Ceia de Natal econômica: como comemorar sem estourar o orçamento

Veja como ter uma ceia de Natal econômica e poupar não só com os comes e bebes, mas também com a decoração do seu lar!

Categoria: Dicas Financeiras

Categoria: Dicas Financeiras

Para muitas pessoas, as festas de dezembro são o momento de celebrar sem se preocupar com as contas, o que acaba dando margem para que elas já comecem o novo ano com o nome sujo. Porém, há cada vez mais gente que não quer cometer esse erro e se preocupa com antecedência sobre como ter uma ceia de Natal econômica e que, ao mesmo tempo, agrade em cheio aos convidados.

Pensando nisso, nós da equipe BV trouxemos algumas dicas que vão ajudá-lo nessa missão de fechar mais um ciclo com chave de ouro e sem dívidas extras. Acompanhe e tome nota de tudo!

Determine quanto você pode gastar

A melhor forma de controlar os custos da ceia e evitar despesas desnecessárias ou excessivas é definir quanto você vai poder gastar para montá-la. Ou seja, ter um orçamento fixo para essa data — uma dica de ouro de educação financeira. Para isso, você pode se basear na média de gastos em natais anteriores em que recebeu amigos e familiares em casa.

"Mas e se eu nunca fui o anfitrião no dia 24 de dezembro? Quais serão as minhas referências?", você pode estar se perguntando. Nesse caso, dá para bater um papo com conhecidos que já estiveram nessa situação e questioná-los sobre as despesas realizadas e como não gastar mais do que pode. Outra sugestão é levar em conta as reuniões e festas que você já fez no seu lar e quanto precisou investir para concretizá-las.

Vale lembrar que o seu orçamento envolve não só as comidas e bebidas, mas também a decoração. Afinal de contas, o Natal sempre pede ambientes bonitos com enfeites típicos do período, não é mesmo?

Compre os ingredientes com bastante antecedência

Com planejamento e organização dá para poupar (e muito) na hora das compras, viu? Por isso, comece hoje mesmo a montar uma lista dos pratos e bebidas que servirá aos convidados — sempre respeitando, é claro, o limite estabelecido.

Após terminar essa seleção, é hora de montar uma segunda lista. Dessa vez, ela vai conter todos os ingredientes necessários para preparar os comes e bebes. A partir daí, você começa a comprar tais produtos com antecedência.

Os objetivos por trás disso são dois. O primeiro é evitar as aglomerações nos supermercados que podem ocorrer em dias próximos do Natal, respeitando, assim, aquelas lições do coronavírus sobre cuidados com a sua saúde e a da sua família.

O segundo é não deixar para comprar esses itens em cima da hora, pois muitos estabelecimentos podem aumentar os preços deles justamente por conta da alta procura e por terem estoques limitados.

Aproveite as promoções

Ao fazer as compras com antecedência, você pode aproveitar uma série de promoções que a maioria das pessoas só usam para a alimentação da rotina. Basta lembrar que muitos mercados e supermercados contam com dias específicos de descontos para determinados produtos, como temperos, congelados, enlatados, doces, bebidas (vinhos e espumantes) etc.

Isso sem falar, é claro, naquelas datas comemorativas — como aniversário do estabelecimento — e eventos especiais — como semanas de liquidações, período da black friday e datas com ofertas especiais. Portanto, é possível reduzir os gastos e montar sem dificuldades uma ceia de Natal econômica.

Não compre em um só lugar

A gente sabe que comprar várias coisas no mesmo local é mais prático e rápido e otimiza o seu tempo. Porém, quando se trata de economizar, dificilmente essa é uma boa decisão!

A razão disso é simples: o estabelecimento "X" pode ter ótimos preços para os frios, mas cobrar caro por itens de padaria e confeitaria, por exemplo. Logo, o que você poupa em alguns produtos acaba gastando nos demais e, assim, a conta não fecha no final.

Por isso, separe sua lista de ingredientes em categorias de alimentos — carnes, frutas, peixaria etc. — e pesquise por lugares — como mercados, hortifrutis, frigoríficos, atacados, feiras etc. — onde é possível encontrar o melhor custo-benefício.

Prefira os ingredientes nacionais

A quinta dica para uma ceia de Natal econômica é optar por ingredientes nacionais na hora de preparar os comes e bebes. Isso porque os que são internacionais estão sujeitos ao aumento de preço por conta da variação do dólar, dos processos de importação e distribuição no Brasil e das safras nos países de origem deles.

Ou seja, sem se dar conta, você pode estar escolhendo itens muito mais caros do que aqueles regionais, feitos por produtores pequenos, com a cara dessa nossa terra tão rica e diversa. Por isso, comece a valorizar mais o que é nacional e não deixe de usar a internet para pesquisar onde dá para comprar e/ou encomendar esses produtos.

Estimule seus convidados a participarem da montagem da ceia

Aproveite também o espírito do Natal — justamente esse sentimento de união e comunhão — para estimular os seus convidados a participarem da preparação da ceia. Como fazer isso?

Muito simples: proponha que seus amigos e familiares levem alguma comida ou bebida que traga boas lembranças dessa data, seja a preferida deles, seja um prato que represente o seu estilo de vida (como é o caso dos vegetarianos e veganos).

Essa é uma forma bem prática de reduzir as despesas com a celebração e, ao mesmo tempo, deixar todo mundo mais envolvido e acolhido durante a ceia. Afinal, quando eles influenciam a montagem do evento vão se sentindo mais representados e respeitados quanto às próprias preferências, ideias e sugestões. Que tal a dica?

Saiba que a decoração também pode ser econômica

Se você já conta com enfeites natalinos (como árvore, guirlandas, luzes pisca-pisca etc.), sempre pode reutilizá-los ano após ano. Além disso, você tem como criar uma decoração de Natal econômica no seu lar com base na criatividade. Para isso, basta:

  • usar capas de almofadas, mantas, cortinas, tapetes e guardanapos em cores típicas dessa data, como o verde, o vermelho, o dourado e o branco;
  • posicionar velas aromatizadas nas salas de estar e de jantar para ter uma iluminação diferenciada e mais intimista;
  • raspar isopor para simular neve em um cantinho da casa, transformando-o em um espaço dedicado para fotos — assim não vão faltar ótimos registros da noite para atualizar as redes sociais;
  • fazer montagens com as fotos de amigos e familiares com trajes de Natal (como gorros, meias, barba do Papai Noel etc.), imprimi-las e colocá-las nos quadros espalhados pela casa.

Como você viu, dá para ter uma ceia de Natal econômica que, ainda assim, encanta a todos, celebra o espírito dessa época e gera bons momentos de interação e diversão. Afinal, se há algo que a crise de Covid-19 nos ensinou é que o que realmente importa é estar perto de quem amamos, aproveitando cada instante ao lado dessas pessoas. Portanto, faça isso — e o melhor: sem precisar se endividar!

Gostou do post? Pois nos acompanhe no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn para acompanhar mais dicas de como curtir o fim do ano e entrar com o pé direito no próximo!

Atendimento BV