Situações em que o crédito pessoal é seu aliado

Situações em que o crédito pessoal é seu aliado

Texto:Renata Bortoleto / Revisão: Andy de Santis

Realizar projetos, reorganizar as finanças, lidar com imprevistos. Quando usado com consciência e planejamento, o crédito pessoal pode trabalhar a seu favor em muitos momentos, atuando como uma ferramenta inteligente para concretizar seus planos e manter o orçamento saudável e em dia.

Primeiro, porque é um tipo de crédito sem burocracia. Sim, a instituição financeira analisa seu crédito antes de liberar o dinheiro na sua conta, mas as exigências são menores e mais simples do que um financiamento, por exemplo. Para contratar o crédito pessoal, você não precisa necessariamente ser correntista de um banco ou possuir bens em seu nome, o que torna este produto mais acessível.

Porém, a regra fundamental da organização financeira continua valendo: as parcelas precisam caber no seu bolso, considerando todas as contas que você precisa pagar no mês, garantindo tranquilidade e bem-estar para você e sua família.

Conheça algumas situações em que o crédito pessoal pode ser seu aliado e veja nossas dicas de como usá-lo com consciência:

Reorganização financeira: o crédito pessoal oferece taxas de juros atraentes e um bom tempo de parcelamento. Se você se enrolou com as dívidas no cartão de crédito ou cheque especial – que cobram juros mais altos – procure a instituição financeira, faça uma simulação e avalie se vale a pena trocar por um crédito pessoal. Assim, você conseguirá pagá-lo com um fôlego financeiro maior, sem comprometer as outras contas do mês. Para consultar e comparar as taxas de juros das diferentes modalidades de crédito, acesse o site do Banco Central.

Concretização de planos: você está prestes a realizar projetos e sonhos, que tanto podem ser profissionais (realização de um curso) quanto pessoais (uma viagem, a reforma da casa). Usar o crédito pessoal é uma estratégia interessante nestes momentos em que você precisa do recurso agora – por exemplo, para aproveitar uma oportunidade que não pode deixar passar.

Diante das emergências: imprevistos acontecem. Uma hora ou outra, todos vamos precisar pagar o conserto do carro, comprar uma geladeira nova ou pagar um tratamento de saúde. Em situações como essas, não temos escolha, é preciso ter dinheiro no ato. Se você tem uma reserva para esta finalidade, ótimo. Mas se não tem, o crédito pessoal pode ser um bom caminho.

Para ajudar neste cálculo, o Banco Central disponibiliza a Calculadora do Cidadão, por meio da qual você consegue saber quantos meses levará para quitar o crédito e qual será o valor total a ser pago, considerando a incidência dos juros.

Antes de contratá-lo, você também precisa saber:

- Os juros já vêm embutidos nas parcelas mensais. Como são pré-fixados, você tem um maior controle, tornando sua organização financeira muito mais fácil.

- Você terá tempo para garantir novas entradas financeiras. Isso porque, em geral, o pagamento da primeira parcela é feito entre 30 a 45 dias da contratação.

- Neste tipo de crédito, é você quem define a finalidade do uso do dinheiro. Assim que seu crédito for aprovado pela instituição financeira, você terá liberdade para usá-lo como preferir.

Mas lembre-se: o crédito pessoal deve ser honrado junto ao credor, pois o atraso ou falta de pagamento das parcelas pode acarretar consequências indesejáveis, como a inclusão nas listas de inadimplência da Serasa ou do SCPC, além de restringir o acesso a novos créditos. Portanto, pense sobre a real necessidade, coloque tudo no papel e faça bom uso desse dinheiro, com responsabilidade.

Leia também:
Como garantir que as parcelas do crédito caibam no seu bolso

Atendimento BV

A BV não exige ou solicita de seus clientes nenhum tipo de depósito antecipado, principalmente em conta de terceiros, para aprovação de empréstimos. Saiba mais