Saiba agora como funciona o crédito com veículo em garantia!

O crédito com veículo em garantia é uma modalidade de empréstimo com taxas mais baratas e prestações que não pesam no bolso.

Categoria: Crédito com Veículo em Garantia

Está passando por um sufoco financeiro ou precisa se capitalizar para realizar algum sonho? Se você tiver um carro quitado, pode pedir crédito com veículo em garantia. Esse é um dos tipos de empréstimo mais vantajosos do mercado.

A contratação é simples; as taxas de juro são mais atrativas; as parcelas, mais suaves; e o prazo, mais longo. Ainda, é possível conseguir um valor superior de crédito, se comparado ao empréstimo pessoal. No entanto, para não perder o carro, você precisa ter um objetivo claro e se organizar para pagar as parcelas em dia.

Quer saber como funciona o crédito com veículo em garantia e como contratá-lo? Então, este artigo é para você. Continue a leitura!

O que é o crédito com veículo em garantia?

É uma modalidade de empréstimo em que o seu veículo é dado como garantia para a instituição financeira ceder o crédito. É como se você vendesse o seu bem para o banco e o comprasse de novo, mas pagando suaves prestações mensais. Dessa forma, é possível ter acesso a um dinheiro rápido, mas sem precisar se desfazer do bem.

Como o processo é parecido com o de financiar um carro, essa modalidade também é conhecida como refinanciamento de veículo. Em caso de inadimplência, o banco poderá pegar o automóvel para garantir o pagamento da dívida.

Apesar de essa última informação assustar um pouquinho, dar um bem como garantia em um empréstimo aumenta a confiança que o banco tem em você. Como o crédito é mais seguro nesse caso, a financeira empresta dinheiro com condições mais camaradas.

Como garantia, dá para oferecer carros leves, utilitários, caminhões e até ônibus. O valor do crédito pode chegar até a 80% do preço do veículo. No entanto, você não poderá trocar de carro até quitar todas as parcelas. Isso, porque, nesse meio tempo, o veículo ficará alienado ao banco. Ele só voltará a ser totalmente seu depois que você pagar o empréstimo todinho.

Quais são as vantagens dessa modalidade de crédito?

Veja, a seguir, por que oferecer o seu carro como garantia ajuda na conquista dos seus objetivos sem pesar tanto no bolso.

O valor do crédito pode ser mais alto

O valor do empréstimo é proporcional ao preço de mercado do veículo. Se você tem um carro sustentável avaliado em R$50.000,00, por exemplo, poderá conseguir até R$40.000,00 de crédito.

Com o empréstimo pessoal, você conseguiria cerca de R$20.000,00. Isso quer dizer que o crédito com veículo em garantia é interessante para quem tem um propósito de custo mais alto.

Você continua com o carro

Na hora do aperto, a gente toma decisões drásticas para colocar a vida nos trilhos de novo, não é mesmo? Muitas vezes, o automóvel precisa ser sacrificado em prol de um objetivo maior.

O empréstimo com veículo em garantia é uma alternativa à venda. Você se capitaliza ao dar ao banco a segurança do carro, mas continuará com ele para usá-lo normalmente no dia a dia. Para quem usa o carro para fazer renda — como os motoristas de aplicativos —, essa é uma vantagem incontestável.

Ainda, a alienação só dura até você pagar todas as parcelas. Depois disso, o veículo volta para o seu nome. Mesmo assim, vale lembrar que você continua com a responsabilidade de pagar IPVA, multas e seguros de automóvel, viu?

A burocracia é menor

A contratação é bem simples: você só precisa solicitar o empréstimo, enviar os documentos exigidos pela financeira e aguardar as análises financeira e jurídica, além da vistoria do carro. O processo todo demora cerca de 30 dias. Você vai ver um passo a passo detalhado ainda neste artigo.

A taxa de juros é mais atrativa

Todas as instituições financeiras fazem análise de crédito antes de liberar qualquer empréstimo. Mesmo assim, sempre existe a possibilidade de inadimplência.

Quanto maiores forem as chances de o consumidor não pagar as parcelas combinadas, mais caro o banco vai cobrar por aquele dinheiro. É por isso que os empréstimos sem contrapartida costumam valer menos a pena.

O crédito pessoal sem garantia, por exemplo, pode ter uma taxa de juros que ultrapassa os 9% ao mês. Mas isso não significa que essa modalidade é ruim. Na verdade, o empréstimo sem garantia é ideal para situações emergenciais, porque sai ainda mais rápido — cerca de 5 dias. Porém, para quem tem um pouco mais de tempo para se planejar, o recomendado é buscar por soluções com melhor custo-benefício.

