Energia solar residencial: conheça os benefícios

Quer conhecer os benefícios da energia solar residencial? Então, este conteúdo é para você. Confira!

Categoria: Financiamento para Energia Solar

Economia e sustentabilidade são dois valores que têm ganhado força atualmente. Conforme o tempo passa, mais pessoas se conscientizam sobre a necessidade de proteger o meio ambiente, investindo em recursos mais rentáveis. Nesse sentido, muita gente tem interesse em conhecer os benefícios da energia solar residencial.

Só que, quando essa solução vem à tona, é normal ter dúvidas. Afinal de contas, como levar esse equipamento para nossa casa? Quais são as opções disponíveis? De que modo é feita a instalação dessa ferramenta?

Veja a seguir tudo que você precisa saber sobre energia solar residencial e suas vantagens!

Como é o funcionamento da energia solar residencial?

Essa força energética é gerada pelo sistema fotovoltaico. Nele, são instaladas placas solares para absorver a radiação do sol e transformá-la em eletricidade. Para isso, é preciso adequá-la ao padrão de consumo da casa com frequência e tensão apropriados.

O grande diferencial de tal ferramenta é o fato de ser uma energia limpa e de fácil implantação — geralmente realizada em telhados ou no quintal das residências. Ainda, fornece 95% de economia na energia, entre outros benefícios. Por isso, no Brasil, já é 5x maior do que há dois anos.

Existem três elementos necessários para o funcionamento. Veja a seguir.

Placa solar

Converte o raio solar em energia elétrica. Graças ao material semicondutor presente em sua composição, é chamada de célula fotovoltaica. Quando os raios de luz batem nos átomos da placa, esses deslocam elétrons capazes de gerar corrente elétrica.

Inversor solar

É responsável por converter a corrente contínua gerada pela placa em corrente alternada (127v ou 220v) a fim de ligar equipamentos e eletrodomésticos.

Baterias

As baterias são empregadas de duas formas:

  • são carregadas pelas placas solares com o auxílio de um controlador de carga;
  • ajudam nos momentos em que a luz do sol não estiver disponível.

Quais são os sistemas residenciais de energia solar mais comuns?

Conheça as opções disponíveis no mercado.

Sistema off-grid

Off-grid (ou fora da grade) é um sistema no qual a energia solar funciona de forma isolada, ou seja, não é conectada à rede elétrica convencional.

Nele, existe um controlador de carga que carrega a bateria por meio dos raios solares e fornece energia ao inversor para o uso doméstico, como iluminação, eletrônicos, roteadores etc.

Sistema on-grid

On-grid (dentro da rede) atua de maneira interligada entre o sistema de energia solar e a rede elétrica. Sua principal característica é a economia de energia ou até ganho, pois quando a utilização estiver abaixo da capacidade de geração, o medidor identifica fornecimento, e não consumo. Tal sistema trabalha com créditos de energia para serem consumidos depois. No entanto, ele não proporciona armazenamento de eletricidade.

Sistema híbrido

O sistema híbrido é a combinação entre on-grid e off-grid. Funciona por meio da concessionária de energia elétrica junto à energia solar. Quando há queda de eletricidade, a bateria mantém a corrente no estabelecimento.

No período da noite, é possível economizar, porque a instalação consumirá a corrente que foi armazenada na bateria durante o dia.

Sistema térmico

Esse sistema usa a radiação solar para aquecer a água para o banho ou lavar a louça, por exemplo. Geralmente, em dias chuvosos não há sol suficiente para gerar toda a água quente necessária. Nesse caso, essa ferramenta pode ter um aquecedor a gás ou uma resistência elétrica para ajudar a atingir a temperatura ideal. Esses dois mecanismos são eficientes e diminuem em até 80% a energia relacionada ao aquecimento da água.

Quais são os benefícios da energia solar residencial?

As vantagens desse recurso energético são muitas. Veja as principais!

Valorização do imóvel

Como a sustentabilidade está em alta, a procura por casas com energia solar cresceu muito, com isso, seu patrimônio fica valorizado no mercado imobiliário. Isso vem acontecendo no Brasil há um bom tempo, ou seja, não é somente um recurso econômico, mas um investimento.

Baixo custo de manutenção

Para que as placas solares produzam energia com eficiência, elas precisam estar limpas, pois as impurezas do ar e da chuva escurecem o equipamento. Por isso, os painéis são instalados de forma inclinada para facilitar a limpeza e o escoamento da água. Desse modo, o custo da higienização é reduzido, sendo necessária apenas uma vez a cada seis meses ou por ano.

Economia na conta

Como a tarifa de energia elétrica sofre reajustes quase todo início de ano, ter energia solar residencial é uma boa saída. Com ela, a sua conta de luz pode ser zerada em poucos meses. Assim, você tem uma economia considerável a cada ano.

Energia limpa

Outro destaque é que tal recurso energético é 100% limpo. Ou seja, não agride o meio ambiente, diferente das hidrelétricas, que não poluem, mas geram impactos consideráveis na natureza durante a sua construção, alterando o curso e a força das águas.

Além disso, alivia a distribuição de energia elétrica convencional, já que o consumo energético cresce anualmente. Com a consolidação dos sistemas solares, é possível diminuir a construção de novas linhas de produção e transmissão de energia elétrica.

Como escolher o tipo de energia solar residencial?

Antes de tomar sua decisão sobre qual modalidade, considere os seguintes fatores.

Custo do sistema

A primeira coisa é saber o consumo energético mensal da sua casa. Levante a média de gasto elétrico diário ou mensal para saber quantas placas solares você vai precisar.

Para isso, analise sua conta de luz, bem como a potência dos equipamentos domésticos e as horas que ficam ligados. Assim, você terá uma ideia de como suprir sua necessidade energética. Vale reforçar que o custo do sistema escolhido (on-grid, off-grid, híbrido ou térmico) será afetado pela estrutura da instalação. Pense com cuidado nas alternativas disponíveis e estude o retorno sobre o investimento de cada uma.

Garantia

Em geral, os painéis fotovoltaicos têm garantia de 25 anos. Mas o fator principal a ser avaliado é o suporte prestado pela empresa fornecedora. É ela quem terá de atender caso alguma falha aconteça. Também é importante saber se a instalação toda suporta eventos climáticos intensos, como chuva de granizo ou vendaval.

Características da fabricante

É importante avaliar a fabricante dos materiais, pois é vai instalar seus painéis e sistemas para fazer as manutenções quando necessário. Informações como tempo de mercado, equipe especializada, estabelecimento físico e elogios de clientes antigos devem ser levadas em consideração.

E então, ficou a fim de investir em energia solar residencial? Os fatores econômicos e sustentáveis desse recurso são tentadores. O melhor de tudo é que é possível financiar tal fornecimento energético para melhorar o consumo na sua casa e valorizar seu imóvel.

Fique por dentro das novidades da BV seguindo nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Spotify e YouTube.

Atendimento BV