Afinal, conta digital é segura? Entenda!

Veio até aqui para saber se a conta digital é segura? Então, confira essa e outras informações sobre o tema a seguir!

Categoria: Cartões , Orientação Financeira

Se você curte instantaneidade e tecnologia para facilitar o seu dia a dia, sua conta-corrente pelo smartphone pode integrar sua realidade financeira. Nesse caso, convidamos você a conhecer como a conta digital é segura.

Sabe os produtos e serviços que um banco convencional realiza, como consultas, depósitos, transferências, recebimento de salário e tantos outros? É possível fazer tudo isso na palma da sua mão na hora que quiser.

O melhor de tudo: com privacidade, segurança, pouca burocracia, taxas reduzidas (ou inexistentes) e sem filas. Você administra e escolhe qual funcionalidade deseja executar e ainda pode contar com o atendimento de onde estiver.

Pensando nisso, criamos este conteúdo para que você descubra se uma conta digital é segura ou não e se vale a pena ter uma. Confira!

Por que as contas digitais estão em crescimento?

Graças à revolução tecnológica proporcionada pela mobilidade, cerca de 1/5 da população brasileira realiza seus controles financeiros em contas (ou bancos) digitais, tudo online. É o que aponta a pesquisa solicitada pela Fiserv — marca global de tecnologia sobre finanças — e feita pela Toluna Insights.

Além do já evidente crescimento de fintechs nos últimos anos, as restrições atuais causadas pela pandemia mudaram o hábito de consumo das pessoas, especialmente quando o foco é administrar seu próprio dinheiro.

Esse sucesso das contas digitais é consequência da facilidade para abri-las, bem como a diminuição ou isenção de tarifas bancárias. Vamos explicar isso com detalhes a seguir.

Como funcionam?

As contas digitais são muito semelhantes às tradicionais, mas nem todas apresentam os mesmos recursos. Nelas, é possível realizar as seguintes operações:

  • acompanhar o extrato financeiro;
  • depositar, guardar e movimentar dinheiro;
  • fazer e receber transferências;
  • pagar contas;
  • realizar saques via Banco 24Horas.

Também é comum que a instituição ofereça um cartão para movimentar a conta. Esse recurso varia de empresa para empresa, bem como se a anuidade e demais tarifas serão cobradas ou não.

Os serviços realizados nessa modalidade são simples e intuitivos. Sem falar no suporte ao cliente, que acontece no próprio aplicativo da marca, por meio do chat online, deixando a experiência mais rápida e eficiente.

Além disso, grande parte das instituições proporciona rendimentos maiores que a poupança, sendo uma alternativa interessante para consumidores que desejam fazer investimentos a médio e longo prazo.

Existem riscos associados a essas contas?

Para não dizer que tudo é perfeito, as contas digitais apresentam suas desvantagens também. Os pontos negativos dessa nova modalidade são mais embasados em uma visão preconceituosa do que em problemas reais. Isso porque muita gente pode ficar com o “pé atrás”, afinal de contas, é uma novidade no mercado que muitas pessoas ainda não conhecem.

Outro aspecto que pode incomodar usuários mais conservadores é o fato de não contar com uma agência física. Mas como já foi falado, se você tiver dúvidas ou pendências, é fácil resolver acionando o suporte do aplicativo.

Além disso, é importante dizer que os bancos digitais investem pesado na segurança de dados para garantir a integridade das informações de seus clientes. Tais instituições estão em constante atualização no quesito proteção para gerar mais confiança em relação a seus serviços.

E se o banco digital quebrar?

Os bancos digitais são integrados ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC), caso algum deles quebre ou decrete falência, o Banco Central bloqueia o dinheiro da instituição para garantir o pagamento de todos os consumidores.

O FGC atesta o direito de você receber até R$250 mil de investimentos realizados com seu CPF. Portanto, não ultrapasse esse valor no mesmo banco. Se você encontrar uma empresa que não oferece essa cobertura, procure outra.

Como saber se uma conta digital é segura?

A primeira coisa é investigar a reputação da marca em órgãos de proteção ao cliente, como PROCON e ReclameAqui. Nesses ambientes, existe um histórico de atendimento e solução de problemas para consulta pública. Vale a pena conferir como a empresa presta suporte a essas pessoas — se respondem às reclamações com cordialidade e rapidez.

Como escolher uma boa conta digital?

Para fazer a melhor escolha, é preciso considerar alguns pontos para favorecer demandas e necessidades, que podem ser resolvidas na palma da sua mão. Veja algumas recomendações.

Transparência

Uma boa conta digital deve ser transparente em todas as operações feitas dentro do aplicativo. O correntista precisa ter autonomia para puxar extratos detalhados de entradas e saídas, além de ser informado quanto às cobranças realizadas em cada ação.

Assistência

A melhor instituição é aquela que presta assistência ágil e desburocratizada. Isso significa dar respostas claras e objetivas e disponibilidade para resolver ocorrências (simples e complexas) em tempo recorde. A propósito, esses são os maiores diferenciais dessas instituições.

Taxas acessíveis

Outro fator importante para contas digitais é a possibilidade de ter taxas reduzidas ou inexistentes. Portanto, avalie os valores cobrados pelos serviços ou manutenção da conta para definir qual a opção ideal para você.

Conta digital para pessoa física ou jurídica

Grande parte das alternativas do mercado digital se concentra nas pessoas físicas. Ou seja, essas instituições foram elaboradas para atender clientes regulares. Mas felizmente existem boas escolhas também para quem tem CNPJ. Nesse caso, algumas opções são Banco Inter, Nubank, Agibank, C6 Bank e Neon Pejota. Basta avaliar a que se adapta à sua rotina empresarial.

Proteção ao usuário

Por fim, vale reforçar que para armazenar dinheiro e dados pessoais, é preciso que o banco digital (ou fintech) garanta o máximo de proteção ao seu público. Desde a possibilidade de desbloqueio de app com impressão digital e senha personalizada, até seguros que resguardem a privacidade e o patrimônio dos usuários.

O recurso de segurança usado pela instituição deve ser de conhecimento dos clientes. Além disso, é preciso que você seja instruído a manter seus dados e valores seguros periodicamente, por meio de alertas e e-mails sobre como se preservar da melhor forma.

Como visto, a conta digital é segura. Ao considerar as recomendações mencionadas, é possível fazer a melhor escolha. Separe um tempo na sua agenda para pesquisar todas as opções do mercado e consulte amigos que já fazem parte de uma instituição online para ter uma noção realista sobre movimentações, serviços e investimentos.

Quer aprimorar seus conhecimentos acerca do tema? Confira nosso infográfico sobre os principais benefícios das contas digitais!

Atendimento BV

Este site usa cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.