Saiba a importância das metas financeiras

As metas financeiras são essenciais para que você alcance os seus objetivos. Entenda mais sobre o assunto neste artigo!

Categoria: Dicas Financeiras

Categoria: Dicas Financeiras

Já parou para pensar na importância das metas financeiras para o seu planejamento? Sempre que alguém começa a organizar o orçamento familiar, percebe que tem alguns objetivos e sonhos que pretende cumprir. Isso vale para uma viagem ao exterior, a troca de um carro ou simplesmente diminuir alguns gastos. Isso acontece com você?

Neste artigo, vamos explicar com detalhes por que é importante criar essas metas financeiras e como elas contribuem para que os seus planos se tornem realidade. Continue com a gente para saber mais!

As metas financeiras

Metas financeiras são tudo aquilo que você pretende alcançar e que envolve algum dinheiro.

Enquanto os objetivos são mais amplos, como comprar uma casa, as metas são menores e mais realizáveis, como juntar um valor X para a entrada e diminuir os gastos mensais em Y reais para conseguir pagar as parcelas do financiamento, por exemplo.

Então, para conquistar os seus objetivos, você precisa estabelecer quais são essas metas e criar um planejamento financeiro em torno delas. Assim, fica mais fácil saber quais mudanças devem ser colocadas em prática e qual caminho será percorrido até lá.

A importância das metas financeiras

Criar metas financeiras faz toda a diferença no seu dia a dia, já que é a partir delas que você passa a saber exatamente o que precisa fazer para conquistá-las. Na prática, se o objetivo é economizar R$1.000,00 em um ano, por exemplo, fica claro que é necessário guardar R$83,33 por mês, certo?

A seguir, mostramos os outros motivos que pelos quais você deve apostar nisso.

Cortar gastos desnecessários

Sempre que você define uma meta financeira, como fazer uma viagem, vê que precisa abrir mão de algumas outras coisas — a menos que você seja uma pessoa bem rica ou tenha dinheiro sobrando.

É aí que você já começa a perceber que alguns gastos desnecessários precisam ser cortados. Entre eles, podemos citar:

  • comer fora todos os dias (inclusive aos finais de semana);
  • assinatura de algum serviço que mal é utilizado;
  • compras por impulso.

O bom de tudo isso é que você tira o foco das coisas que mandam o seu dinheiro para o ralo e direciona para algo que é mais importante e te deixa com um sentimento de satisfação ainda maior.

Alcançar objetivos pessoais

Metas e objetivos são duas coisas totalmente ligadas. Para alcançar os objetivos, você precisa ter metas muito bem definidas de quando, quanto e como tudo será feito.

Se a sua ideia é fazer um curso, por exemplo, saberá que precisa economizar R$X todos os meses para pagar a mensalidade. Como isso será feito? Diminuindo o plano de celular, gastando um pouco menos com lazer e deixando de comprar roupas só porque elas entraram na promoção.

Viu só como um objetivo faz você criar um plano logo e, com ele, as metas financeiras que devem ser realizadas?

Ter uma reserva para emergências

A importância das metas financeiras também tem relação com uma reserva para emergências. É ela que garante um pouco mais de tranquilidade quando você passa por algo inesperado e precisa de grana para resolver o problema, que pode ser:

  • uma emergência médica;
  • o conserto do carro (que você precisa para trabalhar);
  • levar o pet no veterinário;
  • desemprego.

Quando isso ocorre e você já formou a sua reserva, tem a segurança de contar com o dinheiro guardado e de não precisar recorrer ao cartão de crédito ou se endividar. É uma preocupação e vários fios de cabelo branco a menos.

Ter maior controle do dinheiro

Essa é uma das grandes dificuldades de muitas pessoas quando falamos de orçamento. Há pessoas que não têm a menor noção de como gastam o salário, e isso aumenta muito o risco de se endividarem. Por outro lado, quando você consegue controlar o seu dinheiro, sabe exatamente para onde ele está indo e como economizá-lo.

Parte do trabalho de criar metas financeiras está justamente no fato de separar os custos em categorias e dividir os seus ganhos entre elas. Dessa forma, você tem uma informação muito precisa de quanto vai gastar com moradia, com alimentação, com estudos e com o lazer, por exemplo.

Como estabelecer metas

De nada adianta estabelecer metas se elas estão totalmente fora da realidade. Afinal, como juntar R$1.000,00 por mês se você ganha R$2.000,00, paga aluguel, estuda e ainda tem todas as outras obrigações que precisa cumprir? Fica difícil, não acha?

Portanto, o primeiro passo é pensar em algo que você consegue alcançar, mesmo que seja um pouco mais demorado que o desejado. Isso significa criar metas realizáveis.

Além fazer algo que está dentro das suas possibilidades, colocar os pés no chão na hora de fazer esse planejamento aumenta as suas chances de sucesso. Lembrando que a frustração é uma das coisas que mais fazem as pessoas desistirem dos seus objetivos — quantas vezes já abandonamos uma dieta por não ter os resultados esperados?

Outro passo importante na hora de definir as suas metas é o comprometimento. Isso significa que você precisa planejar algo com o qual consegue se comprometer.

Na prática, se você opta por guardar todo o dinheiro sem separar nem um pouquinho para o lazer, por exemplo, em certo tempo vai se estressar e precisar rever esse conceito. Aí, é preciso sentar e mudar todo o planejamento, atrasando os objetivos.

Por fim, se os seus objetivos envolvem outras pessoas, certifique-se que elas terão o mesmo empenho que você nesse planejamento. Afinal de contas, se isso não acontecer, você vai se sobrecarregar e as chances de se frustrar com os planos serão bem mais altas.

Isso não significa que todo mundo precisa economizar as mesmas quantias, principalmente se alguém ganha um pouco menos, mas sim que o compromisso deve ser honrado do início ao fim. Assim, ninguém se prejudica e todos saem felizes no final das contas.

Viu só a importância das metas financeiras? É graças a elas que você consegue se organizar para conquistar os objetivos, melhorar o orçamento e evitar dívidas que fogem do controle. Que tal começar a colocá-las em prática agora mesmo?

O que achou deste conteúdo? Se você quer continuar acompanhando outros posts, siga os nossos perfis nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades que publicamos por lá! Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Atendimento BV