6 dicas práticas para reduzir a conta de luz

Aprenda a reduzir a conta de luz por meio de mudanças rápidas e eficazes na sua rotina.

Categoria: Financiamento para Energia Solar

Seja em casa, seja na própria empresa, muitas pessoas lidam com um questionamento frequente: como reduzir a conta de luz? Afinal, além da influência da quantidade de aparelhos usados na rotina, essa é uma despesa que também é impactada pelas mudanças nas tarifas cobradas pelas companhias elétricas e pelo estado dos reservatórios nacionais.

Diante disso, é normal buscar soluções que ajudem a diminuir essa conta para que o orçamento mensal não fique comprometido, não é verdade? Para ajudá-lo nesse objetivo, listamos algumas dicas que podem melhorar o seu consumo. Acompanhe e entenda!

1. Opte por lâmpadas econômicas

Na hora de comprar lâmpadas, muita gente repara que há diferentes modelos à venda, mas não se atenta às categorias que existem. Com isso, acabam levando uma opção não muito boa — um erro que deve ficar para trás se você quer reduzir a conta de luz.

Tenha em mente que a versão LED é a que tem o melhor custo-benefício. Ela oferece alta potência ao mesmo tempo que consome uma quantidade bem reduzida de eletricidade.

Além disso, ela gera menos calor quando acesa, tem durabilidade acima da média e é encontrada em diversos tons de luz (amarelo, azul, branco etc.). Outra vantagem da lâmpada LED é que, ao ser descartada, diversos componentes dela podem ser recicláveis, algo que reduz o impacto ambiental.

2. Aproveite a iluminação natural

Uma segunda dica para reduzir a conta de luz é evitar usar iluminação elétrica durante a manhã e a tarde, dando preferência à iluminação natural. Assim, você não fica dependente das lâmpadas e luminárias por longas horas.

Outra sugestão é fazer algumas mudanças no imóvel para que a luz solar seja potencializada dentro dos cômodos e, assim, aproveitada ao máximo. Por exemplo, retire bloqueadores e cortinas do tipo blackout das janelas, opte por ambientes conjugados (em que não há divisórias de espaço e mais área para circulação da luz) e pinte as paredes de branco — já que essa cor reflete mais os raios solares.

3. Mantenha luzes apagadas

As luzes são úteis e, sem dúvidas, ajudam você a realizar suas atividades domésticas e/ou as suas tarefas do trabalho. Porém, é preciso estar atento ao tempo pelo qual elas ficam acesas e à forma como são utilizadas.

Por exemplo, há quem as deixe ligadas pela manhã e à tarde mesmo quando há a possibilidade de aproveitar a luz natural. Já outros acendem todas as lâmpadas possíveis do imóvel quando a noite chega mesmo que só fiquem em um único cômodo.

Consegue perceber como esses velhos hábitos, que frequentemente passam despercebidos no dia a dia, só contribuem para aumentar o consumo de energia? Por isso, é importante aprender a manter as luzes apagadas, ascendendo-as apenas quando for realmente necessário.

4. Analise o consumo de energia dos aparelhos

Antes de comprar um novo aparelho, independentemente de ser um eletrônico ou um eletrodoméstico, analise qual o consumo de energia dele. Essa é uma informação disponível no manual do produto, na embalagem e principalmente no selo Procel — que é elaborado pelo Inmetro e pela Eletrobrás e vem colado em diversos equipamentos.

Também é importante citar que se você compra aparelhos por lojas online, dá para encontrar essa informação facilmente na descrição da página. Esse dado pode parecer irrelevante à primeira vista, mas acredite: ele é muito útil.

Isso porque ele indica quanto o aparelho vai utilizar de eletricidade por mês. Daí basta multiplicar essa média pela tarifa de energia cobrada pela companhia da sua região para ter uma ideia do gasto que ele vai gerar.

5. Desligue os eletrônicos e eletrodomésticos

A quinta dica se relaciona bastante com a anterior. Isso porque muitos dos aparelhos que usamos no dia a dia contam com a função stand by, como televisões, home theaters, máquinas de lavar e aparelhos de ar condicionado. Ou seja, quando desligamos eles, esses eletrônicos e/ou eletrodomésticos não são, de fato, 100% desligados.

Ao contrário, ficam em um modo hibernação para que possamos acioná-los a qualquer momento por um controle remoto ou aplicativo no smartphone, por exemplo. Geralmente, você pode perceber que eles estão nesse estado porque emitem alguma luz ou permanecem com o display aceso.

Por conta disso, mesmo que não estejam em uso, eles acabam consumindo energia. Inclusive, muitas vezes, isso ocorre durante o dia inteiro, já que você usa determinado aparelho apenas durante algumas horas e depois o deixa em stand by.

Portanto, aprenda a deixar esse hábito de lado e se acostume a, assim que desligar o eletrônico ou eletrodoméstico, tirar o cabo dele da tomada.

6. Invista na utilização de energia solar

Por fim, uma última dica é investir na instalação de painéis solares no topo do seu imóvel. A razão disso é simples: fora a alta durabilidade do equipamento e a baixa necessidade de manutenção, eles não precisam de nenhum outro recurso além da luz do sol para gerar energia para o local.

Dessa forma, você aproveita diariamente os benefícios da energia solar: que vão desde a redução quase total das suas contas de eletricidade até a preservação do meio ambiente. Afinal, essa é uma alternativa totalmente sustentável.

O BV não só conta como aproveitar os tipos de energia solar aqui no blog, mas também disponibiliza uma iniciativa exclusiva de financiamento para você ter o seu próprio sistema de energia solar em casa ou no seu estabelecimento. Vale a pena conferir!

Como mostrado, há muitas formas de reduzir a conta de luz — e o melhor é que são soluções bem diversas tanto para a sua casa quanto para o seu negócio. Portanto, avalie com calma cada uma delas, veja quais são os benefícios da energia sustentável e planeje a adoção dessas dicas para a sua realidade. Afinal, diminuir as despesas mensais é bom não só para o seu bolso, mas também para a sua qualidade de vida.

Gostou de ler sobre esse assunto? Então compartilhe este post em suas redes sociais. Assim, mais pessoas podem começar a economizar energia elétrica!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.