5 cuidados para evitar cair em golpes no Natal

O ritmo de compras cresce expressivamente no período natalino, trazendo consigo a necessidade de se precaver contra golpes. Entenda quais são os crimes mais comuns nessa época e aprenda a evitá-los.

Categoria: Dicas Financeiras

Categoria: Dicas Financeiras

O final de ano é uma época de muitas alegrias e, é claro, compras. Com o décimo terceiro em mãos, todos queremos encontrar o melhor presente para aquela pessoa especial, de preferência por um bom preço. Entretanto, o tempo é curto e a lista costuma ser grande, o que leva muita gente a fazer compras sem tomar certas precauções. Esse tipo de atitude acaba gerando vítimas de golpes no Natal.

Mas, afinal, o que fazer para evitar ser uma delas? Para começar, é preciso conhecer os golpes mais comuns e entender de que forma você pode se prevenir. Pensando nisso, criamos este post para explicar quais são eles, dando dicas para você não cair em ciladas nesse final de ano. Confira!

1. Tome cuidado com falsas campanhas de caridade

Muitas pessoas resolvem aproveitar o clima natalino e o décimo terceiro para fazer uma doação para a caridade. Porém, a falta de conhecimento sobre as instituições pode fazer com a boa ação acabe se voltando contra o doador. Afinal, os golpes aplicados por meio de falsas campanhas é uma prática mais comum do que parece.

Para piorar, é comum que pessoas mal-intencionadas tomem inclusive uma iniciativa maior, entrando em contato por telefone para pedir doações. Por isso, é fundamental conhecer mais a fundo o trabalho de uma instituição antes de doar qualquer quantia.

Se possível, reserve um tempo para entrar em contato pessoalmente: vá até a instituição, conheça o trabalho feito e veja quem são as pessoas atendidas — ou mesmo os animais, já que existem diversas ONGs com ótimos trabalhos voltados aos bichinhos de rua. Se falta tempo, verifique ao menos se a instituição é confiável, pesquisando sobre ela na internet e falando com amigos e conhecidos.

Todo cuidado é pouco. Afinal, não se trata apenas do dinheiro, mas dos seus dados pessoais que podem ser usados por golpistas.

2. Desconfie de ofertas muito grandes

Períodos de crescimento nas compras são também os mais alarmantes em relação aos golpes. Por isso, mesmo que seja natural aproveitar os descontos dessa época do ano, tenha atenção redobrada em caso de ofertas muito grandes. Se está lidando com uma loja na qual você nunca comprou, a precaução deve ser ainda maior.

Faça uma comparação de preços na internet e veja qual é a média de preços em diferentes lojas. Dependendo do produto, também vale a pena conferir pessoalmente se ele está em boas condições. E se a fonte do anúncio for um e-mail de uma loja na qual você nunca se cadastrou, tenha cuidado!

3. Tome precauções ao navegar na internet

Você sabe o que é um ataque de phishing? Pois se quer evitar golpes no Natal, é importante conhecer. Basicamente, um hacker envia um e-mail disfarçado de propaganda, geralmente com ótimas promoções, e adiciona um link que serve de armadilha. A mensagem pode até mesmo ser clonada de uma loja real e parecer verídica.

Assim que você clica no link e abre a suposta página, seu PC ou smartphone pode ser exposto a vírus e roubo de dados. Como se proteger? É simples. Evite clicar em links de propagandas enviados em mensagens de lojas desconhecidas. Caso você já tenha feito uma compra nesse e-commerce (loja virtual), lembre-se de checar quem exatamente mandou a mensagem: o remetente é @nomedaloja ou usa um servidor de e-mails qualquer (gmail, outlook etc.)? Empresas geralmente têm seu próprio e-mail comercial.

Ao passar o mouse por cima do link, o endereço de destino aparece na parte de baixo do seu navegador. O site é mesmo o da loja em questão ou é desconhecido? E os preços? São coerentes ou muito abaixo? A qualidade da imagem é boa?

São pequenos hábitos que evitam grandes dores de cabeça. Vale destacar, é claro, que um antivírus com antiphishing ajuda a evitar esse tipo de risco.

4. Desconfie de mensagens no WhatsApp

Os aplicativos de celular se tornaram parte importante de nossas vidas. Porém, apesar de ajudarem muito na comunicação, o compartilhamento de informações tem também os seus riscos. Afinal, é difícil rastrear quem foi o criador de uma mensagem quando ela é encaminhada muitas vezes. E em tempos de tanto debate em torno das fake news, não é preciso falar que os golpes estão presentes também nessas redes.

Se pintar aquela promoção imperdível em um grupo, evite clicar antes de checar a informação. Uma boa dica é não entrar na oferta diretamente pelo link, mas acessar a loja virtual e procurar diretamente lá. Afinal, geralmente boas promoções estão expostas também na página inicial da empresa.

Mesmo que a mensagem seja enviada por um amigo ou conhecido, nunca confie de olhos fechados. Afinal, um link perigoso pode acabar sendo repassado por pessoas que não têm nenhuma intenção ruim, mas simplesmente desconhecem os riscos do ambiente virtual.

5. Sempre pesquise a reputação da loja

Uma dica que vale para qualquer ambiente, físico ou digital, é pesquisar a reputação da loja. Você pode vê-la em pop-ups na internet, comerciais de TV ou mesmo em folhetos no Shopping e nas ruas. A pergunta a ser feita é: qual é a reputação daquela empresa?

Uma grande loja pode ser famosa também por um atendimento ruim. Da mesma forma, uma loja pequena pode parecer mais atraente devido ao atendimento mais humanizado e, por trás dos panos, estar aplicando golpes.

Para evitar esse tipo de situação, faça uma pesquisa entre conhecidos e também em sites como o Reclame Aqui. São formas de garantir que você está em contato com uma instituição idônea, confiável e que vai entregar o seu produto exatamente conforme o combinado.

Como você pode ver, o barato pode sair caro quando não tomamos as devidas precauções. Então, fuja dos golpes de Natal e garanta um final de ano mais tranquilo para você e sua família!

Quer se proteger de outros tipos de golpes? Então, aprenda a identificar boletos falsos!

Atendimento BV