Descubra se os pequenos gastos são os vilões do seu orçamento!

Os pequenos gastos podem passar despercebidos no dia a dia, mas, quando somados, podem ser vilões do seu orçamento. Confira!

Categoria: Orientação Financeira

Não são poucas as pessoas que reclamam que não conseguem guardar dinheiro por ter um salário baixo ou por arcar com custos altos no orçamento, como aluguel ou mensalidade escolar. É verdade que tudo isso tem impacto na vida financeira. No entanto, uma dos piores vilãs do orçamento, muitas vezes, passa despercebida: é aquela despesa menor, que você nem percebe que está fazendo.

Do cafezinho após o almoço ao serviço de streaming debitado no cartão de crédito, passando pelo valor do frete nas compras online, os pequenos gastos do dia a dia podem impactar na saúde financeira. Afinal, somadas, essas despesas não são tão insignificantes assim.

Por isso, neste post, vamos mostrar o que são pequenos gastos, quais são aqueles que costumam acontecer diariamente e como podem prejudicar o orçamento. Além disso, você descobrirá algumas estratégias para observar essas despesas e controlá-las. Confira!

O que são os pequenos gastos?

A expressão pequenos gastos é autoexplicativa: são aquelas despesas de baixo valor que temos no dia a dia e que, muitas vezes, não são nem contabilizadas. A balinha comprada no ponto de ônibus, o café após uma refeição e, até mesmo, a taxa de entrega do delivery do almoço estão incluídos nessa categoria.

Por conta do seu baixo valor, esses gastos podem ser pagos com moedinhas ou notas pequenas, o que torna mais difícil o seu controle na rotina. Outra característica dessas despesas é que, grande parte das vezes, são feitas por impulso.

Ou seja, você não precisava fazer aquele gasto, mas cedeu por conta do valor baixinho. Quem nunca comprou um docinho mesmo sem muita vontade só porque estava barato?

Quais pequenos gastos ocorrem diariamente?

Agora que você já sabe o que são pequenos gastos, chegou a hora de conhecer alguns dos que ocorrem diariamente. Entre eles, estão despesas com alimentação, taxas de entrega e outros supérfluos, como pequenas compras de papelaria e outros itens. Confira alguns dos pequenos gastos que acontecem com frequência:

-despesas com lanches, petiscos e doces;

-taxas de entrega;

-gastos com transporte público;

-gorjetas;

-cigarros;

-pedágios;

-compras pequenas de brinquedos, papelaria etc.;

-gastos com jornais e revistas;

recargas de celular.

Como você pode imaginar, os pequenos gastos do dia a dia variam de pessoa para pessoa. Os chocólatras tendem a gastar mais com docinhos enquanto fumantes destinam parte de sua renda para cigarro.

Na categoria de pequenos gastos entram também aquelas despesas menores do orçamento que ocorrem mensal ou periodicamente. Entre elas, assinaturas de serviço de streaming, doações e, até mesmo, alguns seguros, como de proteção de cartão.

Como eles podem prejudicar o orçamento?

À primeira vista, uma barra de chocolate de R$ 5 pode parecer um gasto inofensivo, certo? O mesmo vale para o serviço de streaming que custa R$ 10 e aquela corrida com um serviço de transporte que custa menos de R$ 15.

O grande problema dos pequenos gastos é que, somados, eles podem prejudicar seu planejamento financeiro, fazendo com que se gaste mais do que pode em categorias que não são essenciais.

Um exemplo de como os pequenos gastos podem prejudicar o orçamento acontece na categoria de Alimentação. Muitas pessoas se assustam ao analisar suas despesas em bares, restaurantes e padarias porque percebem que gastaram muito mais do que imaginavam só em bobagens, como salgados, doces e bebidas.

O que fazer para observá-los e controlá-los?

Os pequenos gastos podem dificultar a vida de quem quer ficar no azul, então controlá-los é essencial para manter a saúde financeira em dia. Para isso, é importante colocar em prática algumas estratégias simples, como anotar todas as despesas, fazer um controle diário dosgastos e cortar tudo aquilo que não é necessário. Confira como controlar as pequenas despesas!

Anote todos os gastos

O primeiro passo para observar e controlar os pequenos gastos é anotar toda e qualquer despesa que fizer. Tem pessoas que só mantêm o controle dos gastos no cartão de crédito ou débito. Outras, só anotam as despesas maiores. Não cometa esses erros.

O ideal é registrar toda e qualquer despesa, por menor que seja. É importante, ainda, manter o controle dos gastos feitos em dinheiro para, assim, garantir que não deixou nada de fora.

Você pode usar para a tarefa o bom e velho caderninho ou investir em um dos apps de controle financeiro disponíveis no mercado.

Faça um controle diário das despesas

Depois de criar o hábito de registrar todos os seus gastos, é importante, também, reservar um momento na agenda para analisar diariamente suas despesas.

Esse período de revisão é importante para identificar os pequenos gastos que são constantes no dia a dia e o impacto que, somados, eles têm no seu orçamento.

Corte o que é desnecessário

O próximo passo para evitar que os pequenos gastos prejudiquem o orçamento doméstico é, após analisar as despesas diariamente, trabalhar para cortar aquelas que não são necessárias.

Analise se você precisa mesmo tomar um cafezinho após o almoço todos os dias ou se a compra de jornais na banca é mesmo necessária. Veja, ainda, se é possível ir a pé a um lugar em vez de pedir um carro por aplicativo. Pelo bem da sua vida financeira, corte ou, pelo menos, reduza tudo o que é supérfluo, mesmo que seja uma pequena despesa.

Faça substituições inteligentes

Caso não deseje cortar determinados gastos, uma saída é fazer mudanças na forma como consome para reduzir o impacto dessas despesas no orçamento. Se o seu restaurante preferido cobrar taxa de entrega, experimente reduzir o número de pedidos ou, então, experimentar um delivery que não cobra essa taxa, por exemplo.

Quando não são controlados, os pequenos gastos podem ter um impacto significativo no orçamento. Por isso, identifique aquelas despesas menores do dia a dia que, somadas, podem prejudicar seus objetivos financeiros.

O próximo passo é adotar medidas para reduzir esses gastos e, assim, garantir dinheiro sobrando no final do mês para começar a investir e realizar seus sonhos de vida.

Gostou deste conteúdo sobre a importância de controlar os pequenos gastos? Então siga a gente nas redes sociais e confira outros posts sobre finanças pessoais que ajudarão a economizar e fazer seu dinheiro trabalhar a seu favor! Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.