O que acontece com o consignado se você sair da empresa?

O que acontece com o consignado se você sair da empresa?

Texto:Andy de Santis / Revisão: Inez de Oliveira

O consignado privado é uma alternativa interessante para quem trabalha com carteira assinada e precisa de dinheiro. O produto funciona por meio de um convênio, firmado entre a instituição financeira e a empresa onde você trabalha, no qual são definidas as condições para a concessão do crédito, como limites, prazos e taxas praticadas.

Nessa modalidade, as parcelas serão debitadas todo mês diretamente do salário, que funciona como uma garantia, tornando possível obter taxas muito mais atrativas do que em outras opções de crédito.

Na hora de assinar o contrato, é importante estar ciente de algumas regras desse produto:

- Se você pedir demissão ou for desligado da companhia, o consignado continua existindo e é preciso quitá-lo ou renegociar o pagamento com novas condições.

- A empresa está autorizada a descontar até 30% do valor da rescisão para quitar ou amortizar o consignado privado com o banco. Isto é, se você tem R$ 10 mil a receber pela rescisão, a empresa pode descontar até R$ 3 mil para essa finalidade. Mesmo com esse desconto, é possível que ainda haja saldo a pagar, dependendo do valor devido e de quanto foi descontado. E neste caso, ao invés do débito em folha, você receberá o boleto para quitar as demais parcelas, mês a mês. Verifique com o banco o total da sua dívida para não ter surpresas.

- Se você mudar de emprego, procure saber se a nova empresa também possui convênio com o mesmo banco para consignado privado, pois existe a possibilidade de transferência da dívida, chamada de portabilidade. Nesse caso, as parcelas continuarão sendo debitadas de seu salário, até o final do contrato.

- Caso o banco parceiro da nova empresa seja diferente com o qual você tem o contrato, pode ser mais vantajoso fazer um novo crédito para quitar o antigo com o outro banco do que arcar com o aumento das taxas de juros.

- Se a empresa fechar ou falir durante a vigência do contrato, seu compromisso com o banco continua existindo. Mesmo em caso de falência, você tem direito a receber férias, 13º proporcionais e aviso prévio, entre outros pagamentos que podem ser usados para quitar seu consignado aprovado.

- Se você não tem outro emprego em vista, não há como fazer a portabilidade. Nesse caso, você terá que se organizar para quitar o compromisso. Por isso, é sempre importante fazer um planejamento para tomar decisões conscientes e usar o consignado privado a seu favor.

Leia também:
10 dicas para usar o consignado a seu favor

 

Atendimento BV

A BV não exige ou solicita de seus clientes nenhum tipo de depósito antecipado, principalmente em conta de terceiros, para aprovação de empréstimos. Saiba mais