No caso do crédito com veículo em garantia, a taxa de juros fica entre 1,49% e 3,47% ao mês, porque o carro fica alienado ao banco. Como o risco de levar um calote é bem menor, a instituição cobra mais barato pelo crédito.

O prazo de pagamento é mais longo

A lógica do prazo é parecida com a da taxa de juros. Além de o valor do empréstimo ser mais alto, com o veículo em garantia, o banco tem mais confiança no cliente para flexibilizar a quantidade de parcelas. No geral, é possível conseguir até 48 meses — 4 anos — para pagar. No caso do empréstimo pessoal, esse prazo cairia pela metade.

As prestações pesam menos no seu bolso

Com mais prazo e taxa de juros mais baixa, é claro que as prestações serão mais suaves. Assim, as parcelas não vão comprometer o orçamento familiar, e você poderá realizar o seu sonho com mais rapidez.

Para entender melhor o tamanho da vantagem, vamos fazer uma conta bem simples. Imagine um empréstimo pessoal de R$20.000,00 com prazo de 24 meses e juros de 7% ao mês, por exemplo. As prestações ficariam em torno de R$1.743,78.

Já com o crédito com veículo em garantia, esse mesmo valor poderia ser dividido em 48 meses e com juros mais baixos. Vamos usar a taxa de 2,5%, a título de exemplo. Nesse caso, as parcelas seriam de R$720,12. Viu só como fica bem mais barato?

Na verdade, as parcelas das duas simulações serão um pouco maiores que o resultado apresentado. Isso, porque a conta não foi do Custo Efetivo Total (CET), que, além dos juros, considera IOF e outras taxas.

Quais são as regras de contratação?

Apesar de o processo ser bem simples e pouco burocrático, o empréstimo com veículo em garantia não é para qualquer um. Entenda quais são as principais exigências das instituições financeiras para ceder crédito nessas condições.

Quem pode contratar?

Maiores de 18 anos e com carro quitado em seu nome. Veículo no nome do pai, mãe, irmão ou cônjuge não vale. Além disso, o bem não pode estar em outra alienação. Isso quer dizer que ele não deve estar como garantia de outros empréstimos ou financiamentos que ainda não foram totalmente quitados.

Mais: o contratante precisa comprovar renda compatível com o tamanho do empréstimo. A recomendação geral é de que a parcela não comprometa mais que 30% dos seus rendimentos. Ou seja: se as prestações do empréstimo ficaram em R$1.200,00, por exemplo, você precisa comprovar renda de, no mínimo, R$3.600,00.

Aliás, vale lembrar que alguns bancos limitam a análise de crédito ao dono do carro. O BV permite que você combine a sua renda com mais uma pessoa, seja o marido ou a esposa.

Pode ser qualquer veículo?

Não. A flexibilidade é mais sobre o tipo de carro, que pode ser leve, utilitário, caminhão ou ônibus. Independentemente de ser seminovo ou usado, o importante é que o veículo esteja em boas condições e funcionando direitinho. As regras do BV são as seguintes:

  • veículos leves e pesados: até 19 anos de fabricação;
  • utilitário: até 8 anos.

O veículo ainda precisa estar com toda a documentação em dia e sem nenhuma restrição administrativa ou judicial.

Quais são as taxas praticadas?

Isso depende da instituição financeira que vai ceder o crédito e de diversas outras variáveis. O crédito com veículo em garantia do BV, por exemplo, tem taxa de juros que varia entre 1,49% e 3,47% ao mês.

Normalmente, quanto mais novo for o veículo e mais bem conservado ele estiver, menores serão as taxas de juros. E lembra que já falamos que esse índice ainda oscila de acordo com o risco de inadimplência? Então, seu histórico financeiro, score e renda também podem influenciar a taxa fixada pelo banco.

Como contratar?

O primeiro passo é pesquisar quais são as instituições financeiras que oferecem essa modalidade de crédito. Na hora de escolher onde pedir o empréstimo, é importante fazer uma análise bem criteriosa. Afinal de contas, já que você vai firmar um compromisso financeiro importante e de longo prazo, é melhor que essa empresa seja de total confiança, certo?

Além disso, compare as taxas praticadas, as condições para renegociação, a possibilidade de antecipar parcelas, valor das prestações e por aí vai. Quanto mais informações você tiver, mais seguro será o processo. Depois de eleger a financeira com melhor custo-benefício, já dá para avançar para o próximo passo. Veja quais são as etapas da contratação do empréstimo.

