Responsabilidade da financeira ou do vendedor? Entenda o que cabe a cada um

Neste conteúdo, você entenderá de uma vez por todas o que é responsabilidade da financeira ou do vendedor em transações envolvendo carros. Descubra quais são as atribuições de cada um e tire suas dúvidas com as dicas dos especialistas!

Categoria: Financiamento de Veículos

Você já se perguntou se algo era responsabilidade da financeira ou do vendedor na hora de comprar ou vender um carro? Afinal, a quais detalhes é preciso ter atenção em operações desse tipo?

Como muitas pessoas têm dúvidas sobre o tema, preparamos este texto especial. Para que você fique por dentro, conversamos com dois especialistas nesse assunto: Danilo Netto, que é Gerente Regional do Canal de Negócios, e Bernardo Fiori, que é Gerente Jurídico — os dois trabalham na BV. Acompanhe o conteúdo até o fim para não perder nenhuma informação!

Quais são as principais diferenças entre o vendedor e a financeira?

De forma resumida, podemos dizer que a financeira é a instituição que libera o crédito para financiar o automóvel. O vendedor, por sua vez, é quem vende o carro para você — pode ser uma pessoa física, como um conhecido da família, ou uma pessoa jurídica, como uma concessionária especializada. Apesar de esses dois procedimentos acontecerem quase que ao mesmo tempo, o produto comercializado por eles é bem diferente.

Imagine a seguinte situação: você quer trocar de carro, mas não tem os recursos financeiros necessários para fazer a compra à vista. Depois de avaliar todas as opções do mercado, você decide financiar e procura uma instituição financeira que oferece essa possibilidade. Nesse caso, seria essa empresa que liberaria o crédito. Por outro lado, o vendedor ou a concessionária seriam responsáveis por vender o carro.

"As obrigações da financeira podem ser resumidas ao financiamento e às questões ligadas ao pós-venda, como carnês e atendimento. Se os clientes nos procurarem mesmo em situações nas quais a responsabilidade é de quem vendeu, os canais de atendimento da BV estarão devidamente preparados para fornecer os direcionamentos necessários", explica Danilo.

O que é responsabilidade da financeira ou do vendedor?

Ao vender um carro, o antigo proprietário tem a responsabilidade de comunicar a venda ao Detran — o prazo para fazer isso é de até 30 dias após a data da venda. Se a comunicação de venda ocorrer depois desse limite, o vendedor será o responsável solidário por eventuais penalidades e suas reincidências que possam ter acontecido entre a data da venda e o momento do aviso. No entanto, as diferenças não param por aí!

Danilo também esclarece que, em alguns tipos de financiamento, os vendedores praticamente não têm responsabilidade além da comunicação de venda. "No caso do Crédito com Veículo em Garantia (CVG), o automóvel já é de propriedade do cliente e não temos a questão da responsabilidade dos vendedores", comenta o especialista.

Confira, logo abaixo, quais são as atribuições de cada uma das partes!

Responsabilidades da financeira

Segundo Bernardo, a relação entre vendedores e financeiras é muito importante. "A BV, por exemplo, é uma instituição que tem parcerias para financiamentos com milhares de concessionárias espalhadas pelo Brasil. Uma de suas maiores responsabilidades é garantir que o cliente faça uma contratação consciente", aponta. Para que isso seja possível, os lojistas parceiros da BV devem apresentar todas as informações do financiamento, como:

  • taxa de juros;
  • prazos;
  • tarifas;
  • serviços adicionais contratados (seguros e afins);
  • demais custos envolvidos na compra financiada de um carro.

Além disso, é a financeira que deve cuidar da entrega da via do contrato para você, assim como dos boletos para necessários para pagar as parcelas do financiamento. Ou seja, essa instituição é responsável por qualquer problema relacionado ao contrato de financiamento.

Suponha que você já escolheu o modelo ideal e o carro já está na garagem. Porém, depois de alguns dias, você percebe algumas divergências nas datas de pagamento, nas taxas de juros apresentadas ao longo da simulação e, até mesmo, no valor das parcelas. Nesses casos, é preciso procurar a financeira, porque todos esses pontos só podem ser resolvidos por ela.

Não se esqueça de que o financiamento é sempre vinculado à compra do carro. Por consequência, problemas relativos ao veículo — documentação, questões mecânicas etc. — podem gerar atrasos na liberação do financiamento, no valor das parcelas e na data de pagamento.

Afinal, o contrato é calculado conforme a sua data de assinatura, mas ele só é implantado quando há a liberação do crédito. Muitas vezes, é necessário recalcular o fluxo do contrato, para evitar que você pague juros entre a data de assinatura do contrato e a liberação do crédito.

Responsabilidades do vendedor

"O vendedor é responsável por tudo o que estiver ligado à compra do carro — deve garantir as condições apresentadas nos anúncios, a capacidade de circulação e a documentação correta do carro", afirma Bernardo.

Não se esqueça de que é sua responsabilidade realizar a transferência de propriedade do carro e solicitar a emissão de um novo documento de circulação. Segundo o Código de Trânsito, isso ser feito em até 30 (trinta) dias, sob pena de aplicação de multas e pontuação na carteira.

Se o carro apresentar algum defeito mecânico, isso também é responsabilidade de quem vendeu. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, problemas que não podiam ser facilmente percebidos podem ser reclamados em até 90 dias depois da data da compra. Em casos como esse, você tem o direito de solicitar reparo, redução do preço ou o cancelamento da compra. Contudo, é preciso ter muito cuidado ao fazer essa avaliação.

Se você comprou um usado, por exemplo, é provável que o desgaste natural do uso faça com que haja uma necessidade mais frequente de reparos e manutenções — os defeitos podem aparecer e não necessariamente poderão ser atribuídos ao vendedor. É por isso que o mais comum é as lojas oferecerem garantias apenas para motor e câmbio nos carros usados.

É fundamental garantir que o vendedor está com o Documento Único de Transferência (DUT) e todos os documentos para realizar a transferência para o seu nome. É obrigação dele entregar esse documento após o pagamento do preço do carro.

Como fazer um financiamento seguro?

Lembre-se de que quem escolhe o modelo é você, e não a financiadora — a instituição tem o papel de viabilizar a compra do ponto de vista financeiro. Portanto, ela não é responsável por defeitos ou pela desistência da compra.

Sendo assim, só faça a compra depois de organizar a sua vida financeira e ter a certeza de que será possível honrar os compromissos assumidos.

Agora que você já sabe o que é responsabilidade da financeira ou do vendedor, analise bem as possibilidades e tome uma decisão consciente, para não correr nenhum risco.

Se você gostou do texto, aproveite para conhecer o financiamento de veículos da BV!

Atendimento BV