6 cuidados para não cair em golpes durante a Black Friday

Fique de olho nessas dicas e evite cair em golpes!

Categoria: Golpes

Categoria: Golpes

Todos os anos, no mês de novembro, vem aquela famosa sexta-feira com a promessa de muitos descontos. Isso deixa vários consumidores ansiosos para adquirir produtos pagando menos. No entanto, os golpes na Black Friday são muito comuns e fazem muitas pessoas perderem o tão suado dinheirinho.

Não à toa, por aqui, a campanha ganhou o apelido de “black fraude”. Quando não é “tudo pela metade do dobro”, é alguma loja de fachada que apareceu da noite para o dia só para aplicar esses golpes.

A seguir, mostramos 6 cuidados indispensáveis para que você não caia em nenhuma cilada no dia. Vamos lá?

1. Faça um planejamento

Se você pretende comprar algum produto na Black Friday e aproveitar descontos reais, comece a se planejar desde já. Vá pesquisando os preços praticados ao longo do período e veja se houve algum aumento pouco antes da data.

É normal que algumas lojas subam os preços algum tempo antes para oferecerem um desconto grande e tornar a promoção irresistível no dia. No final das contas, para os consumidores, os valores seriam os mesmos (ou até menores) se deixassem para comprar em outra ocasião.

Portanto, não deixe de se planejar. Se for o caso, conte com o auxílio de alguns sites e aplicativos que ajudam a monitorar os preços na internet. Por meio deles, fica fácil visualizar quando algum item teve aumento ou queda no valor de venda. Aí, você consegue aproveitar melhor as oportunidades.

2. Desconfie e redobre a atenção

Sempre que se deparar com alguma promoção, não confie logo de imediato, principalmente se ela parecer tentadora demais. Verifique se não tem letrinhas miúdas ou juros altos para parcelamento, por exemplo.

Também aproveite para fazer uma pesquisa completa sobre a loja na internet. Com alguns minutos, é possível saber há quanto tempo ela existe, se os clientes estão satisfeitos, se o serviço de entrega funciona bem e quais são as principais reclamações.

Essa é uma excelente maneira de evitar cair em golpes na Black Friday, principalmente de lojas que acabaram de abrir, mas que, na verdade, só existem para obter vantagem em cima dos mais desavisados.

As redes sociais podem ser grandes aliadas na sua pesquisa. Procure pelos perfis das lojas e veja o que os comentários têm a dizer e desde quando as publicações estão sendo feitas. Isso é um grande termômetro para medir a seriedade e a tradição da empresa no mercado.

Tome cuidado com o golpe do boleto falso também. Sites que imitam grandes lojas podem surgir e se parecerem idênticos ao oficial. Se você não prestar muita atenção na hora de fazer suas compras pela internet, pode cair nessa cilada. Sempre verifique qual é o banco e quem é o beneficiário registrado no boleto antes de efetuar qualquer pagamento.

A atenção redobrada também vale para evitar cair em golpes por e-mail. Nesse período, você pode receber vários e-mails com ofertas enganosas e redirecionamento para sites falsos. Isso sem contar o envio de boletos.

Lembre-se de ficar sempre alerta e conferir todas as informações, além de se certificar que está navegando em sites oficiais, seguros e confiáveis. Com esse tipo de cuidado, fica mais difícil cair em alguma cilada e correr o risco de perder dinheiro com compras falsas.

3. Pesquise preços

No dia da Black Friday, não deixe de pesquisar preços — seja nas lojas físicas, seja pela internet. A variação dos valores pode ser bem grande entre uma empresa e outra. Fique de olho também no frete que é cobrado. Em muitos casos, ele pode fazer uma grande diferença no total.

Então, mesmo que o preço do produto seja menor em uma loja, o valor da entrega pode encarecer o total. Nesse caso, comprar um item um pouco mais caro, mas com o frete mais em conta, pode fazer a diferença no seu bolso.

4. Verifique as avaliações

Já parou para analisar as avaliações da loja e dos produtos? No caso da empresa, isso pode ajudar você a evitar uma possível dor de cabeça tendo que lidar com problemas no atendimento, na forma de pagamento e até mesmo na entrega. Sites como o Reclame Aqui (além das redes sociais) vão ajudar bastante.

Já no caso do produto, as avaliações podem dar uma ideia da qualidade do item. Supondo que você queira comprar uma TV, com base na opinião de outros clientes, fica mais fácil saber quais marcas e modelos têm o melhor custo-benefício.

5. Tenha cuidado com o parcelamento

Fique de olho nas opções de parcelamento que algumas lojas oferecem. Há muitas situações em que a cobrança é tão alta que o valor final não compensa — mesmo que a oferta inicial pareça tentadora para a Black Friday. Esse é um dos grandes cuidados para não cair em golpes financeiros ou ciladas que podem jogar o seu planejamento no ralo.

E já que estamos falando do orçamento, esse também é um ponto a ser considerado. Por mais que o parcelamento pareça uma boa ideia inicialmente, não deixe de avaliar se ele cabe nas suas finanças, sem comprometer a sua capacidade de pagamento. Lembre-se que o cartão de crédito é um ótimo recurso, mas também pode se tornar um grande vilão.

6. Utilize um cartão virtual

Vai comprar pela internet? Opte por utilizar o cartão virtual. Você pode ativá-lo no próprio aplicativo e, em geral, o número só fica disponível por determinado período de tempo. Depois, ele expira e não pode ser mais utilizado.

Também há situações em que a emissora do cartão mantém os dados, mas permite que você faça o bloqueio e desbloqueio a qualquer momento no aplicativo. Sendo assim, quando não estiver utilizando, basta fazer o procedimento para bloquear o recurso.

Com alguns cuidados como esses, fica mais fácil evitar possíveis golpes na Black Friday, especialmente quando as compras são feitas pela internet. Você já utiliza algum dessa lista? Descobriu uma alternativa que ainda não conhecia?

Aproveite para compartilhar o conteúdo em suas redes sociais e alertar as pessoas, além de mostrar como elas podem ser proteger de golpes financeiros na Black Friday!

Atendimento BV