ter um carro na garagem.

Embutir o seguro auto na parcela

Ter um carro significa lidar com uma série de gastos mensais. Um deles, por exemplo, é o seguro auto. Esse seguro é necessário para garantir uma rede de segurança para o motorista em caso de problemas como acidente, roubo, furto ou incêndio. Além disso, outros seguros ajudam com garantia mecânica, cobrindo reparos no motor, no câmbio e em outras partes do automóvel.

É verdade que o seguro auto custa um determinado valor todos os meses. No entanto, um dos benefícios do financiamento para comprar carro na crise é embutir o valor do seguro auto na parcela. Assim, é possível ter a cobertura do seguro, mas sem sentir o peso desse custo.

Aproveitar a baixa taxa de juros

Atualmente, a taxa Selic está em um nível mínimo histórico. Isso significa que o financiamento automotivo, que já era uma vantagem, agora está ainda mais barato.

Portanto, comprar o carro via financiamento nesta crise é uma boa ideia para poder aproveitar essas condições que podem não se manter por muito tempo no momento de recuperação pós-pandemia.

Como se planejar para ser aprovado no financiamento?

O planejamento para comprar um carro começa já com a parte do financiamento. Afinal, é necessário se preparar para ser aprovado mais facilmente nesse processo e conseguir os recursos para a realização desse sonho.

O primeiro passo para esse planejamento é garantir que você terá condições de lidar com as parcelas do financiamento. Elas podem ser fixas (e fica mais fácil se planejar assim) ou decrescentes. Por isso, é importante dar uma geral no seu orçamento familiar para liberar 30% da sua renda bruta para as parcelas.

Depois, será necessário providenciar a documentação necessária para a aprovação. Para a análise de crédito, são necessários os seguintes documentos:

  • documento de identificação (pode ser o RG e o CPF ou a CNH);
  • comprovante de renda (o mais comum é o holerite, mas serve também o Imposto de Renda, Carteira de Trabalho e até o extrato bancário);
  • comprovante de residência (conta de luz, água, gás, internet ou contrato de aluguel).

De posse da documentação, você deverá ir até uma agência bancária ou pedir uma análise de crédito pelo site do banco que fará o financiamento. Envie todos os documentos necessários e preencha as informações solicitadas.

Depois do crédito liberado, basta ir até a concessionária para obter alguns documentos do automóvel. No caso de um usado, será necessário toda a documentação do carro e o Documento Único de Transferência (além da nota fiscal). Já no caso de um 0km, será preciso a declaração de faturamento.

Pronto! Que jornada, não é mesmo? Mas agora você já sabe como se planejar para comprar carro na crise. O que falta agora é você colocar a mão na massa e fazer o seu plano para realizar esse sonho.

Que tal começar o seu planejamento procurando por crédito para alcançar a sua meta? Então conheça agora mesmo as condições do financiamento automotivo do BV!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.