Veja como economizar com a alimentação em casa

Quer saber como aliar a alimentação em casa com a economia financeira? Confira as nossas dicas e veja como preservar o orçamento familiar!

Categoria: Dicas Financeiras

Categoria: Dicas Financeiras

Priorizar a alimentação em casa é uma forma de se manter saudável e ainda conseguir economizar uma boa grana no fim do mês. Sem contar que a segurança sobre o preparo fica ainda maior, já que você conhece os ingredientes que estão sendo usados e sabe a procedência de todos eles, não é mesmo?

Se você quer melhorar a forma como lida com as suas despesas pessoais, vale a pena considerar fazer todas (ou a maior parte) das suas refeições em casa. Quer entender como conseguir conciliar isso na prática? A seguir, listamos algumas dicas que vai ajudar você a cuidar melhor do seu dinheiro e ainda contar com bons alimentos. Confira!

Evite pedir comida por delivery

Esse é um dos principais responsáveis por jogar o seu dinheiro no ralo. Um hambúrguer aqui, uma pizza ali, um almoço no domingo por causa da preguicinha e lá se foram muitos reais durante ao longo do mês.

Não precisa parar totalmente com os deliveries, principalmente se for um prato muito específico ou um que você não sabe como reproduzir em casa. No entanto, se a sua ideia é colocar a vida financeira em dia, é hora de começar a priorizar a alimentação em casa, feita por você e sua família.

Congele alguns itens

Nem todo mundo tem paciência para ficar cozinhando todos os dias e está tudo bem com isso. Se você prefere dedicar o tempo disponível fazendo outras coisas mais prazerosas, considere congelar algumas coisas.

Dessa forma, você sempre terá alguma refeição que poderá ser preparada com mais rapidez, já que, em muitos casos, basta esquentar. Há diversos materiais na internet ensinando a fazer marmitas para congelar e garantir uma semana inteira de almoço e jantar.

Assim, você pode tirar apenas um dia (como o domingo) para preparar suas refeições para a semana inteira. Isso ajuda a tornar a rotina menos corrida e permitir que você aproveite melhor o tempo com outras atividades.

Pense no cardápio semanal antes de ir ao supermercado

Já que estamos falando em planejamento semanal, que tal começar a organizar melhor as suas idas ao mercado? Isso ajuda a evitar comprar itens supérfluos ou em excesso e faz com que o seu gasto com as compras diminua.

Uma das coisas que colabora bastante para essa missão é fazer uma avaliação do que você tem na geladeira, nos armários e na despensa. Visualizar tudo que tem disponível ajuda a identificar melhor o que está faltando e a evitar comprar algo que já tem em casa.

Além disso, há um consenso de que ir ao mercado com fome faz com que você gaste mais que o necessário e ainda dê preferência para alimentos mais calóricos. Então, por via das dúvidas, opte por ir depois do almoço ou sempre faça um lanchinho um pouco antes de sair.

Leve uma lista de compras e siga a mesma

Crie uma listinha que inclua apenas o necessário e, já no mercado, concentre-se em comprar apenas o que está escrito ali. Fuja do seu planejamento apenas quando perceber que se esqueceu de anotar algo que precisava bastante.

Se possível, evite levar as crianças para as compras. Sabemos bem como elas ficam empolgadas e pedem para comprar vários itens, principalmente biscoitos, iogurtes e outros lanches que elas adoram.

Tudo isso já ajuda a economizar bastante nas compras, evitando que você tenha alguns gastos inesperados e bem maiores do que o planejado. Ainda por cima, contribui para que cultivar hábitos mais saudáveis no que diz respeito à alimentação em casa.

Evite o desperdício de alimentos

Uma das maneiras de economizar dinheiro é evitar o desperdício de alimentos, priorizando o consumo consciente. Não é todo mundo que enxerga dessa forma, mas toda vez que você joga algo no lixo porque passou da validade ou se perdeu na geladeira, acaba deixando o dinheiro ir embora também. Afinal, houve um gasto para comprar os itens.

Se você diminui esses desperdícios, acaba reduzindo o valor das compras e, como consequência, pode usar essa economia para fazer outras coisas, como engordar a sua poupança ou mesmo comprar outros itens necessários.

Tenha sempre frutas em casa

Frutas são, na maioria das vezes, bem baratas. Quando você vai a um hortifruti, pode comprar bastantes itens sem precisar gastar um dinheirão. Elas também são uma ótima opção de lanche ao longo do dia, além de serem bem saudáveis e ajudarem a manter a alimentação equilibrada.

Se você também faz planos de melhorar a alimentação em casa, consumindo itens mais saudáveis, naturais e de maneira consciente, elas serão suas grandes aliadas. Isso é especialmente importante para quem prefere comê-las, em vez de fazer o suco.

O benefício disso envolve tanto a melhoria no bem-estar e na saúde quanto a possibilidade de economizar ainda mais nos gastos que são destinados para a compra e no orçamento familiar. Nada melhor do que diminuir custos comendo bem, não acha?

Cultive uma hortinha em casa

Já pensou em cultivar seus próprios temperos em casa? Você pode plantar cebolinha, manjericão e orégano, por exemplo, sem precisar de muito espaço, uma vez que eles podem ficar na janela da cozinha ou em algum outro ambiente que tenha as condições favoráveis para criar uma hortinha.

Elas são boas para quem mora em apartamento e também é uma maneira de economizar com mercado, além de ter uma alimentação ainda mais natural. Se você tem uma casa com quintal, pode considerar o plantio de uma variedade ainda maior de itens, desde frutas a legumes e verduras. Assim, você não só tem o prazer de cultivar parte dos seus alimentos, como ainda ganha um hobby muito prazeroso: o da jardinagem.

Priorizar a alimentação em casa é uma decisão que traz diversos benefícios para você e sua família. Além de conseguir manter hábitos mais saudáveis em relação ao que é consumido, fica bem mais fácil controlar as finanças e, principalmente, diminuir os custos mensais.

Gostou deste post? Quer aproveitar para aprender um pouco mais sobre o controle do orçamento? Então, você vai gostar de conhecer as nossas dicas para diminuir os gastos por impulso. Não deixe de ler!

Atendimento BV