Entenda agora o que é open banking e como ele funciona

Saiba o que é Open Banking e descubra como essa proposta inovadora pretende revolucionar a relação entre bancos e clientes.

Categoria: Open Banking

Categoria: Open Banking

Um dos principais fatores envolvidos na oferta de serviços especializados é a coleta de dados. Com a recente implementação da LGDP — a Lei Geral de Proteção de Dados — esse tema ganhou ainda mais destaque, gerando conversas em relação ao uso e consentimento das informações de consumidores.
Contudo, esse não é o caso do Open Banking. Afinal, por trás do conceito, está a disponibilização voluntária de dados por parte dos clientes de instituições financeiras.

Com o aumento da relevância do assunto, é fundamental entender do que ele se trata e como impacta nas transações financeiras.

Nesse conteúdo, vamos abordar os principais pontos sobre esse assunto. Vamos lá?

O QUE É OPEN BANKING?

O Open Banking tem o objetivo de descentralizar  as informações e dados dos clientes

Em poucas palavras, essa proposta diz respeito à descentralização do histórico de informações de clientes. Isso é importante para os que desejam, por exemplo, mudar de banco. Os dados que levam serviços específicos às necessidades de determinados consumidores estão centralizados somente nesses lugares.
Com a chegada do Open Banking, o cliente passa a ter total controle de suas movimentações e isso facilita para que ele possa decidir com quem, e de que forma deseja compartilhá-las.


De modo a compreender tudo isso detalhadamente, vamos pensar no seguinte exemplo:


Você sente que não é tratado com personalização o suficiente por parte de seu banco. Por isso, deseja encontrar outro. Contudo, como fará para que essa nova instituição conheça suas preferências, principais dados e demandas com facilidade e rapidez?

Em um mundo sem Open Banking, isso não é possível. Porém, ao contar com ele, torna-se viável levar suas informações financeiras e de perfil ao novo banco. Tudo sem burocracias e com agilidade, de maneira a permitir que a instituição recém-contratada consiga ofertar soluções personalizadas para você, com base no seu histórico.

COMO O OPEN BANKING FUNCIONA?

Agora que sabemos o que é Open Banking, é interessante compreender seu funcionamento prático. Ele ocorre, entre outros fatores, principalmente por meio de uma interface de programação de aplicativos, chamada de API. As Application Programming Interface, quando abertas, dizem respeito a um conjunto de padrões e rotinas de programação.

Elas estão relacionadas ao acesso às plataformas Web, aplicativos e softwares. Ou seja, elas contêm instruções que viabilizam a interação entre sistemas já existentes e novas aplicações. Tal comunicação ocorre de forma segura e automatizada, pois é acionada somente se o usuário autorizar o compartilhamento de seus dados.

Ao facilitar essa comunicação entre as partes, a obtenção das informações fica mais simples, por exemplo, para o novo banco escolhido por você. Além disso, as instituições conseguem agregar serviços de outras empresas aos seus, com base em parcerias consolidadas e seguras, enriquecendo ainda mais a sua experiência.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO OPEN BANKING?

De nada adianta pensarmos sobre a possibilidade de descentralizar as informações de consumidores de instituições financeiras, se não entendermos quais são as vantagens disso, certo? Confira a seguir, os benefícios do Open Banking.

PRATICIDADE

O Open Banking proporciona facilidade, praticidade e muitos outros benefícios

Imagine poder pagar contas em diferentes bancos por um único aplicativo? Através do Open Banking , isso é possível. Afinal, essa inovação possibilita a integração de operações e serviços — em função da API aberta, que foi citada acima.

A mesma coisa é dita em relação a uma pessoa jurídica. Com tantos extratos, documentos, comprovantes e contas bancárias empresariais, é provável que seja um alívio poder gerir os sistemas financeiros do negócio por meio de uma única solução. Tudo isso, claro, levando a experiência do cliente em consideração e principalmente segurança.

EMPRÉSTIMOS FACILITADOS

Esse é um exemplo bastante interessante na hora de trazer o conceito de Open Banking para a prática. Solicitar crédito é uma experiência que costuma levar um certo tempo e a instituição precisa realizar análises de crédito, avaliar valores e delimitar condições.

Com o Open Banking ativo, o processo se torna mais simplificado. Afinal, o solicitante será capaz de usar seu histórico de dados nas financiadoras que desejar, encontrando a alternativa que melhor atenda suas necessidades.

MENOS BUROCRACIA

As várias opções de transações financeiras oferecidas pelos bancos, exigem diversos níveis de verificação para garantir a segurança do cliente, e às vezes, isso pode acabar gerando mais tempo.

Com o acesso facilitado ao histórico e informações dos consumidores, é possível fazer uma análise rápida, o que resulta em um menor tempo de espera da solicitação. E tudo isso de forma segura!

PERSONALIZAÇÃO

A oferta de produtos personalizados está diretamente relacionada ao conhecimento das demandas de cada cliente. É inegável que, com o Open Banking é mais simples do que com instituições que oferecem soluções especializadas. Afinal, com o Open Banking, é possível ter acesso a dados ricos que agregam valor aos serviços e possibilitam novas entregas.

Esse é um ponto muito relevante na atualidade, pois 56% dos consumidores que deixaram seus bancos para trás alegaram não se sentir importantes ou valorizados por eles. Ao descentralizar a informação, evita-se tal sentimento.

Outros benefícios do Open Banking são:

Outros benefícios do Open Banking são:


● melhorias contínuas, pois há estímulo da concorrência;
● autonomia para o cliente;
● Liberdade de escolha;
● redução de soluções superconcentradas;
● constantes novidades;
● centralização das plataformas;
● segurança nos dados;
● aprimoramento do relacionamento entre bancos e clientes etc.

No Brasil, a implementação do sistema iniciou a partir do dia 30 de novembro de 2020. Para as instituições financeiras dos segmentos S1 e S2 (porte igual ou maior que 1% do PIB brasileiro).


Aqui no banco BV temos como propósito deixar a vida financeira de pessoas e empresas mais leve, e por isso, que criamos o BV open, para que empresas – principalmente startups – possam se tornar nossos parceiros nessa nova era do sistema financeiro. E assim, contarem com a nossa solidez, agilidade e segurança nas entregas de novos produtos e serviços. 

Saber o que é Open Banking e como ele funciona é indispensável para todos, principalmente para os consumidores que estão em busca de serviços que realmente os contemplem. Afinal, o cenário que introduz essa realidade no país está cada dia mais próximo.

Fique por dentro de todas as informações sobre esse assunto no nosso portal BV open.

Atendimento BV