Faça uma simulação

Hoje, o processo de contratação de crédito com veículo como garantia é bem simples. É possível fazer simulações pela internet sem complicação alguma. Portanto, o primeiro passo é preencher o formulário na página da instituição financeira escolhida.

Entregue os documentos para análise de crédito

Depois desse primeiro contato, a instituição vai solicitar alguns documentos para fazer uma análise financeira. Esse processo serve para o banco avaliar se você, de fato, tem condições de arcar com as parcelas do empréstimo direitinho.

Mas não tem muito mistério, não. Os documentos pedidos, geralmente, são:

  • RG e CPF ou CNH;
  • Documento Único de Transferência (DUT) do carro;
  • comprovante de residência;
  • comprovante de renda (que pode ser apenas seu ou combinado com mais uma pessoa).

Aguarde a análise jurídica e a vistoria do veículo

Se o banco aprovar o crédito, você avança para a próxima etapa. Ela consiste em uma análise dos documentos enviados e na verificação do histórico do carro oferecido como garantia. A financeira investiga se o veículo está mesmo quitado, se não está em outra alienação, se não tem multas e impostos atrasados etc.

Além dessa pesquisa jurídica, o carro também passa por uma vistoria. Lataria, estofado, pintura, motor e todos os componentes são avaliados. Tudo isso para ter certeza de que o veículo está funcionando direitinho. É nesse momento que será cotado o preço real do automóvel, para servir como base para o valor do empréstimo.

Estude a proposta enviada pelo banco

Após toda essa análise minuciosa e aprovação tanto do crédito quanto do veículo, a instituição financeira enviará uma proposta para você.

Esse documento deve conter todas as informações do empréstimo: valor do crédito, prazo de pagamento, taxa de juros, CET etc. Leia o contrato com muito cuidado e veja se as prestações realmente cabem no seu bolso e se as condições oferecidas pelo banco estão dentro das suas expectativas.

Assine o contrato e corra para o abraço

Se estiver tudo ok, é só assinar o contrato para formalizar o empréstimo e esperar o prazo definido pela financeira para receber o dinheiro. Com a grana nas mãos, você poderá realizar o seu sonho ou, finalmente, sair do sufoco.

Mas não é só porque você estará com o bolso cheio que poderá gastar por aí sem o mínimo de critério, viu? O empréstimo precisa ter destino certo. Veja, a seguir, quando o crédito com veículo em garantia é recomendado.

Quando solicitar esse tipo de crédito?

O crédito com veículo em garantia é um empréstimo como qualquer outro. Ao contratá-lo, você contrai uma dívida com o banco e precisa pagá-la. Sendo assim, é importante ter bastante responsabilidade financeira.

Esse tipo de crédito só deve ser solicitado por quem precisa mesmo e tem condições para pagar as parcelas direitinho. Se você não tiver um destino claro — e relevante! — para esse dinheiro, é melhor dar um passo para trás e pensar mais um pouco na decisão.

Antes mesmo de fazer a solicitação, o ideal é já ter um planejamento financeiro com metas e objetivos bem definidos. Caso contrário, você corre o risco não só de perder o carro, mas, também, de perder a confiança perante as instituições financeiras. Aí, dificilmente você conseguirá crédito quando precisar de verdade.

Por outro lado, isso não significa que se deve fugir do empréstimo a todo custo. Existem diversas situações em que ele é recomendado, sim. Afinal de contas, o crédito, quando bem usado, pode evitar o crescimento de outras dívidas e adiantar a realização do sonho de uma vida inteira. A seguir, você vai ver quando contratar crédito com veículo em garantia é uma boa ideia.

Pagar contas

Essa questão gera dúvidas em muita gente. Até porque, à primeira vista, pegar um empréstimo para pagar contas atrasadas dá a sensação de que você só aumentará o tamanho da bola de neve, né? Na verdade, não é bem assim.

Se você tem dívidas com o cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo, pedir um empréstimo é uma boa alternativa para refinanciar esse débito. Enquanto os juros do rotativo do cartão de crédito chegam a ultrapassar os 300% ao ano, as taxas do empréstimo com veículo em garantia podem custar dez vezes menos.

Nesse caso, vale a pena pegar crédito, porque você vai trocar uma dívida cara por outra mais barata. Logo, é possível pagar prestações fixas pelo empréstimo e economizar.

Entretanto, depois de sair do sufoco, é importante aprender a lição. Você não pode gastar mais do que ganha, senão, vai viver pegando empréstimos para pagar outros. Além de prejudicar a sua saúde financeira, esse descontrole impede a realização de sonhos maiores.

