6 dúvidas comuns sobre o empréstimo consignado

Essa modalidade de empréstimo pode ser vantajosa para quem busca condições melhores de pagamento. Entenda mais sobre o empréstimo consignado neste artigo completo!

Categoria: Crédito , Dicas Financeiras

Pensa em pedir um empréstimo consignado, mas tem muitas dúvidas sobre como essa modalidade de crédito funciona? Você chegou ao post certo! Isso porque montamos um pequeno guia com perguntas e respostas envolvendo alguns dos principais aspectos desse tipo de empréstimo.

Então, não perca tempo para tirar as suas dúvidas! Confira o que preparamos!

1. O que é o empréstimo consignado?

Basicamente, é uma modalidade de crédito cujos pagamentos são descontados em folha, ou seja, diretamente no salário de quem pede o empréstimo. O empréstimo consignado é regulamentado pela Lei nº 10.820 de, 17 de dezembro de 2003, que trata da autorização para se descontar prestações na folha de pagamento, além de dar outras providências relacionadas.

Esse crédito é voltado para algumas modalidades de servidores públicos e pensionistas/aposentados do INSS, bem como para funcionários contratados em regime de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

No entanto, ele pode ter certas variações nas regras de concessão de banco para banco. Por exemplo, na BV, o empréstimo consignado é exclusivo para funcionários que tenham carteira assinada de empresas privadas que sejam conveniadas com o banco.

Nessa modalidade de empréstimo, você consegue o dinheiro solicitado e aprovado para usar como quiser. As parcelas são descontadas automaticamente de seu salário, de modo que evitará atrasos devido a esquecimentos. Essa característica também faz desse crédito uma das opções com menor taxa de juros do mercado, sendo inferior, por exemplo, à taxa do cheque especial.

Com base na lei, as parcelas fixas podem chegar a até 30% do salário líquido, com até 4 anos para pagar o valor total. Um tempo considerável, não acha?

2. Quem pode solicitar um?

Para solicitar o crédito consignado, você precisa atender aos requisitos dessa modalidade. Acima, foi mencionado que, no caso da BV, é preciso ser funcionário, com carteira assinada, de uma empresa conveniada com a própria BV. Também é necessário ser maior de 18 anos e ter, no mínimo, seis meses de empresa.

Outros bancos podem ter requisitos com algumas diferenças, porém todos oferecem essa modalidade a colaboradores que terão os valores das prestações deduzidos de seus salários, ficando registrados em seus contracheques.

Vale reforçar que existe a modalidade de empréstimo consignado para servidores públicos, como:

- funcionários públicos municipais, estaduais e federais;
- pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);
- aposentados do INSS;
- militares das Forças Armadas.

Isso está em conformidade com a Lei n° 1.046, de 2 de janeiro de 1950, que dispõe sobre a consignação feita em folha de pagamento. Para ter acesso ao empréstimo consignado, o órgão no qual trabalha precisa ter convênio com instituições financeiras que podem fornecer esse tipo de crédito.

O limite do crédito consignado, no caso de funcionários públicos, é de até 30% da renda mensal para empréstimo consignado e 5% da renda mensal para saque de cartão de crédito consignado. Dessa forma, até 35% do salário pode ser comprometido com consignação. Isso está de acordo com a Lei n°10.820/2003 e a Lei Nº 13.172, de 21 de outubro de 2015.


3. É possível fazer mais de um ao mesmo tempo?

Sim, porém o valor de todos os empréstimos consignados não pode superar a margem consignável de 30% da renda mensal do contratante, como apontado anteriormente. Por exemplo, se a pessoa tem um salário líquido de R$3.000,00 por mês, ela poderá contratar empréstimos consignados cujas parcelas somadas cheguem a, no máximo, R$900,00.

Lembrando que há 5% para o cartão de crédito consignado, de modo que o crédito consignado total (incluindo o valor do cartão) não pode superar 35% da renda do funcionário.

4. Quando vale a pena?

Você necessita organizar a sua vida financeira? Quer planejar uma viagem e precisa de um dinheiro extra? Ou quer pagar um curso para se aprimorar? Existem muito motivos para pedir empréstimo consignado.

Só é importante ter em mente que o seu salário ficará menor por conta do desconto das parcelas. Além disso, caso passe por algum aperto financeiro após a contratação do empréstimo, você não poderá pedir para a empresa suspender o pagamento, pois ela é obrigada a descontar cada parcela do seu salário mensal até quitar o empréstimo.

Essa modalidade de crédito é vantajosa para o funcionário que deseja pagar menos juros e não quer ter a preocupação de organizar e pagar boletos, uma vez que o pagamento é feito pela empresa. Portanto, é preciso conciliar bem as vantagens e desvantagens dessa opção e planejar bem as suas finanças para não passar por apertos depois de conseguir esse crédito, ok?

5. Onde o empréstimo consignado pode ser feito?

No caso dos servidores públicos, em instituições conveniadas às suas instituições contratantes. No caso de funcionários celetistas, é preciso achar um banco que ofereça essa modalidade de crédito e que também tenha convênio com a empresa contratante desses funcionários. Isso ocorre, por exemplo, na BV.

Vale destacar que a instituição geralmente faz uma análise de crédito para decidir se libera ou não o valor solicitado. Além disso, normalmente não é preciso ter conta-corrente no banco, apenas que seja conveniado à empresa na qual se trabalha.

6. O que acontece em caso de demissão?

O saldo restante do empréstimo precisará ser pago, ou seja, a operação continuará ativa. Nesse caso, a empresa descontará do valor da rescisão até 30% da quantia total em aberto do empréstimo consignado. Se o valor a receber após sair da empresa for de R$3.000,00, o desconto referente ao crédito consignado poderá ser de até R$1.000,00.

Se ainda assim ficar um saldo em aberto, é importante procurar o banco e tentar renegociar o valor para não ficar sem pagá-lo e acabar inadimplente, até mesmo com uma restrição em seu nome. Vale observar que os juros dessa renegociação poderão ser maiores, uma vez que não há a garantia do desconto em folha salarial.

E aí? Dúvidas sanadas? Mesmo com todas essas diferenças, o empréstimo consignado é uma das modalidades de crédito mais vantajosas do mercado. Por isso, quando precisar de um valor a mais para algum objetivo, lembre-se de considerar essa opção!

Se quiser saber mais sobre o empréstimo consignado ou se é melhor optar por um crédito pessoal, confira um artigo especial que fizemos sobre os dois!

Atendimento BV