Qual a diferença entre crédito e financiamento e quando recorrer a um ou outro?

Qual a diferença entre crédito e financiamento e quando recorrer a um ou outro?

Texto:Mariana Menezes / Revisão: Inez de Oliveira

Créditos e financiamentos são linhas de crédito, porém, com finalidades e processos diferentes. No financiamento, o dinheiro deve ser utilizado na compra de um determinado bem (carro, imóvel ou equipamentos eletrônicos, por exemplo). Já o crédito pode ser utilizado em qualquer situação, inclusive para cobrir despesas inesperadas.

Conhecer essas características é importante porque, dependendo da maneira como você for usar o dinheiro, pode ser mais vantajoso recorrer a uma linha ou outra. As diferenças começam no momento da negociação e contratação. Veja:

Créditos:

- Em geral, têm um processo de liberação mais rápido, pois alguns deles podem ser pré-aprovados. Ou seja, no momento em que se inicia o relacionamento com o banco ou procura uma instituição financeira com seus dados pessoais e comprovação de renda, seu limite pode ser definido na hora e o crédito fica disponível para você utilizar quando precisar. São exemplos dessas linhas o cheque especial, o rotativo do cartão de crédito e o crédito pessoal.

- Oferecer essa facilidade na contratação gera maior risco para a instituição financeira. Por isso, os juros nessas linhas costumam ser mais altos do que nos financiamentos. O consignado, por ter as parcelas descontadas diretamente do salário mensal, é a opção que oferece as melhores taxas.

Financiamentos:

-Os financiamentos são destinados à compra de um bem específico, como um carro, moto ou utilitário. A obtenção do financiamento é um pouco mais detalhada porque, além da análise de crédito normal, é feita uma análise específica, em que a instituição avalia se a documentação do bem a ser adquirido está em ordem e se o valor solicitado está compatível com a renda do cliente e o preço de mercado.

- Quando sua renda não for suficiente, há a possibilidade de compor renda com familiares. Com isso, fica mais fácil conseguir a aprovação para um financiamento de alto valor por um longo período.

- O bem financiado é dado como garantia, isso significa que, enquanto as parcelas estão sendo pagas, ele é propriedade da instituição financeira e o direito de uso é seu. Quando o contrato é quitado, a propriedade é transferida a você. Em caso de inadimplência, o bem pode ser vendido e usado na quitação da dívida. O negócio pode parecer arriscado para o cliente, mas é importante ter consciência que é justamente essa garantia que faz com que os juros dos financiamentos sejam mais baixos, viabilizando a construção de seu patrimônio.

Outra forma de obter recursos é aquela em que você oferece um bem quitado em garantia para obter uma taxa de juros reduzida, é o caso do Crédito com Veículo em Garantia BV e o Crédito com Imóvel em Garantia BV. Essa modalidade pode ser considerada uma combinação entre crédito e financiamento.

É crédito porque é você quem decide como pretende usar o dinheiro, mas a aprovação e a contratação são semelhantes ao financiamento, pois além de o bem ser usado como garantia, permite compor uma ou mais rendas e o processo de análise é mais detalhado.

Leia também:
Sinais de alerta para o desequilíbrio financeiro. O que fazer para sair dessa situação?

Atendimento BV

A BV não exige ou solicita de seus clientes nenhum tipo de depósito antecipado, principalmente em conta de terceiros, para aprovação de empréstimos. Saiba mais