Você sabe quanto é preciso ganhar para financiar um veículo?

Quer saber a resposta de quanto precisa ganhar para financiar um veículo? Leia nosso artigo e entenda quais fatores são analisados em relação à renda!

Categoria: Financiamento de Veículos

Ter um carro é o sonho de consumo mais comum dos brasileiros, ao lado da casa própria. Por isso, muitas pessoas se perguntam “Quanto preciso ganhar para financiar um veículo?”. Esse tipo de pergunta acontece porque é bem difícil comprar um carro à vista. Assim, o caminho mais acessível para realizar esse desejo é pelo financiamento.

Para se ter uma ideia, só no primeiro semestre de 2019 foram 3 milhões de pessoas que compraram um carro por financiamento. Bastante, né? Portanto, se você quer realizar o sonho de ter um automóvel na garagem, deve saber quanto precisa ganhar para financiar um veículo.

Que descobrir a resposta para isso e ficar um passo mais perto de alcançar seu objetivo? Então, siga a leitura abaixo!

Existe renda mínima para financiar um carro?

O primeiro ponto a se explicar sobre a relação entre renda e o financiamento de um carro é que não existe um salário mínimo que você precisa ter.

Em teoria, é possível financiar um carro novo ou usado com qualquer valor de renda. No entanto, é preciso respeitar um certo limite imposto pela Lei de Comprometimento de Renda. De acordo com ela, as parcelas de um financiamento não podem ser superiores a 30% da renda bruta do consumidor.

O que isso significa, na prática? Suponha que você ganhe R$1.500,00 de salário. Nesse caso, você só poderia assumir parcelas de R$450,00 no máximo, porque esse valor corresponde a 30% do seu salário.

No entanto, é possível aumentar a capacidade para lidar com as parcelas ao juntar a renda de um cônjuge, por exemplo. Imagine que você ganha R$1.500,00 e seu cônjuge recebe o mesmo valor. No total, são R$3.000,00, permitindo parcelas de até R$900,00.

É importante dizer também que esse valor equivale a todos os seus financiamentos. Se você ganhar R$2.000,00 por mês, isso significa que pode comprometer até R$600,00 para financiamentos.

No entanto, caso tenha pedido um empréstimo pessoal e paga R$200,00 de parcelas, você só terá R$400,00 para financiar seu carro. Além disso, os bancos e financeiras fazem uma análise de renda própria para saber se o consumidor ganha a quantia necessária para financiar um veículo.

Quais os fatores a serem analisados sobre a renda?

Não podemos responder à pergunta “Quanto preciso ganhar para financiar um veículo?”, pois existem vários fatores que afetam a resposta dessa questão. No entanto, os bancos criaram um sistema de análise de renda para avaliar melhor cada caso e conseguir atender aos seus consumidores.

Para isso, eles analisam vários fatores de cada caso em específico e não só a sua renda, a fim de saber se o financiamento será possível ou não. Um dos fatores a ser considerado é se o financiamento terá uma maior entrada ou mais parcelas. Isso porque a relação entre esses dois elementos influencia o quanto precisa ganhar para financiar um carro.

Por exemplo, imagine um Chevrolet Onix com preço de R$50.890. Sem considerar os juros (para não complicar nossa conta), o carro poderia ser financiado em 36 meses e com uma entrada de 20%. Nesse caso, a entrada seria de R$10.178,00 e, o restante, financiado em parcelas de R$1.130,00. Considerando aquele limite de 30% da renda, você precisaria ganhar R$3.769,63 para financiá-lo.

No entanto, é possível melhorar essa renda mínima fazendo algumas contas. Suponha que você dê uma entrada de 30% do carro (R$15.267,00) e resolva parcelá-lo em 60 meses. Nesse caso, a parcela seria de R$593,72. Considerando o limite de 30%, o salário mínimo para o financiamento ficaria em R$1.979,06. Melhor do que no caso anterior, certo?

Além da relação entre as parcelas e a entrada, os bancos ainda levam em consideração se a sua renda é fixa ou variável, por exemplo. No caso de uma renda fixa (como em um salário via CLT), a conta é mais fácil de fazer.

Porém, caso você receba um salário variável (por causa de comissões no trabalho, porque empreende ou qualquer outro motivo), o banco vai querer analisar a média das suas movimentações bancárias dos últimos 3 ou 6 meses para ter uma ideia melhor da situação.

A sua idade também é um fator levado em conta para aprovar um financiamento. A exigência mínima é de 18 anos e a máxima é de 70 anos. Normalmente, pessoas mais novas (20 anos, por exemplo) têm pouco histórico de compras, o que dificulta a análise do banco e do seu Score de Crédito.

Por fim, com a ascensão dos aplicativos de motoristas, os bancos também consideram se o carro é para uso pessoal ou trabalho. No caso do segundo, eles entendem que o veículo pode ampliar o seu salário, por isso exigem uma renda menor para o financiamento.

Afinal, quanto preciso ganhar para financiar um veículo?

Como percebemos, não é fácil dizer quanto preciso ganhar para financiar um veículo. A conta varia de contexto para contexto. O que dá para afirmar com certeza é que a parcela não pode, em nenhuma situação, ser maior que 30% do seu rendimento. De resto, os valores vão depender de como você vai financiar o carro, sua idade e outros elementos pessoais.

É importante analisar também que ter um carro aumenta seus gastos mensais, e isso diminui sua capacidade de financiamento. Por exemplo, você precisará pagar a gasolina, o IPVA, o seguro de carro etc. Tudo isso vai pesar nas suas contas mensais.

Quanto maior for o custo de ter um carro (com base no seu uso, modelo escolhido e outros fatores), maior será a renda que você precisará para poder pagar as parcelas do financiamento sem risco de se complicar depois.

Por isso, se você quer saber quanto precisa ganhar para financiar um veículo, na prática, a melhor coisa a fazer é buscar uma simulação com o seu banco de confiança. Por exemplo, pelo financiamento BV para automóveis.

Assim, não perca mais tempo para realizar seu sonho. Faça uma simulação de financiamento com o BV e saiba quais as condições para comprar o seu carro ideal!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.