Como se organizar para pagar as contas de início de ano?

Pagar as contas de início de ano não é tão complicado quanto parece. Veja agora algumas dicas e saiba como se organizar!

Categoria: Crédito , Dicas Financeiras

Pagar as contas de início de ano é quase um pesadelo para milhões de pessoas, concorda? Elas podem até significar um impacto em seu bolso, mas, com um bom planejamento financeiro, é perfeitamente possível pagá-las sem prejudicar as suas finanças.

Para ajudar você nessa importante missão, preparamos este conteúdo. Ao longo do artigo, comentaremos sobre as pendências que surgem nessa época do ano e como você pode ser preparar para lidar com elas. Aproveite as dicas!

Quais são as principais contas de início de ano?

Mais 12 meses se passaram e você já se animou com a chegada de outro ano. Afinal, essa é uma ótima oportunidade para tirar novos projetos do papel, realizar objetivos e conquistar sonhos antigos, não é mesmo?

Apesar disso, o período pode ser marcado por algumas despesas adicionais — felizmente, há como se prevenir, cortar gastos e não ter nenhum problema por causa desses compromissos. Isso porque boa parte dos custos é previsível, ou seja, é possível se antecipar à chegada dos boletos.

De acordo com reportagem da revista Veja, só 9% dos brasileiros afirmam ter dinheiro para quitar essas contas. Portanto, sentir essa dificuldade é comum, mas isso não quer dizer que não existe um jeito de se programar. Veja, a seguir, quais são as contas extras mais frequentes e como elas podem impactar as suas finanças.

IPTU

A cobrança referente ao Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) sempre aparece em janeiro. Dependendo de onde você mora, são oferecidos descontos generosos para quem paga à vista — considere essa alternativa para gastar menos. Também vale a pena checar com a prefeitura de sua cidade se haverá algum ajuste em relação ao ano anterior.

IPVA

Se você já tem um automóvel na garagem ou deseja financiar um carro, é fundamental ter atenção ao Imposto sobre Veículo Automotor (IPVA). Assim como acontece com o IPTU, muitos estados disponibilizam descontos para pagamentos feitos em uma só parcela.

Caso prefira, é viável pagar o IPVA em até três vezes, mas, para ter direito a essa possibilidade, é necessário quitar a primeira parte até uma data limite específica. Se não tiver recebido nenhuma infração durante o ano, você poderá receber um abatimento que varia entre 5% e 15%.

Matrículas e materiais

Quem tem filhos em casa sabe que o investimento em matrículas e materiais escolares pode ser alto. Caso queira se matricular em algum curso, faculdade ou pós-graduação, você também deverá ficar de olho nisso.

Presentes, viagens e festividades

Natal, réveillon e férias — esses são alguns dos momentos mais importantes do ano para diversas famílias. Portanto, se você gastou bastante com presentes, celebrações e viagens, anote tudo e prepare-se para pagá-los o quanto antes. Lembre-se de que os juros elevados podem ser grandes vilões para as suas finanças pessoais.

Como se preparar para pagar as contas de início de ano?

Agora que você já sabe quais costumam ser as contas de início de ano, é hora de conferir algumas dicas valiosas para conseguir quitar as pendências sem enfrentar tantas dificuldades. Acompanhe as recomendações para começar janeiro com o bolso cheio!

Faça uma renda extra

Nem todo mundo sabe, mas a troca de calendário é uma excelente ocasião para fazer uma renda extra — você ainda pode usar os finais de semana de outubro, novembro e dezembro para realizar atividades adicionais e complementar os seus ganhos regulares. Algumas opções que podem render um bom dinheiro são:

- trabalhar em eventos comerciais;
- passear e/ou cuidar de animais de outras pessoas;
- ser motorista de aplicativo;
- vender roupas e objetos que você não usa mais;
- fazer artesanato;
- comercializar alimentos (marmitas, bolos etc.);
- alugar um quarto/cômodo de sua casa de vez em quando;
- animar festas infantis, entre outras.

Use bem o 13º

Quem não gosta de receber o 13º salário? Além de ser muito útil para as compras de natal, ele tende a fazer a diferença para o bolso de quem sabe como utilizá-lo de modo estratégico. Portanto, assim que receber esse dinheiro, resista à tentação de comprar todos os seus sonhos de consumo. Assim, você poderá pagar as contas sem que elas atrasem e ainda conseguir descontos relevantes.

O ideal é separar uma parte dele para arcar com os compromissos já citados e usar o restante para investir em lazer. Afinal, recursos financeiros também servem para isso, certo?

Planeje-se

O planejamento é o primeiro e um dos mais decisivos passos para organizar a vida financeira de uma vez por todas. É claro que imprevistos acontecem, mas é muito mais fácil de lidar com eles quando há uma programação feita com antecedência.

Desse modo, antes mesmo de o ano virar, ponha na ponta do lápis quais serão os gastos de janeiro, as datas de vencimento, as possibilidades de parcelamento e eventuais descontos. Para se organizar, você pode contar com um caderno, uma planilha ou um aplicativo de controle financeiro — o mais importante é tomar conhecimento de tudo para evitar surpresas desagradáveis.

Com essas informações em mãos, será possível entender as limitações e as possibilidades de sua conta bancária. Assim, você saberá as quantias que serão gastas e como isso acontecerá.

Avalie as suas prioridades

Prioridades tendem a ser pessoais — cada família tem as suas, concorda? Porém, isso não significa que não é preciso avaliá-las constantemente. Às vezes, elas mudam, tal qual as nossas necessidades. Veja quais são as urgências para o próximo ano e priorize gastos fixos e obrigatórios para ficar livre de juros, multas e afins.

Pesquise os preços

Vai adquirir presentes ou um pacote de viagem para as férias? Pesquise os preços com total atenção antes de fechar qualquer compra. A internet oferece cada vez mais ferramentas que permitem comparar o valor de um produto em diferentes lojas, por exemplo. Esse é um caminho para valorizar a renda que você se esforçou para conquistar.

Enfim, as contas de início de ano podem causar problemas para quem não se prepara para pagá-las. Não deixe de se planejar e fique em dias com esses compromissos — o seu bolso agradece.

Se você gostou do texto, aproveite para entender como manter o equilíbrio em seu orçamento familiar!

Atendimento BV