É preciso guardar muito dinheiro para começar a investir?

Será mesmo que é necessário ter muito dinheiro para começar a investir? Preparamos este artigo para provar a você que isso não é verdade. Confira!

Categoria: Dicas Financeiras

Categoria: Dicas Financeiras

Durante muito tempo termos como “investimentos”, “investidores”, “ações” e “aplicações” estiveram associados a pessoas de alto poder aquisitivo, como grandes empresários. Talvez por esse motivo, hoje, é ainda bastante comum se acreditar que é preciso ter muito dinheiro para começar a investir. Mas será mesmo que essa é a realidade atualmente?

Na prática, o que se tem percebido é justamente o contrário: os investimentos, cada vez mais, se tornam algo democrático, acessível e vantajoso para os mais diferentes perfis de pessoas. Hoje, há opções de investimentos para todos os gostos e para todos os bolsos.

Por isso, não importa se você tem bastante dinheiro guardado ou apenas algumas economias, o fato é que existem aplicações que podem atender bem às suas necessidades e possibilidades. Para comprovar isso, preparamos este artigo para tratar sobre o assunto e mostrar que você não precisa de muito dinheiro para começar a investir e garantir um futuro mais tranquilo. Acompanhe!

Preciso de muito dinheiro para começar a investir?

Indo direto ao ponto, a resposta para esse questionamento hoje é bem simples: você não precisa de muito dinheiro para dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos! Na verdade, você só deve tomar a decisão e começar a pensar como um investidor — ainda que seja com aplicações mais singelas.

Como dito, atualmente o mercado de investimentos vem se tornando cada dia mais democrático e acessível, permitindo que pessoas dos mais diferentes perfis financeiros consigam aplicar seu dinheiro de forma inteligente e segura, com boa rentabilidade.

Assim, independentemente do seu padrão financeiro, saiba que existem boas opções para se iniciar como investidor e garantir um futuro mais tranquilo. Para isso, você não necessita ser um profundo conhecedor de finanças nem ser um milionário, mas, apenas, alguém organizado, com propósito — como todo grande investidor.

Quais são os tipos de investimentos para quem não tem muito dinheiro?

Atualmente, o mercado de investimentos oferece inúmeras alternativas para quem deseja investir, mas não está com aquela grana toda sobrando. A seguir, reunimos algumas das escolhas mais comuns e, também, as mais recomendadas para pequenos investidores. Confira!

Poupança

Inicialmente, já deixamos claro que a poupança, para diversos especialistas, não é considerada um investimento por uma série de motivos. De todo modo, citamos ela pelo fato de ser um dos meios mais simples e seguros de se desenvolver uma mentalidade de investidor. Mas que mentalidade é essa, afinal?

Ter a mentalidade de um investidor, de forma simples, é pensar no futuro e guardar de pouco em pouco, em vez de gastá-lo de maneira desordenada e desnecessária. Nesse sentido, a poupança pode ajudar bastante.

A poupança é um dos jeitos mais fáceis de investir. Você pode iniciar com qualquer valor e não precisa entender a fundo sobre economia, investimentos e mercado financeiro. Apesar de garantir um rendimento mais baixo, a poupança é o primeiro passo para juntar dinheiro e começar a planejar o futuro.

Renda fixa

Os investimentos em renda fixa também são opções interessantes para quem não tem muito dinheiro para investir e até está em busca de algo mais conservador, ideal para quem está começando.

Nessa modalidade, o rendimento das aplicações acompanha taxas básicas da economia, como a tradicional Selic — o que garante que o seu dinheiro não perderá valor com o passar do tempo.

Atualmente, existem diferentes tipos de aplicações que se enquadram como renda fixa. Entre os mais comuns está o Tesouro Direto, que nada mais é do que uma espécie de investimento em títulos da dívida pública emitidos pelo governo federal. Nele, você “empresta dinheiro ao estado" por um determinado prazo em troca de um rendimento.

A grande vantagem do Tesouro Direto é a possibilidade de investir a partir de R$30,00. Além disso, ele é uma modalidade extremamente segura, muito utilizada por investidores mais conservadores que ainda não têm tanto conhecimento sobre o mercado.

Outra modalidade de investimento de renda fixa é o conhecido CDB (Certificado de Depósito Bancário). Seu funcionamento é bastante similar ao do Tesouro Direto, com a diferença de que a quantia aplicada é destinada a instituições financeiras, e não ao governo.

Assim como o Tesouro Direto, o CDB permite investimentos menores, abaixo de R$500,00 — o que é uma boa pedida para quem já está disposto a investir um pouco mais e garantir rendimentos mais atrativos e mantendo essa linha mais conservadora, com menos risco do que as demais.

Conta com rendimento

Mais uma alternativa que pode fazer sentido para quem está com pouco dinheiro para investir é a conta com rendimento. Aqui, como o próprio nome já indica, nos referimos às contas-correntes oferecidas por diferentes instituições financeiras que garantem uma remuneração básica apenas para o cliente deixar o seu dinheiro parado nelas.

Semelhante ao que acontece com a poupança, mas com ganhos mais elevados, a conta com rendimentos tem como vantagem a simplicidade de uso. Muitas delas podem ser gerenciadas digitalmente por meio de aplicativos, garantindo total controle, visibilidade e liberdade para o usuário.

Como juntar dinheiro mais rápido?

Agora que você já sabe que é possível começar a investir mesmo com pouco dinheiro e conhece algumas das opções mais interessantes de onde investir, é hora de descobrir como juntar aquela grana e aplicar cada vez mais.

Diferentemente do que muitos imaginam, guardar dinheiro não é uma tarefa altamente complexa. Na realidade, é mais uma questão de reeducação financeira, organização e prioridade.

Pensando nisso, listamos algumas medidas que podem contribuir com o planejamento da sua vida financeira e fazer com que você junte dinheiro para realizar as suas conquistas mais rapidamente. Vejamos:

  • evitar compras por impulso;
  • guardar um pouco todo mês, mesmo que seja uma pequeno valor;
  • gerenciar todos os seus gastos, registrando cada um deles;
  • cortar despesas supérfluas;
  • não realizar compras parceladas;
  • pagar as contas em dia;
  • eleger prioridades financeiras;
  • buscar alternativas para conseguir fontes de renda extra;
  • pesquisar novos investimentos;
  • desenvolver um estilo de vida mais econômico.

Por fim, como foi possível perceber, não é necessário ter muito dinheiro para começar a investir. Na prática, o que é realmente importante é tomar a decisão e planejar o seu futuro, adotando, desde logo, hábitos e posturas que sejam compatíveis com esses objetivos. O mercado oferece muitas opções para que você guarde o seu dinheiro e ainda consiga ter um rendimento.

Caso tenha interesse em investir e procura por um banco confiável, entre em contato conosco. Podemos ajudá-lo conforme o seu perfil de investidor!

Atendimento BV