Agora é a melhor hora para o seminovo

Saiba como o atual cenário de crise no mercado é perfeito para convencer seu cliente de que esse é o tipo de carro ideal para ele

Categoria: Financiamento de Veículos

Tempos de pandemia do novo coronavírus podem ser um bom momento para investir na oferta dos seminovos para o seu cliente. Saiba que esses carros têm três qualidades que enchem os olhos de quem está em dúvida na hora de comprar um novo automóvel.

A primeira vantagem que deve ser destacada é o preço, que pode ser até 30% menor, quando comparado ao seu equivalente zero km. 

Depois fale da garantia de fábrica, já que um veículo com dois anos de uso costuma ter, no mínimo, mais um ano de cobertura. Isso ajuda a espantar aquele medo que o cliente sempre tem de que seu futuro carro dê problemas depois que levá-lo para casa. 

Por último, mostre a redução nos custos logo após a compra. Afinal, o IPVA do usado é consideravelmente menor e ainda não precisa pagar o emplacamento e, com um pouco de sorte, nem o licenciamento.

 

Opcionais saem graça

É importante deixar claro para o futuro comprador que o seminovo traz ainda outros pequenos benefícios. Um bom exemplo são os opcionais, que na prática acabam saindo quase de graça para o comprador. 

Imagine que um proprietário pagou R$ 1.500 por uma central multimídia de fábrica, ao adquirir o veículo zero km. Como o equipamento não consta na lista de itens de série, quando esse automóvel chegar ao mercado de usados, será vendido pelo preço de tabela daquela versão, que é praticamente o mesmo para o veículo que tem esse opcional e para aquele não tem. Tudo porque o mercado utiliza como referência o valor da versão que consta na tabela, independentemente dos seus opcionais. 

O seminovo seduz qualquer um que está interessado em trocar de automóvel, mas sem dúvida faz balançar mais o coração do público que está de olho num zero km. Afinal, o seminovo tem quase tudo o que se espera do zero km (garantia de fábrica, baixo risco de problemas mecânicos, visual praticamente igual) por um preço bem inferior. 

Como o seminovo é um usado mais caro que a média, é importante mostrar ao comprador os riscos de adquirir esse veículo com um particular. Ele precisa saber que apenas numa loja profissional ele terá a tranquilidade de receber um laudo técnico atestando o bom funcionamento do automóvel e a garantia de três meses do lojista, obrigatória pelo Código de Defesa do Consumidor.

 

Aproveite a alta do dólar

Você ainda precisa de mais um argumento para convencê-lo a levar um seminovo? Então lembre a ele que a valorização do dólar combinada com a crise provocada pela COVID-19 torna este momento ideal para a compra.

Como a maioria dos automóveis produzidos no Brasil utiliza componentes importados, a alta da moeda já está provocando o aumento das tabelas de preços das montadoras. Além disso, a crise está fazendo com que os fabricantes fiquem sem caixa para pagar suas contas. Assim, os dois fatores juntos têm feito os veículos novos subir de preço. 

Mas atenção: é preciso explicar ao cliente que o aumento do zero km em breve vai atingir o preço dos seminovos. Portanto, esta é a hora certa da comprar, não é papo de vendedor, não!  

Você acabou de convencer o comprador, mas ele está receoso por causa dos riscos impostos pelo novo coronavírus? Calma, também tem jeito para isso. 

Basta contar que toda a negociação, inclusive a abertura do financiamento, pode ser feita a distância, de maneira 100% digital, sem contato físico entre vendedor e comprador. Mais ainda: pelo sistema #LevamosAtéVocê, o interessado recebe o automóvel devidamente higienizado em casa para fazer um test-drive. E, se gostar, o veículo é entregue diretamente na sua garagem.

Atendimento BV