Orientação financeira para crianças: entenda a importância!

Já pensou em promover orientação financeira para crianças? Entenda por que é importante ensinar seus filhos a administrar o próprio dinheiro.

Categoria: Orientação Financeira

Você tem ideia do quão importante é a orientação financeira para crianças? Afinal de contas, ao abordar esse tema com simplicidade e naturalidade durante a infância, elas crescem com consciência apurada sobre finanças, sendo capazes de controlar seus gastos e fazer investimentos.

Muitos pais e mães acham que esse assunto é complexo e desnecessário para ser tratado com os pequenos e perdem a oportunidade de desenvolver hábitos econômicos saudáveis — o que ajuda a evitar compras impulsivas e até o endividamento no futuro.

Portanto, se você deseja que seus filhos tenham uma vida financeira independente e saudável, confira as informações e as recomendações deste artigo.

O que é orientação financeira?

A orientação financeira garante conhecimentos e hábitos que um indivíduo precisa ter em relação ao dinheiro. Não se trata somente de fazer cálculos e conhecer termos financeiros, mas de saber como gerenciar as economias.

Essa é uma competência que pode ser desenvolvida enquanto a criança cresce, como a criação de um orçamento infantil e o aperfeiçoamento do hábito de poupar. Independentemente disso, conhecer sobre finanças é importante para todas as etapas e fases da vida.

Assim, é possível melhorar o relacionamento da pessoa com o dinheiro e as tomadas de decisões, pois quem tem bom domínio sobre suas economias executa planos e realizar sonhos com mais segurança.

Sem falar que a educação também é uma maneira de garantir previsibilidade e segurança a longo prazo. Em resumo, é comum que esse tipo de conhecimento esteja atrelado à capacidade de juntar dinheiro, o que ajuda a montar um plano de desenvolvimento individual, a construir patrimônio e a lidar com imprevistos.

Quais as vantagens de ensiná-la para as crianças?

Conheça as vantagens que comprovam a importância de instruir as crianças sobre orientação financeira.

Responsabilidade

Ter domínio sobre o dinheiro que é ganho exercita a responsabilidade. Quando os pequenos começam a ganhar moedinhas ou mesadas, esse tipo de orientação favorece o desenvolvimento de um plano capaz de evitar gastos imediatos e fazer o dinheiro durar até o próximo recebimento.

Autocontrole

Com esse tipo de ensino, as crianças desenvolvem autocontrole quando precisam administrar a quantia que têm disponível. Aqui, elas aprendem errando, ou seja, quando fizerem gastos ruins que geram arrependimento, isso deixará claro que elas precisam se controlar quando surgir o desejo de fazer uma nova aquisição.

Autonomia

Conhecimentos financeiros na infância permitem que as crianças tenham consciência sobre suas escolhas pessoais em relação ao que desejam adquirir no futuro. Isso favorece as decisões na fase adulta, que se tornam mais seguras e centradas, evitando a incidência de problemas que geram desequilíbrio financeiro.

Organização e planejamento

Elas aprendem a organizar o dinheiro e a se planejar para fazer compras conscientes e satisfatórias. Além disso, ficam mais propícias a economizar para comprar um brinquedo ou eletrônico, por exemplo.

Qual o papel dos pais nesse processo?

Antes de tudo, o papel dos pais é conhecer sobre gestão de finanças para repassá-la às crianças de modo a desenvolver hábitos financeiros na mente delas. Entenda como ensinar as suas a administrar o próprio dinheiro com as dicas a seguir.

Facilite o entendimento das crianças

O conhecimento financeiro deve ser acessível e fácil de aprender para os pequenos. Portanto, a recomendação é utilizar exemplos que façam parte da rotina da sua família.

Em vez de utilizar conceitos do mundo adulto (empréstimos, financiamentos, investimentos etc.), utilize referências que elas conheçam, como preços de brinquedos. Lembre-se de praticar uma linguagem compatível com a fase da criança para melhorar a recepção da mensagem e facilitar o aprendizado.

Além disso, os menores costumam achar que o cartão é uma fonte infinita de dinheiro. Por isso é preciso que os pais expliquem que ganham dinheiro por meio do trabalho e só assim conseguem comprar coisas e pagar contas.

Vale dizer que essa mesma quantia é guardada em um banco. Então, o cartão é apenas uma ferramenta para sacar o dinheiro da conta. Assim, é possível falar sobre o valor da força de trabalho e das responsabilidades da vida adulta.

Incentive o ato de poupar

Poupar dinheiro é a melhor prática financeira, pois é útil em qualquer idade. Durante a infância dos filhos, estimule-os a guardar parte dos recursos para comprar algo no futuro, como a compra de um brinquedo ou jogo de videogame.

A maneira clássica de fazer isso envolve utilizar um cofre temático ou um porquinho, pois é uma maneira de ensinar disciplina e perseverança na busca por objetivos financeiros.

Para estimular essa prática, feche um acordo com eles para complementar o valor que estiver reunido ao final de determinado período — similar ao que ocorre quando investimos dinheiro no mercado financeiro. A sensação de recompensa servirá para criar uma experiência positiva.

Use jogos de orientação financeira para crianças

O segredo da orientação financeira infantil é transportá-la para o mundo dos pequenos. Assim, a abordagem fica mais interessante e memorável. Hoje, existem atividades específicas e brincadeiras que ajudam a desenvolver conceitos e comportamentos.

Jogos de tabuleiro, como Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Monopoly etc. facilitam o entendimento sobre a incorporação do dinheiro ao cotidiano. Atividades lúdicas improvisadas também potencializam o ensino, como um faz de conta que envolva um banco, um comércio, uma empresa ou outras situações em que a administração do dinheiro está presente.

Seja o exemplo

A palavra convence, mas o exemplo comprova. Essa reflexão também é válida quando o assunto é orientação financeira infantil. Embora a teoria e as atividades práticas sejam essenciais, também é importante deixar as crianças acompanharem os hábitos financeiros da casa.

Inclua seus filhos nesses assuntos, especialmente em conversas sobre pagamentos de contas mensais, compras de supermercado e gastos com combustível. Ao ver que o que é ensinado também é praticado no dia a dia, a criançada tem a oportunidade de construir uma base sólida de aprendizado.

A orientação financeira para crianças as prepara para o futuro, o que é fundamental para lidar com os desafios da vida adulta. Além disso, você clarifica a mente delas a respeito do que o dinheiro pode proporcionar, mostrando objetivos concretos e realistas.

É válido ressaltar a importância de pais e mães aprenderem sobre finanças de modo a não tratar esse tema como um tabu dentro de casa. Tenha como meta compartilhar conhecimentos sobre dinheiro e economia com seus filhos para que eles cresçam conscientes e prontos para administrar suas finanças com sabedoria.

Gostou do artigo? Que tal acompanhar as novidades do banco BV? Basta seguir a gente nas redes sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn, YouTube e Spotify.

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.