Abrir ou melhorar o seu negócio

Se você pretende abrir um negócio próprio ou dar um gás na empresa que já tem, pode se beneficiar do crédito com veículo em garantia. Afinal, pedir o empréstimo para a empresa é uma forma se capitalizar para tirar as ideias do papel.

Dá para fazer reformas, ampliar o estoque, comprar equipamentos, garantir capital de giro, contratar mais gente para dar conta de uma demanda extra etc. Tudo isso pode resultar em mais lucros para o seu negócio no futuro. É por esse tipo de razão que o empréstimo vale a pena.

Porém, a solicitação de crédito deve ser muito bem planejada. Antes de tudo, você precisa fazer uma análise de mercado para saber se as melhorias realmente podem dar algum retorno. Além disso, é importante calcular direitinho o valor do investimento, para não pedir nem mais, nem menos dinheiro do que necessita.

As parcelas do empréstimo também precisam caber no bolso do seu negócio. A recomendação é de que as prestações representem, no máximo, 25% do lucro da empresa.

Agora, se o investimento necessário for elevado, e o valor do seu carro não for tão alto assim, você pode avaliar o crédito com imóvel em garantia. A taxa de juros dele é ainda mais baixa, e é possível conseguir mais dinheiro — de R$40.000,00 a R$1.000.000,00.

Reformar a casa

Derrubar uma parede para aumentar a cozinha, trocar o piso, construir um novo quarto, atualizar o banheiro, resolver problemas de infiltração e por aí vai. Qualquer coisinha que você mexa na casa custa caro.

Se você tiver que juntar todo o dinheiro necessário para só depois começar a reforma, isso pode demorar muitos anos. Dependendo do problema, nem dá para esperar. É aí que o empréstimo com veículo em garantia entra como solução. Assim, você agiliza a reforma e até consegue descontos para a compra dos materiais à vista.

Mas é importante fazer um planejamento, para não correr o risco de a obra ficar parada no meio do caminho por falta de dinheiro. Pior: ficar sem recursos para pagar as parcelas do empréstimo e se embolar em dívidas.

Antes mesmo de pedir o crédito, você precisa definir as prioridades, fazer um orçamento e, depois, seguir a programação à risca. Nada de ceder à tentação de aproveitar a bagunça para fazer algo a mais. Até porque sempre surgem imprevistos no meio da obra, e você precisa ter uma reserva de emergência para pagar por eles.

Fazer uma viagem

Não é preciso ir muito longe para matar aquela vontade de conhecer novos lugares, novas pessoas ou apenas aliviar o estresse do dia a dia. No entanto, qualquer viagem — seja nacional, seja internacional — pode ficar bem cara, principalmente para quem é chefe de família e precisar bancar o passeio de todo mundo.

Agora, você provavelmente deve ser perguntar: por que pegar um empréstimo se a maioria das agências de viagem já divide as passagens áreas e a hospedagem em várias vezes? A resposta é simples: não dá para viajar sem nenhum centavo no bolso. Já pensou se rolar qualquer imprevisto lá longe, e você sem dinheiro para resolver? Mesmo se for feita a contratação de um seguro-viagem, é bom se preparar para as surpresas desagradáveis.

Além disso, dependendo do destino, você vai precisar comprar até roupas novas. Um motivo para isso, por exemplo, é que quem mora em lugares de muito calor dificilmente terá casacos quentes o suficiente para enfrentar o inverno europeu.

Portanto, em vez de parcelar uma compra aqui e outra ali, você pode contratar um empréstimo para unificar as despesas da viagem e conseguir mais prazo para o pagamento. Assim, não vai haver surpresa com a fatura do cartão de crédito depois que voltar.

E vamos bater naquela mesma tecla mais uma vez: você precisa planejar a viagem. Só assim, é possível manter os gastos dentro do orçamento e, claro, garantir que as parcelas do empréstimo caibam no seu bolso.

O crédito com veículo em garantia é um dos tipos de empréstimo com melhor custo-benefício. O processo de contratação é simples, e você consegue um dinheiro rápido, mas sem precisar se desfazer do carro. Lembre-se de que é importante ter um objetivo claro e relevante para esse dinheiro antes mesmo de pedir o empréstimo. Com consciência, você conseguirá aproveitar o valor ao máximo, sem enfrentar novos sufocos no futuro.

E aí, chegou à conclusão de que essa é a melhor solução para você? Então, entre em contato conosco agora mesmo e conheça o crédito com veículo em garantia do BV!

Atendimento BV