13 dicas financeiras para ficar no azul

Listamos 13 excelentes dicas financeiras que vão ajudar a colocar seu dinheiro em dia para realizar seus sonhos de consumo!

Categoria: Orientação Financeira

Você sabe quais são os sonhos de consumo mais comuns dos brasileiros? De acordo com uma pesquisa do SPC, são: viagem internacional (15% das pessoas), viagem nacional (11,5%) e carro próprio (9,3%). E sabe o que todos esses sonhos têm em comum? Eles pedem bastante planejamento para serem realizados. Portanto, se você compartilha algum desses objetivos, precisa acompanhar algumas dicas financeiras para alcançá-los.

É verdade que não é legal ler que o seu sonho de consumo tem um valor alto. No entanto, a boa notícia é que não é por isso que o seu objetivo é impossível de ser alcançado.

Na verdade, saber que ele custa dinheiro é um motivador para colocar sua vida financeira em ordem. Afinal, somente com suas finanças organizadinhas é que é possível ter uma vida mais confortável e realizar seus sonhos.

Se você quer colocar a sua vida financeira em dia, mas não sabe como, siga a leitura para ver algumas dicas financeiras que reunimos para você!

1. Faça o Desafio das 52 Semanas

Muitas pessoas adorariam levar uma vida financeira mais controlada, mas simplesmente não conseguem. Elas tentam, tentam e tentam, mas acabam gastando mais do que podem, sempre. Você conhece alguém assim? É bem provável que sim, né?

Uma maneira divertida de aprender a cuidar melhor do dinheiro é com o Desafio das 52 Semanas. Ele consiste em poupar um pouquinho de dinheiro a cada semana, até completar 1 ano inteiro.

O segredo é aumentar um pouco o valor a poupar todas as semanas. Por exemplo:

  • Semana 1: poupar R$10,00;
  • Semana 2: poupar R$15,00;
  • Semana 3: poupar R$20,00.

E por aí vai! Nesse ritmo, você pouparia R$7.150,00 até o fim do desafio. Já dá para pagar uma viagem internacional, viu? O melhor, no entanto, é incorporar a poupança como um hábito na sua vida e ter melhor controle financeiro.

2. Adquira bens que deem retorno

Na nossa vida financeira, temos ativos e passivos. Ativos são bens ou qualquer outra coisa que gere dinheiro e valor para a gente. Passivos são aqueles que exigem dinheiro.

Sempre que você tiver uma quantia sobrando, vale a pena investir em bens que tragam retorno.

3. Adeque o seu padrão de vida ao seu bolso

Nossos gastos mensais refletem o nosso padrão de vida. Se optamos por uma vida mais confortável do que realmente podemos pagar, o resultado é ter problemas no cartão de crédito e colocar suas finanças no vermelho.

Por isso, é importante fazer uma avaliação dos seus gastos e adequar seu padrão de vida de acordo com o seu bolso. Uma boa forma de fazer isso é listar seus gastos mensais e ver se existem opções mais baratas ou gratuitas para ter a mesma coisa, mas sem gastar tanto.

4. Consuma de maneira consciente

O consumismo descontrolado é um dos principais inimigos da organização financeira. Afinal, não há plano que sobreviva a quem faz compras por impulso. Por isso, é importante consumir de maneira mais consciente, não só em relação à questão financeira, mas também para reduzir sua pegada ambiental no planeta.

Por isso, opte por alternativas de consumo mais conscientes, como roupas em brechó, livros em sebo e outras opções. Além de gastar menos, você se torna mais amigável ao meio ambiente.

5. Escolha métodos de pagamento sem juros

Quando for fazer uma compra, especialmente de algo caro, evite escolher o método de pagamento com juros.

Por mais que você pense “Ah, mas são só R$50,00 por mês”, os juros corroem o seu dinheiro. O que era R$150,00 acaba se tornando R$200,00 ou mais.

6. Tenha um teto de gastos

Para guardar dinheiro de maneira consistente, é necessária muita disciplina. Se você tem dificuldades nessa parte, aqui vai uma dica boa: estabeleça um teto de gastos na sua vida.

Determine quanto você pode gastar com cada conta da casa, além de outras compras, e pronto. Quando chegar nesse limite mensal, guarde a carteira e segure o dinheiro até o próximo mês.

7. Compre apenas o que necessita

Um erro muito comum de quem tem problemas financeiros é sair de casa para comprar uma coisa e voltar com 3, 4 ou 5.

Você também é assim? Se for, então é hora de mudar esse hábito. Afinal, essas compras extras pesam bastante no fim do mês.

8. Mantenha a organização das suas coisas

A desorganização da casa, das contas e dos compromissos é um prato cheio para perder dinheiro.

É na bagunça que acabamos pagando a mesma conta duas vezes, que caímos em um golpe de boleto falso ou passamos por outros problemas financeiros.

9. Use o cartão de crédito com consciência

O cartão de crédito é uma ferramenta que pode ser muito útil para a sua vida financeira, desde que seja usado com consciência.

Não encare o limite do cartão como um “dinheiro extra”, pois isso tende a gerar problemas financeiros. Controle sua fatura com frequência para não se complicar depois.

10. Antes de comprar, pesquise

Sempre que for fazer uma compra, especialmente uma grande, faça uma pesquisa completa. Isso ajuda a encontrar negócios realmente bons, o que auxilia você a poupar dinheiro.

Por exemplo, se você for comprar um automóvel, pesquise por um carro econômico, veja as melhores promoções e ofertas no mercado antes de fechar negócio na primeira concessionária que enxergar.

11. Faça um detox financeiro

Comece com uma lista de todos os seus gastos e faça uma análise fria de cada um.

Corte aquilo que não for realmente importante para você. Assim você ganha uma folga financeira no seu orçamento mensal.

12. Tenha uma reserva financeira

Uma dica importante para evitar que você tenha complicações com dinheiro é sempre ter uma reserva financeira. Assim, no momento do imprevisto, você tem essa defesa pronta.

O valor ideal de uma reserva financeira é de 3 a 6 vezes os seus gastos mensais. Além disso, é importante colocar esse dinheiro em um investimento que renda acima da inflação para ele não perder valor.

13. Marque suas movimentações financeiras

Por fim, lembre-se de que cuidar das finanças é algo constante. Você precisa sempre marcar suas movimentações financeiras (o que entra e sai) para analisar os dados e melhorar cada dia mais.

Quando você colocar essas dicas financeiras em prática, não demorará muito para notar os benefícios e ter uma vida mais organizada. Em seguida, é importante usar esse dinheiro extra que começou a sobrar para quitar as dívidas, caso tenha, para sofrer menos e ficar mais perto do seu sonho.

E aí, gostou das nossas dicas financeiras? Se você acredita que elas são úteis, compartilhe este artigo nas redes sociais e marque seus amigos e familiares que gostariam de saber delas!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.