Como funciona a vistoria veicular? Descubra aqui!

Apesar de ser obrigatória e recorrente, a vistoria veicular gera muitas dúvidas nas pessoas. Confira este post e entenda como esse processo funciona.

Categoria: Parceiro Veiculos

Categoria: Parceiro Veiculos

O que faz uma pessoa se sentir segura ao comprar um carro seminovo? A aquisição e a venda de usados é comum no Brasil e, para que compradores não sejam prejudicados, algumas práticas de segurança são necessárias, como a vistoria veicular.

Esse tipo de inspeção é obrigatória e tem a função de comprovar a autenticidade da documentação do automóvel, se a sua propriedade é legítima e se ele está em boas condições de funcionamento, tanto no que se refere aos seus aspectos originais quanto aos itens obrigatórios.

Em resumo, serve para assegurar que o veículo negociado e/ou financiado está apto para rodar e se não existem pendências que causarão transtornos para o comprador. É uma maneira de proporcionar tranquilidade durante e após a aquisição do bem.

Por conta desses detalhes, muita gente tem dúvidas acerca da vistoria veicular, especialmente como ela é feita e o que é inspecionado. Neste artigo, reunimos as principais informações sobre esse procedimento para sanar suas dúvidas. Confira.

O que é e como funciona uma vistoria veicular?

A vistoria veicular é um método de checagem que atende a dois propósitos diferentes: averiguar a legalidade do automóvel e avaliar sua condição mecânica. Ou seja, é um serviço de inspeção que analisa tanto o carro como seus documentos e códigos de série — no caso da placa e do número do chassi.

Dessa forma, o Governo ameniza a frequência de acidentes, comprovando que os veículos supervisionados passaram por uma averiguação de qualidade — em que o fiscal de trânsito assinou um laudo, atestando que o automóvel está aprovado para correr pelas estradas e rodovias.

Assim, o DETRAN coíbe duplicatas, fraudes, importações ilegais e outras infrações listadas no código penal, tornando o mercado de usados mais seguro e transparente.

Qual é a importância dessa vistoria antes do financiamento e transferência?

A vistoria veicular antes do financiamento de carros é uma maneira de preservar a segurança do novo proprietário e de terceiros que utilizam o trânsito. É por isso que esse procedimento ocorre antes da transferência do automóvel, impossibilitando a troca de titularidade caso o bem não esteja dentro dos parâmetros físicos e legais adequados.

Se alguns detalhes originais do veículo forem alterados ou se o seguro auto tiver de ser acionado após um acidente ou falha (mecânica ou elétrica), a vistoria também é realizada. Ela evita que automóveis adulterados e em péssimas condições de dirigibilidade trafeguem pelas vias, o que é perigoso para todos que utilizam ruas e estradas para se locomoverem.

Como essa vistoria acontece na prática?

O primeiro passo é fazer o agendamento da vistoria. Esse procedimento depende da instituição escolhida para realizar o serviço, mas é bastante simples. Em grande parte das Empresas Credenciadas em Vistorias de Veículos (ECVs), a data pode ser marcada de forma simples pela internet.

Nesse caso, basta escolher a empresa, acessar o site institucional e agendar a vistoria selecionando a unidade em que você deseja que o carro seja avaliado. Outras ferramentas de contato incluem telefone, aplicativos de mensagem e redes sociais.

Caso você escolha o Detran, agende o serviço de forma presencial ou pelo site do estado correspondente. Por fim, observe as taxas de agendamento que são cobradas em algumas regiões do país.

O que é verificado na vistoria veicular?

Será feita a análise dos componentes de segurança e itens obrigatórios do carro. Veja os equipamentos e documentações que serão inspecionados.

Faróis e faroletes

Inspeciona-se o funcionamento das luzes e o estado dos invólucros. O fiscal verificará os seguintes itens:

-farol alto;

-farol baixo;

-luz de freio;

-luz de ré;

-luz de placa;

-refletores;

-setas.

Essa inspeção é imprescindível, pois assegura a capacidade de sinalização do carro.

Espelhos retrovisores

É impossível dirigir com segurança sem ter retrovisores em bom estado de uso. Nessa checagem, há conferência do espelho central interior e dos retrovisores da parte externa do automóvel. Se estiverem com visibilidade e ajustes eficientes, o veículo será aprovado.

Limpadores de para-brisa

A inspeção dos limpadores garante que o condutor fique seguro e tenha boa visibilidade durante chuvas ou neblinas. Quando o vidro fica embaçado, são eles que resolverão o problema. É importante que sejam substituídos com frequência, pois a borracha dos limpadores ressecam com o tempo.

Itens de segurança

Os componentes de segurança são fundamentais na vistoria. É o procedimento mais crítico e que pode levar à reprovação imediata. Nele são verificados itens importantes, como:

-cinto de segurança;

-extintor de incêndio;

-macaco;

-chave de roda;

-triângulo de sinalização.

Pneus

Os pneus também fazem parte do pacote de vistoria, pois se estiverem “carecas” comprometem a estabilidade do automóvel e a eficiência da frenagem, causando derrapagens e acidentes graves.

Esses componentes à base de borracha devem ser novos ou ter pouco tempo de uso. As avaliações são feitas por meio da detecção das ranhuras e dos sulcos do pneu, que devem estar presentes em toda a estrutura que faz contato com o piso.

Códigos de identificação

Os códigos de identificação correspondem aos identificadores do veículo, o que torna ele único em relação a qualquer outro, ainda que do mesmo modelo, marca e cor. São verificados os seguintes detalhes:

-serial de identificação do chassi;

-etiquetas do veículo;

-numeração no motor e nos vidros.

Todos os códigos devem estar em conformidade com a documentação do carro.

Documentos

Por fim, temos um tópico importantíssimo para evitar visitas frequentes ao ECV ou Detran da sua região. Existem dois documentos essenciais que devem ser apresentados em boas condições:

-Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV);

-Certificado de Registro de Veículos (CRV).

Ambos reúnem todas as informações, alterações físicas e de propriedade sobre o automóvel, desde a sua fabricação até o momento atual. Além disso, essas documentações devem ser assinadas e preenchidas em cartório, testificando a ciência do antigo dono em transferir a titularidade do veículo para o novo proprietário.

Além disso, é preciso garantir que o carro esteja livre de pendências, como IPVA, DPVAT e Seguro Obrigatório. É necessário quitar todos esses valores antes de fazer a perícia. A propósito, o mesmo vale para as multas de trânsito.

Podemos perceber que a vistoria veicular é indispensável para garantir a idoneidade do automóvel, pois atesta segurança e funcionalidade. Para evitar problemas, siga o cronograma de revisões e conserve as documentações do seu carro. Assim, na hora da transferência, você garante tranquilidade para si e para quem estiver comprando.

Está pensando em comprar um automóvel novo ou usado? Simule um financiamento sem compromisso!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.